Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

24 de abr de 2012

Vídeo Comentáiro do Evangelho do IV Domingo da Páscoa Ano B 29/04/12


Caros amigos, neste do IV Domingo da Páscoa Ano B, contemplamos o Evangelho de Jo 10,11-18. Neste Comentário do Evangelho meditaremos a figura do “Bom Pastor”, que na língua grega é Okalos, o “Belo Pastor”, por revelar toda a beleza, a autenticidade do Pai, o pastor por excelência de todo o povo de escolhido.... Caso não conseguir assistir no blog, clique no link: http://pt.gloria.tv/?media=282591

Vereador do PT quer proibir pregação nos hospitais que vise ‘modificar o credo religioso’ dos pacientes


Está em tramitação na Câmara de Vereadores do Município Rio de Janeiro o Projeto de Lei 1252/2011, de autoria do vereador Reimont (PT), o qual versa sobre a prestação de Assistência Espiritual e Religiosa Hospitalar no Município do Rio de Janeiro.

A justificativa do vereador petista é que o Projeto visa a regulamentação para a assistência espiritual-religiosa sob a forma de comitê no qual há participação das diversas tradições religiosas (católica, evangélica, espírita, messiânica, tradições afro, entre outras) e de uma representação da gestão de cada unidade, objetivando contemplar as religiões e sintonizar a atenção da saúde integral segundo o Humaniza SUS (Política Nacional de Humanização e o próprio SUS).

O PL prevê que o serviço de assistência religiosa dos Hospitais públicos e privados seja operacionalizado através de uma Coordenadoria Administrativa, composta de representante da Igreja Católica, representante de Igrejas Evangélicas, representante de outros credos e representante da Administração Superior do Hospital.
Um dos pontos polêmicos do Projeto é o artigo 27, o qual estabelece a proibição de se ‘modificar o credo religioso ou retirar, transferir ou substituir objetos religiosos dos pacientes‘.

O Projeto de Lei tem gerado críticas por parte de políticos da bancada evangélica, principalmente por, segundo o autor do PL, ficar ‘entendido que não existe a possibilidade de haver proselitismo religioso’.
Segundo a colunista do Jornal Extra do Rio, Berenice Seara, alguns vereadores evangélicos tem reclamado que estariam sendo perseguidos pelo estado e pelos próprios colegas.

Na quinta-feira (08), a vereadora Tânia Bastos (PRB) subiu ao plenário e reclamou: “o projeto traz regras excessiva e abusivas. Simplesmente limita o número de pessoas que estariam fazendo o trabalho de evangelização. É inadmissível termos parlamentares que prestam esse tipo de serviço”.

COMENTÁRIO:
Mais uma vez um político do PT mete-se em questões religiosas.
Na verdade, este projeto traz em seu bojo o espirito socialista de se tentar proibir a evangelização.
A administração do Holofote.Net apresentou o Projeto a um consultor jurídico e, após análise, o mesmo informou que o PL é ‘uma grande aberração e violência’, sendo ‘um ovo da serpente que pode ser emplacado no sistema jurídico atual’.

Pelo andar da carruagem, daqui a pouco outras aberrações poderão ser apresentadas, como por exemplo, prisão para quem mudar de religião ou, como a onda agora é ‘cotas’, cota para determinadas religiões.
Este projeto atinge, em cheio, os evangélicos, visto que diariamente uma grande multidão de missionários espalham-se pelos diversos hospitais, nos horários de visitas, a fim de levar uma mensagem de consolo aos pacientes, orar por eles e até apresentar-lhes Jesus Cristo.
Há outros religiosos que também fazem seu papel missionário nos hospitais, todavia os evangélicos são em maior número.

Com esta intromissão estatal, impedindo a pregação, os evangélicos que realizam a nobre missão de evangelizar nos hospitais cariocas ficarão proibidos de apresentar a mensagem salvadora de Jesus Cristo aos pacientes.

O PT parece que não cessará seus choques contra os cristãos.
Esperamos que todos os vereadores evangélicos ajudem a barrar esta lei que é um desserviço à causa do Senhor.

Entrevista com Aaron Russo sobre o Plano da Elite Global (a implantação do Chip)


24.04.2012  - Tudo o que o finado diretor de cinema americano Aaron Russo falou naentrevista dada há alguns anos, está se cumprindo.
As implicações do microchip da pseudo "reforma sanitária" americana ficam claramente explicadas aqui.
Aliás quem financia a campanha presidencial americana são os Rockfeller e os Rotherchild(que inclusive financiaram a segunda guerra mundial),os maiores banqueiros mundiais. E boa coisa não podia sair daí.
Veja a entrevista:

fonte: www.rainhamaria.com.br