Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

9 de mai de 2010

Maria é Mãe e modelo da Igreja, diz o Papa Bento XVI


.- Milhares de fiéis e peregrinos se encontraram na Praça de São Pedro para rezar o Regina Coeli ao meio dia com o Papa Bento XVI, que em suas palavras introdutórias definiu a Virgem Maria como protagonista do início da comunidade cristã.

“Maio pertence sempre ao Tempo dePáscoa, de revelar o mistério de Cristo na luz da Ressurreição e da fé pascal; é o tempo da espera do Espírito Santo, que descendeu com poder sobre a Igreja nascente em Pentecostes”, disse o Pontífice.

Ressaltando que este mês está dedicado pela Igreja à Virgem Maria, o Papa a definiu como a “flor mais bela da criação, a ‘rosa’ surgida na plenitude dos tempos, quando Deus, mandando o seu Filho, deu ao mundo uma nova primavera”.

Para o Papa, Maria é também “a protagonista, humilde e discreta, dos primeiros passos da Comunidade cristã: Maria está no coração espiritual, porque sua mesma presença entre os discípulos é memória vivente do Senhor Jesus e sinal do dom do seu Espírito”.

Comentando o Evangelho de hoje, o Santo Padre ressaltou na Mãe de Deus, aquela pessoa que “observou em primeiro lugar e plenamente a palavra de seu Filho, demonstrando assim amá-lo não só como mãe, mas também como servo humilde e obediente”.

“Aí, onde Jesus promete a seus amigos que o Espírito Santo os assistirá ajudando-os a recordar cada uma de suas palavras e compreendê-la profundamente, como não pensar em Maria, que em seu coração, templo do Espírito, meditava e interpretava fielmente tudo aquilo que seu Filho dizia e fazia?”, acrescentou, destacando também a figura de Maria como “Mãe e modelo da Igreja”.

Terminando suas palavras introdutórias, Bento XVI recordou brevemente sua próxima viagem a Portugal, cuja meta será Fátima na ocasião do décimo aniversário da beatificação de Jacinta e Francisco.

Seguidamente rezou o Regina Caeli, saudou os presentes em diversos idiomas e repartiu sua Bênção Apostólica.

Bento XVI: Eucaristia é o coração do Brasil e alenta construção de uma sociedade mais justa


.- Em sua saudação em português ao finalizar a oração do Regina Coeli, o Papa Bento XVI se dirigiu de maneira especial "ao povo brasileiro que vai reunir-se em sua capital, Brasília, para celebrar o 16º Congresso Eucarístico Nacional". Receber a Cristo Ressuscitado, recordou, exige comunicá-lo para "assim poder construir uma sociedade mais justa".

O Santo Padre se referiu a este importante evento no Brasil que se realizará entre os dias 13 e 16 de maio "com a presença de meu enviado especial, o Cardeal Cláudio Hummes. No lema do Congresso aparecem umas palavras dos discípulos de Emaús: ‘Ficai conosco, Senor’, expressão do desejo que palpita no coração de todo ser humano”.
“Que todos vocês, pastores e povo fiel, possam redescobrir que o coração do Brasil é a Eucaristia", exortou o Pontífice.

"É justamente no Santíssimo Sacramento do Altar que Jesus mostra sua vontade de estar conosco, de viver em nós, de dar-se a nós. Em sua adoração nos leva a reconhecer o primado de Deus, para transformar o coração dos homens, levando-nos à união com Cristo em seu Corpo".

Bento XVI sublinhou logo que "de fato, ao receber o Corpo do Senhor ressuscitado, experimentamos a comunhão com um Amor que não podemos guardar para nós mesmos: este exige ser comunicado a outros para assim poder construir uma sociedade mais justa".

Estando próximo o fim do Ano Sacerdotal, disse logo o Papa, "convido a todos os sacerdotes a cultivarem uma espiritualidade profundamente eucarística a exemplo do Santo Cura D’Ars que, procurando unir seu sacrifício pessoal ao de Cristo atualizado no Altar, exclamava: "Como faz bem um padre ao oferecer em sacrifício a Deus todas as manhãs!’"

"É o que invoco –concluiu– por intercessão de Nossa Senhora de Aparecida, as maiores graças para que os que são alimentados pela Eucaristia, pão de Unidade, convertam-se em verdadeiros discípulos missionários. A todos concedo benevolente a Bênção Apostólica".