Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

18 de abr de 2011

Moda: estratégia para conduzir a Opinião Pública aos piores abismos


Por Ivan Rafael de Oliveira


Duas noticias da Folha de S. Paulo, ambas do dia 7 de abril de 2011, mostram como a decadência da sociedade é manipulada metodicamente pela moda.

A primeira notícia trata sobre a recente polêmica das roupas infantis que imitam a forma do corpo adulto. Essa maléfica moda lançada na França e já em livre circulação pelo Brasil vem recebendo cada vez mais adeptos que a vêem com naturalidade.

Muitas crianças, até mesmo com 6 anos de idade, já tem usado esses tipos de roupas, sempre, é claro, com a cumplicidade de seus pais. Uma loja de São Paulo diz vender até 30 peças por dia, o que consideram um bom número para essa linha.

A segunda notícia, que mentalidades medíocres pensam nada ter de ligação com a primeira, é sobre o aumento das vendas nacionais de produtos eróticos. O que vale a pena saber de momento é o modo como as próprias indústrias desses produtos encontraram para conseguir esse trágico aumento de vendas.

De acordo com a notícia, segundo os interessados nas vendas, a grande dificuldade que tinham para a comercialização de seus produtos era a acentuada carga de sexualidade. A estratégia utilizada foi então produzir também peças com uma carga um pouco menor, isto é, meramente sensuais. O termo “light” vem sendo aplicado para definir essa tática. Mas o que poderia parecer aqui como uma reação conservadora, isto é, o de não aceitar as coisas piores, não é mais do que a própria manobra para torná-las aceitáveis. Segundo Pedro Cezar, da fabricante Chillies Pink “O produto sensual chega aonde o erótico não chegaria”, e acrescenta que eles são o ingresso para as linhas mais eróticas.

Relembro que a matéria do jornal é justamente sobre o sucesso que essa estratégia tem obtido. As técnicas de Cezar são nada mais do que a prova de que uma decadência leva a outra. Para encerrar, voltemos à primeira noticia, e nos perguntemos onde vão parar essas crianças que desde tão cedo já estão seguindo as modas que surgem? E que modas!

Fonte: IPCO

Nossa amada Vitória de Cristo.


Confira esta bela história de amor, de um casal de Deus que deu um grande sim a Vida.



"Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação". Mario Quintana

É com muita alegria que compartilhamos aqui neste blog a história surpreendente de amor e fé que temos vivido com nossa amada filha Vitória de Cristo.

Com doze semanas de gestação, descobrimos que nosso primeiro e tão esperado bebê tinha um grave problema chamado acrania. Não havia se formado nele a calota craniana, e com a ausência de osso e de pele acima da cabeça, as estruturas cerebrais presentes estavam expostas e seriam danificadas em contato com o líquido amniótico, causando anencefalia. Ficamos sabendo que esse tipo de malformação é incompatível com a vida e que nosso bebê morreria logo após nascer, e por isso poderíamos buscar judicialmente o direito de interromper a gestação. Se decidíssemos continuar, não havia garantia de que esta chegaria até o final: o bebê poderia não resistir, e eu, sua mãe, poderia enfrentar alguns problemas como aumento de líquido amniótico e um parto complicado. Não era uma criança viável, e a morte era inevitável, mais cedo ou mais tarde, foi o que ouvimos. Apesar de conscientes da gravidade da situação, decidimos acreditar que Deus poderia mudar esta sentença e fazer o milagre de curar nosso bebê, permitindo que ele sobrevivesse após seu nascimento. Enquanto nosso bebê estivesse vivo, pediríamos a Deus por ele todos os dias, e buscaríamos fazê-lo se sentir muito amado e bem-vindo. Logo descobrimos que se tratava de uma menininha, e escolhemos para ela o nome de Vitória de Cristo, pois além de consagrá-la a Deus, também acreditamos que é pelo sacrifício perfeito de Jesus na cruz que hoje temos esperança de uma nova vida, livres do pecado, da doença e da morte.

Pela nossa fé em Cristo, decidimos não viver um luto antecipado. Enquanto há vida, vamos celebrar a vida, foi o nosso pensamento. Decidimos amá-la da mesma maneira que temos sido amados por Deus, de forma individual, única e incondicional, sem rejeição, sem medo, sem nunca desistir. Em meio a muitas orações e lágrimas, vivemos momentos de grande alegria durante a gestação, vendo nossa filhinha crescer, começar a se mexer e chutar minha barriga todos os dias.

Não houve nenhuma intercorrência na gestação, nem mesmo aumento de líquido, ao contrário, nunca me senti tão feliz, bonita e livre como nos dias da gravidez. Recebemos um lindo chá de bebê feito por amigas queridas, preparamos todo o enxoval com o que de melhor pudemos comprar, e no dia 13 de janeiro de 2010 nossa amada filha nasceu de parto cesárea (que também foi tranquilo e sem intercorrências), com 38 semanas, pesando 1.785 kg e medindo 38 cm, e foi levada para a UTI Neonatal. Contrariando tantas previsões de morte, o que vimos foi uma criança cheia de vida, linda e tranquila, e ficamos maravilhados e gratos a Deus pelo privilégio de poder conhecê-la, carregá-la no colo e passar momentos inesquecíveis juntos. E para a surpresa geral, a história não terminou aí! Apesar do crescimento restrito, ela nasceu bem, ficou dois dias na incubadora e no terceiro dia já estava no berço, em ar ambiente, começando a mamar na mamadeira. Mas ela enfrentou muitos desafios, várias infecções, dificuldade para ganhar peso, e por isso não pôde deixar o hospital. Em cada intercorrência, contudo, ela surpreendeu a todos com uma grande vontade de viver e incrível capacidade de recuperação. Após quatro meses de internação, surgiu uma possibilidade de cirurgia para reconstrução da calota craniana, que foi feita dia 19 de maio de 2010, com muito sucesso. E um mês depois ela pôde finalmente ir para casa saudável, respirando sozinha, mamando, vivendo! Ninguém pode explicar como ela pôde sobreviver, contrariando toda a literatura e todas as previsões médicas durante o pré-natal. Exames realizados após seu nascimento mostraram que ela possui uma massa encefálica malformada, com algumas estruturas não reconhecidas, que podem ou não ter alguma função, e apresenta muitas reações. Como ela tem contrariado todas as regras, não é possível dizer ao certo até onde ela poderá chegar, já que tudo que ela tem feito é surpreendente e imprevisto. Pela fé, nós cremos que Deus continuar fazendo muitos milagres na sua vida, abençoando seu desenvolvimento de forma surpreendente.

Cada dia vivido com ela tem sido único e maravilhoso. A Vitória é uma criança adorável, sensível, delicada, tranquila e de personalidade marcante. A sua vida tem sido para nós um lembrete de que Deus existe, é poderoso e muito bom. Uma prova do quanto cada um de nós é muito amado por Ele.
Fonte: amadavitoriadecristo.blogspot.com/

O Lobo em pele de cordeiro. Ou: Gabriel Chalita.

Minha mãe sempre me disse que mentira não tem perna. "Esse papo de que mentira tem perna curta é mentira. Mentira não tem perna". E ela tem razão.

Nas eleições, eu, meus irmãos na fé e todos os homens de bem, denunciaram sobre quem é este lobo em pele de cordeiro chamado Gabriel Chalita. Os artigos foram vários:








Não obstante, Chalita venceu de forma significante as eleições de 2010. Está lá, quer queiramos ou não. Claro que ele enfrentou uma grande guerra no meio católico - coisa que ele jamais esperava -; porém, venceu. Não sabemos se sua vitória será para sua derrota ou ascenção, mas sabemos que haverá muito para o Deputado explicar.

E por que? Porque a verdade sobre Chalita começa a aparecer.

Em seu blog, Reinaldo Azevedo já alertara: "O neo-esquerdista Gabriel Chalita se candidate ao cargo que bem entender. Se foi o segundo deputado mais votado de São Paulo — só perdeu para Tiririca —, há certamente quem goste de sua prosa e de sua poesia. O que condeno aqui, e esta é uma questão de interesse público quando se trata de um homem público, é essa prática de ficar reescrevendo o passado para conseguir do eleitor um passaporte para o futuro. " Para mais, clique aqui.

Também o site Mídia Sem Máscara denunciou Chalita: " O que é mais grave em tudo isso, porém, é a tentativa de enganar a opinião pública brasileira em relação ao pensamento da candidata petista, contando, aliás, com a colaboração de Gabriel Chalita, que a acompanhou durante a dissimulada peregrinação à cidade de Aparecida do Norte." Mais aqui
.

O triste, porém, meus irmãos e irmãs, é ver que ainda há pessoas que acreditam que o Chalita é um homem de bem! Está CLARO que o Chalita é um grande oportunista, lobo em pele de ovelha, COMUNISTA, pois luta em favor de um Socialismo condenado pela Igreja na qual ele se diz seguidor.

Mas como muitos não creem, o site O Implicante resolveu dar uma ajudinha. Em seu artigo Conheçam Gabriel Chalita, o articulista mostra pautado em fatos que Gabriel Chalita é o bom vilão fazendo-se de mocinho. Dentre muitos, destaco: "Há menos de um mês, o Estadão (por Daiene Cardoso) informou que Gabriel Chalita, ex-tucano, atualmente no PSB e neodilmista pentecostal da sétima hora, poderia mudar de partido (novamente), indo agora para o PMDB."

Veja: Chalita era de um partido, mudou pra outro e agora quer ir para o PMDB. Um político que pula de partido igual macaco pula de galho mostra sua total imaturidade política e partidária. Parece que o atual Deputado quer ir 'degustando' qual partido lhe apetece mais. Mas note: a questão não é apenas saber onde quer ficar, mas com quem! Ora, se Chalita foi um grande referencial para a eleição de Dilma, nada mais justo de que ele ir para o partido do vice, Michel Temer. É, caríssimos! Chalita está revendo a possibilidade de engressar no partido do vice presidente. Coincidência? Off corse que não. Quer saber mais? Clique aqui e leia a matéria na íntegra.


________________________________________________________________________
Ps: Aos "Chalitetes",

Sou super a favor de quem pensa ao contrário de tudo o que aqui está escrito. O mundo se faz de opiniões contrárias. Mas não me venham com clichês, coisas do tipo: "Ah, como vc julga!". Se quer debater, traga, então, textos que comprovem o contrário. Se assim for, haverá bom debate. Agora se é pra falar que "é um absurdo que haja na igreja alguém que denigra a imagem de alguém" ou qualquer outro blábláblá do tipo, favor ler o blog ou site do Chalita. Certamente você ganhará mais. E eu também.