Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

30 de ago de 2010

Exclusivo - Fala Bispo Andrea Gemma, bispo exorcista: "Satanás está com medo porque sabe que Bento XVI é o Papa certo para lutar contra o inferno"

Texto traduzido para o Português.
Cidade do Vaticano - "É uma tragédia: Bento XVI é ainda mais forte, é ainda pior do que João Paulo II." E "Esta foi a recepção dada por Satanás ao Cardeal Joseph Ratzinger poucas horas depois de sua elevação à Cátedra de Pedro em abril de 2005. O Diabo, para ser exato, ele falou pela boca de uma mulher - que possuíam - submetido a exorcismo por Dom Andrea Gemma, Arcebispo Emérito de Isernia-Venafro, um dos prelados poucos, se não único, para exercer o ministério de libertação do mal , que contou a história, nesta entrevista exclusiva concedida à "Petrus" regresso de uma peregrinação a Lourdes.
Bispo Gemma, o Diabo só não parece gostar da eleição de Bento XVI ...

"Exatamente. Eu confirmei isso mesmo, o "mal do senhor deputado». E sua expressão me surpreendeu. Não se esqueça, na verdade, que o cardeal Ratzinger sempre lutou contra o mal e avisou a humanidade dos perigos do diabo. "
Vossa Excelência, para confirmar o que você diz, ele vem com a insistência de uma possível declaração do Santo Padre para obrigar os bispos a nomear um número estável de exorcistas diocesano.
"Será que o Papa preparação deste documento, não há realmente precisa! Quando ouvi a notícia, me alegrei. E eu tenho confirmado que o Papa Bento XVI está certo de abordar neste momento a batalha contra Satanás.Que Deus preserve o tempo no trono de Pedro! Precisamos apenas que ele tenha o suficiente para pensar que foi o único papa na história a elogiar e incentivar exorcistas público para o seu ministério ".
Alguém, no entanto, expressaram ceticismo sobre a educação ...

"Este é ignorante! Peça uma audiência privada com o Santo Padre pessoalmente para solicitar a publicação do presente aviso e pedir-lhe para continuar a estar do nosso lado. Sim, é preciso que os bispos nomear pelo menos um exorcista em cada diocese fixo! Estou certo de que o Santo Padre não decepcionou as expectativas de quem espera que esta iniciativa forte. "
O facto de se falar de um recall pela obediência de Bento XVI aos bispos porque delegado permanente de exorcistas, mostra uma grande carência nesta área.

"Infelizmente, não. Devo dizer que a direita o meu amigo Padre Gabriele Amorth, alegando que muitos bispos não são os primeiros a acreditar na existência do diabo. Posso testemunhar a mim mesmo: 16 anos, desde que me foi dada a dignidade episcopal, eu uso o poder de exorcizar em pessoa, e eu recebi pobres de toda a Itália para ser entregue a partir do mal, porque, em seu Diocese Bishop é cético ou excesso de cautela e não qualquer nome exorcista. E o diabo ri. Pense, quase sempre me diz: "Você está sozinho é a única, os outros Bispos nem sequer acreditam no inferno, se todos fizessem como você, se você exorcizar todos, teríamos passado os maus espíritos. E o Papa está isolada nessa luta ". Acho que não há nada a acrescentar ... ".
Bispo Gemma, uma bela satisfação pessoal para você, mas é preocupante para a Igreja: Satanás satisfeito com a falta de exorcistas e incredulidade do clero.

"Yeah. Veja, eu não quero julgar meus irmãos bispos, mas eu me pergunto: onde foi o Catecismo da Igreja Católica (cuja última versão foi também editado por Bento XVI quando ele ainda era cardeal)? Ele está claramente escrito que Satanás existe em todos os seus perigos e que não acreditam em sua existência fora da Igreja. Eu me pergunto esses bispos e sacerdotes, pois não acredito no diabo, leia o Catecismo? Não posso nem lembrar o capítulo 12 do Apocalipse, na qual fala São João do dragão vermelho? É ignorado, ele vai ser uma distração, mas algumas omissões contribuem para desorientar e para a Igreja cada vez mais exposta ao ataque dos poderes do inferno. E então, como agora o grito de alarme soou nos anos 70 por Paulo VI: a fumaça de Satanás entrou na Igreja, a Casa de Deus ".
Enquanto isso, as pessoas correndo mágicos ...

"E é só isso, escrevê-lo claramente, que se espalhou principalmente possessão diabólica. Wizards - Eu não faço distinção entre magia branca ou negra - a chamada de Satã para atender as demandas de seus clientes.Mas, novamente, mais cedo ou mais tarde, o Diabo tem a conta. Então quem é que vai ser um mágico, começaram a ser perseguidos, perseguido ou mesmo possuída pelo demônio. Enquanto isso, os magos, os verdadeiros, os dedicada ao ocultismo, indiferente ao facto de que as almas condenado, preencher suas carteiras com a cumplicidade do mal e do sofrimento dos pobres infelizes. "
Excelência, mesmo seitas satânicas estão a aumentar e envolver muito jovem.

"A culpa, a perda de valores elevados. Agora, o povo, especialmente dos jovens já não acreditar na existência do Juízo Final, o Paraíso, Purgatório e Inferno. Você vive como se não fosse morrer nunca, ou como se tudo acabasse com a morte. Fé esfriou, não há mais valores em vez de ir por padres que vão desde magos, ele prefere o profano ao sagrado, a oração do ocultismo. É bom saber que mesmo com a adesão a seitas satânicas são susceptíveis de ser possuído pelo diabo, com tudo que isso implica em termos de sofrimento físico e espiritual. Não se esqueça, na verdade, que aqueles que são oprimidos ou possuídos pelo diabo sofre terrível sofrimento ".

Bispo Gemma, que nós estamos vivendo? Essa idade parece degenerar. Os pais que matam seus filhos e vice-versa violência, de qualquer tipo, as guerras ...
"Estamos todos em guerra contra Satanás. Esse mal está tentando ser tão desesperada e ousada para conquistar o mundo e seus habitantes, nada de novo, o próprio Jesus nos diz que a batalha vai durar até o fim dos tempos. Mas não devemos perder a coragem ou manter o ritmo, mas a resposta na oração, confiando no Senhor e proclamar a verdade. "

Exorta-nos a fazer exatamente como o Papa Bento XVI ...
"O fato de que Satanás tem medo do Papa significa que ele está no caminho certo. Que Deus possa assistir e proteger o Papa Bento XVI! Nem todos sabem que João Paulo II é invocado em exorcismos eo Diabo sofre muito ao ouvir seu nome. E «assim reconfortante que Bento XVI é considerado maus espíritos um adversário ainda mais perigoso, mortal e poderoso do que o seu venerado predecessor.

Em carta, CNBB pede que fiéis não votem em Dilma

RIO - A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma carta na última segunda-feira na qual pede que os fiéis não votem na candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff.
Leia a carta na íntegra:
"Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus
"Com esta frase Jesus definiu bem a autonomia e o respeito, que deve haver entre a política (César) e a religião (Deus). Por isto a Igreja não se posiciona nem faz campanha a favor de nenhum partido ou candidato, mas faz parte da sua missão zelar para que o que é de "Deus" não seja manipulado ou usurpado por "César" e vice-versa.
"Quando acontece essa usurpação ou manipulação é dever da Igreja intervir convidando a não votar em partido ou candidato que torne perigosa a liberdade religiosa e de consciência ou desrespeito à vida humana e aos valores da família, pois tudo isso é de Deus e não de César. Vice-versa extrapola da missão da Igreja querer dominar ou substituir-se ao estado, pois neste caso ela estaria usurpando o que é de César e não de Deus.
"Já na campanha eleitoral de 1996, denunciei um candidato que ofendeu pública e comprovadamente a Igreja, pois esta atitude foi uma usurpação por parte de César daquilo que é de Deus, ou seja o respeito à liberdade religiosa.
"Na atual conjuntura política o Partido dos Trabalhadores (PT) através de seu IIIº e IVº Congressos Nacionais (2007 e 2010 respectivamente), ratificando o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3) através da punição dos deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso, por serem defensores da vida, se posicionou pública e abertamente a favor da legalização do aborto, contra os valores da família e contra a liberdade de consciência.
"Na condição de Bispo Diocesano, como responsável pela defesa da fé, da moral e dos princípios fundamentais da lei natural que - por serem naturais procedem do próprio Deus e por isso atingem a todos os homens -, denunciamos e condenamos como contrárias às leis de Deus todas as formas de atentado contra a vida, dom de Deus,como o suicídio, o homicídio assim como o aborto pelo qual, criminosa e covardemente, tira-se a vida de um ser humano, completamente incapaz de se defender. A liberação do aborto que vem sendo discutida e aprovada por alguns políticos não pode ser aceita por quem se diz cristão ou católico. Já afirmamos muitas vezes e agora repetimos: não temos partido político, mas não podemos deixar de condenar a legalização do aborto. (confira-se Ex. 20,13; MT 5,21).
"Isto posto, recomendamos a todos verdadeiros cristãos e verdadeiros católicos a que não dêem seu voto à Senhora Dilma Rousseff e demais candidatos que aprovam tais "liberações", independentemente do partido a que pertençam.
"Evangelizar é nossa responsabilidade, o que implica anunciar a verdade e denunciar o erro, procurando, dentro desses princípios, o melhor para o Brasil e nossos irmãos brasileiros e não é contrariando o Evangelho que podemos contar com as bênçãos de Deus e proteção de nossa Mãe e Padroeira, a Imaculada Conceição.
Dom Luiz Gonzaga Bergonzini"

Tomás responde: A avareza é a raiz de todos os pecados?

Gustave Doré (1832-1883), Os avarentos. Dante conversa com o papa Adriano V (Divina Comédia, Purgatório, Canto XIX)
Parece que a avareza não é a raiz de todos os pecados:
1. Com efeito, a avareza é o imoderado apetite das riquezas e opõe-se à virtude da liberalidade. Ora, a liberalidade não é a raiz de todas as virtudes. Logo, a avareza não é a raiz de todos os vícios.
2. Além disso, o desejo dos meios procede do desejo do fim. Ora, as riquezas, objeto da avareza, só são desejadas como meios úteis, como diz o livro I da Ética. Logo, a avareza não é a raiz de todo pecado, mas procede de outra raiz anterior.
3. Ademais, freqüentemente a avareza, também chamada cupidez, tem sua origem em outros pecados: por exemplo, deseja-se dinheiro para fins de ambição ou para satisfazer a gula. Logo, não é a raiz de todos os pecados.
EM SENTIDO CONTRÁRIO, o Apóstolo diz: “A raiz de todos os males é a avareza” (I Tm 6, 10).
RESPONDO. Segundo alguns a avareza tem muitos sentidos: 1) o desejo desordenado das riquezas, e nesse sentido é um pecado especial. 2) o desejo desordenado de um bem temporal qualquer, e nesse sentido é gênero de todo pecado pois que em todo pecado há, como foi dito (q. 72, a. 2), uma conversão desmedida para um bem mutável. 3) emprega-se ainda o termo para significar a inclinação da natureza corrompida para os bens corruptíveis, e nesse sentido dizem que a avareza é a raiz de todos os pecados,à semelhança da raiz de uma árvore que tira seu alimento do solo, porque é do amor das coisas temporais que procede todo pecado.
Embora isso seja verdade, não parece que seja segundo a intenção do Apóstolo que disse que o desejo é a raiz de todos os pecados. Manifestamente ele fala contra aqueles que “por querer tornarem-se ricos, caem nas tentações e nos laços do diabo, porque a raiz de todos os males”, ele acrescenta, “é a cupidez”. Portanto é evidente que ele fala da cupidez como desejo imoderado das riquezas. E é neste sentido que é preciso dizer que o pecado especial da avareza é chamado a raiz de todos os pecados, à maneira de uma raiz que fornece o alimento à árvore inteira. Vemos, de fato, que o homem adquire com a riqueza a faculdade de cometer qualquer pecado e de realizar o desejo de qualquer pecado, porque o dinheiro pode ajudar a adquirir quaisquer bens neste mundo, segundo o livro do Eclesiastes: “Tudo obedece ao dinheiro” (10,19). E assim fica claro que a cupidez das riquezas é a raiz de todos os pecados.
Quanto às objeções iniciais, portanto, deve-se dizer que:
1. A virtude não tem a mesma origem que o pecado. O pecado tem sua origem no apetite dos bens mutáveis, e por isso o desejo destes bens que ajuda a obter todos os bens deste mundo é chamado a raiz dos pecados. A virtude, ao contrário, tem sua origem no desejo dos bens imutáveis, e por isso a caridade, que é o amor a Deus, se afirma a raiz das virtudes, segundo a Carta aos Efésios: “Enraizados e fundados na caridade” (3, 17).
2. O desejo do dinheiro se chama raiz dos pecados, não porque as riquezas são procuradas por si mesmas como um fim último, mas porque são muito procuradas como úteis para todos os fins temporais. Um bem universal sendo mais desejável que um bem particular, por isso move o desejo mais do que certos bens particulares, os quais podem ser possuídos pelo dinheiro, ao mesmo tempo com outros muitos.
3. Nas coisas naturais não se procura o que sempre acontece, mas o que acontece mais freqüentemente, pois a natureza das coisas corruptíveis pode ser impedida de agir sempre do mesmo modo. Assim, em moral, considera-se o que acontece na maioria das vezes, e não o que sempre acontece, porque a vontade não age por necessidade. A avareza, portanto, não se chama a raiz de todos os males porque às vezes um outro mal seja a sua raiz, mas porque é dela que mais freqüentemente nascem os outros males, pela razão já dada.
Fonte: ST I-II, 84, 1

Artigo do Padre José do Vale: Aos Jovens

“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” (1Tm 4,12).
Num mundo em que tantos andam solitários, sem saber para onde estão indo, é legal saber para onde estamos indo, para que existimos e porque somos amados com um amor eterno.
Muitos não sabem, mas, milhões de jovens até se suicidam por não encontrarem um motivo maior para viver. Dizem às pesquisas que, nos EUA, são 500 mil por ano. Cerca de 34 mil pessoas cometeram suicídio em 2003 no Japão. O expressivo número, apesar de não ser o maior do mundo, conforme dados divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde), traduz uma porcentagem de 24,1 suicidas em cada grupo de cem mil habitantes. O número de suicidas sempre foi bastante alto no Japão. Anualmente, os Estados Unidos, por exemplo, contabilizam o mesmo número de seus suicidas. Eles contam, porém, com o dobro da população do país asiático.
Pesquisadores sobre a situação social da juventude estimam que, há mais de vinte anos – no mínimo – os jovens japoneses revoltam-se contra o modelo eficientista da sociedade nipônica. As respostas tradicionais (profissionalismo exasperado, excelentes resultados acadêmicos e a luta pela concorrida profissão) não satisfazem mais as novas gerações. Elas escolhem outras vias; algumas são extremas, como a adesão as drogas, as seitas violentas ou a opção pelo suicídio.
Isso é trágico e muito triste, pois a vida tem um sentido maravilhoso, e existem mil razões para amá-la com alegria. Cristo é o real sentido para vida e vida com abundância.
Por que eu existo e para que vivo? O que fazer e como viver? São perguntas importantes e sempre renovadas particularmente pelos jovens.
Na busca necessária de uma resposta definitiva, conhecemos uma preciosa indicação do próprio Deus que nos criou e que é essencial para acharmos o que procuramos:“antes que fosses Eu (Deus) pensei em ti, antes mesmo de existires, Eu te amei com amor eterno” (Jr 1,5;31,3). Essas palavras divinas são um conforto e um constante estímulo para os jovens e para todos nós. Elas nos falam de um chamado, nos atestam uma escolha, nos revelam um inaudito mistério de amor e nos afirmam que somos convocados à vida para viver e comunicar uma história de amor - única e irrepetível - para partilhar o mistério da vida e do amor. Não somos um acaso um descuido, um acidente e muito menos uma anomalia. Muito ao contrário, somos todos parte de uma harmonia universal consciente. Somos “notas” de uma sinfonia de amor perene. Somos canções compondo a canção total e plena do Divino Compositor.
Escreve o bispo da diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda dom João Maria Messi,OSM:“É necessário que o jovem testemunhe sua fé não apenas no momento em que exerce a função de ministro, mas em toda a sua vida”. (Revista Católicos edição n.01,p.7).
Queridos jovens, o melhor de todos os encontros é quando Jesus é o centro das atenções. Cristo ama tremendamente vocês. Recebe esse amor fortemente.
A vida de um jovem só tem sentido quando ele conversa com Jesus e vive para o amor de Deus.
“... Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós, e tende vencido o maligno”. (I João 2.14).

Pe. Inácio José do Vale
Professor de História da Igreja
Pregador de Retiros Espirituais
Especialista em Ciência Social da Religião
E-mail: pe.inaciojose.osbm@hotmail.com