Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

14 de out de 2011

Por que Nossa Senhora Chora?


INACREDITÁVEL!

Chegou-nos às mãos um livro de 142 páginas. Pequeno quanto ao tamanho, mas seu conteúdo é imenso quanto à impiedade, à blasfêmia e à linguagem pornográfica desbragada.

Sob o título Aventuras provisórias, o autor Cristóvão Tezza apresenta em forma de romance uma trama de atos praticados por pessoas imorais, num clima sórdido. As páginas de uma publicação católica não são lugar para exibir abominações como as contidas nesse inqualificável manual de deformação moral, pois sua linguagem é de nível torpe, e os palavrões de baixo calão não são raros. Chega-se ao extremo de lançar um palavrão contra Deus, que atinge também sua Mãe Santíssima, e qualificar o Criador de demônio, num trecho em que se conjugam virulentamente blasfêmia, impiedade e imoralidade.

Alguém poderia pensar: O livro é mais uma amostra da pseudo-literatura moderna, que infelizmente prolifera no País... Mas é necessário fazer duas observações que agravam enormemente o fato:

1. Na capa há um logotipo sob o qual se lê: Governo do Estado – Santa Catarina – Secretaria de Estado da Educação. E no frontispício do volume que compulsamos, abaixo do título da obra há um carimbo com o nome da Escola de Educação Básica de uma cidade do interior daquele estado. Assim, tudo indica que tal obra inqualificável foi distribuída a escolas da rede estadual de ensino.

2. Na quarta capa, mais um dado causa espanto: transcrevem-se comentários elogiosos do livro feitos por três diários, dois deles bastante conhecidos, um dos quais de grande tiragem e de circulação nacional.

Pobres e desventuradas infância e juventude, que recebem nas aulas de estabelecimentos oficiais de ensino — em vez de sadio alimento para seus espíritos — veneno potente que mata as almas em seus primeiros albores!

Diante desse caso tenebroso compreende-se o pranto da Mãe de Deus.

Revista Catolicismo Julho de 2010

O “aquecimento global”, uma fraude global

Atualmente desacreditados, tidos como “terroristas climáticos”, os ambientalistas falam cada vez menos em “aquecimento global”, expressão que vai sendo substituída por “mudanças climáticas”...

Alejandro Ezcurra Naón

Neve caindo em Miami; granizo sem precedentes na Arábia Saudita; congelamento do Mar Báltico; a nevada mais forte, em quase um século, em Moscou; e a maior da história de Washington (100 cm – um metro! – de neve); a França varrida por um vendaval gelado, com ventos de até 150 km por hora; e a Inglaterra paralisada por onda de frio, gelo e neve...

Na China como no México — que registrou as temperaturas mais baixas dos últimos 124 anos —, na Europa e até nos países da África saariana, como a Argélia, as temperaturas despencaram a níveis sem precedentes: –18°C na Espanha, –20°C na Alemanha e na Holanda, –23°C na Áustria, –41°C na Noruega, deixando trágico saldo de centenas de mortos, energia cortada, caos no transporte aéreo, terrestre e fluvial.

Assim começou o ano de 2010 no hemisfério norte. Mais modestamente, no hemisfério sul, nos dois últimos invernos nevou em Buenos Aires, o que não sucedia há mais de 80 anos. O que significa tudo isso? O que aconteceu com o tão propalado “aquecimento global”?

Que há uma anomalia climática, é indiscutível, e os rigores do último inverno boreal o demonstram. Mas sucede curiosamente que políticos e cientistas vinculados à esquerda — como o ex-vice-presidente e candidato democrata derrotado à presidência dos EUA, Al Gore — entregam-se há alguns anos a uma espécie de terrorismo climático unilateral. Segundo eles, o mundo sofre um processo de “aquecimento global antropogênico” (gerado pelo homem), devido à excessiva emissão de gases contaminadores da atmosfera.

Apóia essa versão uma montanha de dados assustadores, fornecidos sobretudo pelo “Painel Inter-governamental sobre Mudanças Climáticas” (IPCC) das Nações Unidas e o Climate Research Unit (CRU), da Universidade de East Anglia, na Inglaterra, um dos centros de investigação mais empenhados em demonstrar a existência de tal fenômeno.

Os dirigentes políticos máximos mundiais repetiam servilmente as advertências alarmistas do CRU, propaladas por gigantesca ofensiva publicitária. E Al Gore foi apresentado como uma espécie de salvador da humanidade, culminando com a concessão do Prêmio Nobel da Paz de 2007. Seu filme An Inconvenient Truth (Uma Verdade Inconveniente) ganhou o prêmio da Academia de Hollywood como o melhor documentário, e seu áudio do mesmo filme obteve o Grammy de melhor vocalização.

Phil Jones, diretor do CRU e principal responsável pela farsa climática
Al Gore e os cientistas favoráveis à farsa do aquecimento global foram alvo de chacota em jornais
A cidade de Washington coberta pela neve no início do ano

Mito que desmorona...

Mas em fins do ano passado descobriu-se que os dados da CRU eram manipulados. Esse instituto já havia sido interpelado pelo Competitive Enterprise Institute, dos EUA, por ter destruído suspeitamente seus registros originais de temperaturas, sob a alegação de “falta de espaço”. Pouco depois, hackers conseguiram extrair milhares de arquivos (sobretudo e-mails) dos computadores da CRU, nos quais seus principais cientistas jactavam-se de ter forjado informações falsas para “demonstrar” que o mundo está aquecendo. Rapidamente essas mensagens passaram a circular na Internet. A conspiração ficou patente, o escândalo saltou para a imprensa, e a Universidade de East Anglia teve que admitir a autenticidade desses arquivos comprometedores. Tudo isso aconteceu poucos dias antes da Conferência das Nações Unidas sobre mudança climática em Copenhague, em dezembro de 2009.

Com a desqualificação dos relatórios alarmistas sobre o aquecimento — que constituíam o eixo de suas deliberações — o imponente fórum com 25 mil assistentes foi a pique. De seu estrepitoso fiasco só se resgatou um tênue compromisso de limitação de emissões de carbono por parte de algumas nações. O que equivale a nada!

Phil Jones, diretor do CRU e principal responsável pela farsa climática, foi deposto de seu cargo após ter admitido ser o autor dos e-mails, qualificados por ele de “espantosos”. Declarou que, ao ser descoberto, “pensou em suicidar-se”. A isso seguiu-se a renúncia do secretário executivo da Convenção da ONU sobre mudança climática, o notório “aquecimentófilo” holandês Yvo de Boer. E não era para menos: o abalo ocasionado por essa fraude — denominada “climagate”, por associação com o Watergate – foi de tal monta, que o conhecido colunista conservador inglês, lorde Christopher Monckton, chegou a exigir a dissolução das Nações Unidas...

Em resumo, este foi o incrível itinerário — do apogeu midiático ao estrepitoso fracasso — do mito do aquecimento global, que passará para a História como a maior fraude científica.

Nasce então a pergunta: o que havia por detrás dessa gigantesca manobra em escala mundial? Qual a intenção de seus promotores?

Guerra psicológica e ecologia

Como é do conhecimento de muitos dos nossos leitores, a Revolução anticristã tem por meta a anarquia (ausência de governo e de Estado), forma extrema de comunismo, que é a mais oposta ao ideal católico de sociedade. Mas para chegar a esse extremo é necessário desmantelar toda a atual estrutura organizativa do mundo. Tarefa nada fácil, e a única forma de alcançar esse objetivo seria levar os homens a desejar tal desmantelamento.

Assim, desde os tempos dos hippies e da revolução da Sorbonne em maio de 1968, procura-se propagar a idéia de que nossa civilização tornou-se inviável. Para esse objetivo contribui poderosamente o terrorismo ambiental, exagerando problemas reais do mundo industrializado tais como a hipertrofia das megalópoles contemporâneas, para concluir que devemos deixar a vida civilizada e migrar para um estilo de vida simples, miserabilista e neotribal – único “natural”, segundo os “terroristas ambientais”, e que não geraria nenhum tipo de contaminação, entre outras vantagens. Ou seja, para enfrentar o atual desequilíbrio social, os agentes da Revolução propõem saltar para um desequilíbrio oposto, e evidentemente muitíssimo pior.

A divulgação do mito de um “aquecimento global”, supostamente provocado pelas emissões de CO², constitui gigantesca manobra de guerra psicológica revolucionária, encetada para se avançar na direção do miserabilismo neotribal. Em extremos aberrantes, alguns cientistas chegaram ao ponto de propor redução drástica da população mundial a uma terça parte da atual, servindo-se do argumento simplório e falso de que cada ser humano, ao respirar, emitiria demasiado CO², envenenando a atmosfera...

Devemos alegrar-nos pelo fato de que, com o desmascaramento da fraude, o mito do “aquecimento global” — e com ele a utopia revolucionária — recebeu um duro golpe. Mas estejamos atentos, porque outros mitos-pesadelo, outras fraudes inspiradas pelo demônio, “pai da mentira” (Jn 8, 44), não tardarão em substituí-los.

fonte: Revista Catolicismo

http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?idmat=EA3C1CD1-3048-313C-2EA0BC912280C623&mes=Abril2010

Aquecimento Global: mais uma mentira dos pseudo-intelectuais desonestos financiados pela "nova ordem mundial" e divulgados pela imprensa vendida.


O planeta está realmente esquentando?

GUSTAVO M. BAPTISTA
São Paulo, quarta-feira, 06 de janeiro de 2010

ACABAMOS de assistir às principais lideranças mundiais reunidas em Copenhague para discutir os destinos do planeta diante da ameaça do aquecimento global antropogênico. Ironicamente, foram necessários muitos agasalhos, pois o frio de um inverno rigoroso já se anunciava. A tese defendida pelo IPCC, de que o aquecimento é provocado pelo homem, baseia-se em três grandes pilares: as séries históricas dos desvios de temperatura global, as séries históricas de concentrações atmosféricas de dióxido de carbono (CO2) e uma previsão de clima baseada no dobro da concentração de CO2.

As séries históricas dos desvios de temperatura global, nas quais se baseia o IPCC, mostram que, nos últimos cem anos, a temperatura média do planeta aumentou 0,6, mas, ao analisarmos os dados, notamos que esse crescimento não foi constante nem linear, pois houve períodos em que ocorreu redução da temperatura do globo.

Além disso, e mais curioso ainda, observamos na análise dos mesmos dados que, nos momentos em que a temperatura subiu, não há relação de proporcionalidade com o aumento de CO2, ou seja, não é possível, com base nessas séries históricas, afirmar que a temperatura aumentou em decorrência do aumento das emissões de dióxido de carbono. Outra observação inquietante desses dados mostra que, entre 1943 e 1966, período em que o processo de urbanização se consolidava no mundo, associado ao crescimento econômico expressivo do pós-guerra, ocorreu redução de 0,18 na temperatura global.

Mais recentemente, a partir de 2005, os dados de temperatura média global baseada em dados de satélites divulgados pela Universidade do Alabama Huntsville (UAH) mostram uma tendência de resfriamento global. Contrariando as previsões dos ambientalistas, o planeta viveu entre 2007 e 2009, no Hemisfério Norte, invernos bastante rigorosos, com direito a uma nevasca histórica em Washington no último mês de dezembro e a inacreditáveis 34,6 negativos na Alemanha, onde, de acordo com o Serviço Alemão de Meteorologia, o inverno está sendo classificado entre os cinco ou dez mais frios dos últimos cem anos.

Os outros dois pilares do aquecimento antropogênico estão relacionados à concentração de CO2 na atmosfera. Segundo os que anunciam essa pseudocatástrofe, essa concentração nunca foi tão elevada quanto agora. Será? Essa afirmação baseia-se inicialmente nos estudos de Guy S. Callendar, que, a partir de 1938, passou a pregar a influência humana no incremento da temperatura do planeta em decorrência da queima de combustíveis fósseis. É dele um estudo publicado em 1958 que afirma que a concentração média de CO2 atmosférico no século 19 era de 290 ppm (partes por milhão) e, no século 20, chegou a 320 ppm. Estudos posteriores dos cientistas Fonselius, Koroleff e Wärme lançaram dúvida sobre a tese de Callendar, mostrando que, na verdade, ele teria escolhido a dedo seus dados.

A manipulação teve o objetivo de estabelecer uma suposta tendência de crescimento exponencial nos índices de concentração e de desprezar concentrações superiores ao patamar eleito por ele.

Nos dados desprezados, encontram-se concentrações superiores a 500 ppm já no século 19, mas elas tiveram de ser ignoradas para tornar defensável seu ponto de vista.

Afirma-se que o grande vilão do aquecimento global é o homem, por sua parcela de contribuição para o efeito estufa -retenção do calor pelos gases que apresentam concentração variável na atmosfera, entre eles o dióxido de carbono. Um dado que tem sido ignorado, no entanto, é que 95% do efeito estufa é decorrente da concentração de outro gás: o vapor d'água. O CO2 corresponde somente a 3,6% do total. Mais grave ainda é que, desse percentual, o homem e suas máquinas respondem por apenas 0,1%. Por essa razão, o climatologista Marcel Leroux disse que "na atmosfera do IPCC não há água".

Entramos recentemente numa nova fase fria do oceano Pacífico e enfrentamos um ciclo de manchas solares que tem apresentado uma atividade muito baixa, como se esperava com os ciclos de Gleissberg. Isso deve nos levar, ao contrário do que anunciam os profetas do apocalipse climático, a um novo período de resfriamento global, apesar do El Niño deste ano.

O fato é que as temperaturas globais são reguladas por fenômenos naturais de âmbito sistêmico. A mudança do clima, para mais quente ou para mais frio, ocorrerá com ou sem o nosso consentimento. Quem viver verá!

GUSTAVO M. BAPTISTA, doutor em geologia, é professor adjunto da UnB (Universidade de Brasília) e autor do livro "Aquecimento Global: Ciência ou Religião?".

Você sabe silenciar? Aproveite o retiro do silêncio!

Venha participar conosco em um dia de Retiro a realizar-se no dia 16/10/2011 das 9:00 às 17:15h, conduzido pelo Pe. Mateus Maria, FMDJ 



Tema do retiro será:  "Acolhendo o amor! Um pacto do amor eterno em tua vida!"

Há certos momentos na nossa vida, em que temos vontade jogar tudo para o alto, temos vontade de vivermos como os pagãos, que se permitem tudo, para buscarem a sua própria realização. Infelizmente muitas vezes nós católicos, também nos assemelhamos aos pagãos, e nos tornamos ateus práticos, pois o ateu prático não é aquele que diz “Deus não existe, mas aquele que diz: ‘Deus não age em minha vida”, e quando deixamos de acreditar no amor de Deus, e no seu pacto de amor em nossa vida, quando deixamo-nos de acreditar que Ele está conosco, que nos ama incondicionalmente, quando deixamo-nos vencer pelo medo, pela insegurança, pela desesperança, quando deixamo-nos vencer até pelo sentimento de não nos sentir perdoados, vivemos como se Deus não existisse. Contudo Deus tem um pacto de amor eterno em tua vida, é necessário conhecê-lo e acolhê-Lo...

O retiro será no Mosteiro Menino Jesus, na Av. Antônio Carlos Benjamim dos Santos, 3973, São Paulo, Próximo ao Terminal Varginha, em frente ao Campo do Rivelino, para mainformações:11 5526-2047 eretirocmj@terra.com.br

HORÁRIO DA CASA
09h:00 ACOLHIDA E CAFEZINHO
09h:30min TERÇO MEDITADO COM MARIA
10h:10min LANCHE
10h:20min 1ª COLOCAÇÃO
11h:20min ORAÇÃO E MEDITAÇÃO EM SILÊNCIO
12h:20min ANGELUS
 12h:30min ALMOÇO
 13h:30min TERÇO MEDITADO COM MARIA
14h:00 MOMENTO DE LOUVOR
14h:15min 2ª COLOCAÇÃO
15h:15min ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO
 16h:00min PREPARAÇÃO PARA MISSA
16h:15min MISSA, VÉSPERAS
 17h:30min CAFEZINHO E ENCERRAMENTO
AS CONFISSÕES INICIAM APÓS O ALMOÇOA E TERÃO O SEU TÉRMINO ÀS 14h:00.

Este retiro inicia às 9h:00 e tem o seu término às 17h:30.
O valor da Inscrição do retiro é R$ 25,00 por pessoa.
A programação poderá sofrer alteração.

PARA MAIS INFORMAÇÕES:
http://nossasenhorademedjugorje.blogspot.com/2011/10/retiro-de-1-dia-de-silencio-161011.html

Encontro de Jovens em são paulo com Anderson 22 e 23 outubro

Silas Malafaia Detona o PT

Embora o Pastor Silas Malafaia,não conheça a Verdade sobre a Verdadeira Igreja de Jesus(Mt 16,16-19) vale apena ler seu artigo.

PT apóia governo do Irã que quer executar pastor

Pastor Yousef Nadarkhani

Não é de hoje que o Partido dos Trabalhadores (PT) apóia o governo do Irã. O ex-presidente Lula, mesmo sabendo que o Irã prega a eliminação do estado de Israel, tentou ser mediador de acordo nuclear diante de organismos internacionais para beneficiá-los.

Mesmo a presidente Dilma Rousseff dizendo ser contra a execução do pastor, não houve nenhuma atitude concreta e real até agora de nossa diplomacia por fato tão monstruoso e deplorável como este.

Entenda o caso

Poucos dias depois que o Irã libertou dois norte-americanos acusados de espionagem no país, um tribunal iraniano confirmou a acusação de apostasia contra o pastor Yousef Nadarkhani e sentenciou à morte.

O tribunal da província de Gilan determinou que o pastor Nadarkhani devia negar sua fé em Jesus Cristo, pois ele vem de uma família de ascendência islâmica. O Supremo Tribunal do Irã disse anteriormente que não deveriam determinar se o pastor Yousef tinha sido muçulmano ou não em sua conversão.

No entanto, os juízes exigiram que ele se retratasse de sua fé em Cristo antes mesmo de terem provas contra ele. Os juízes afirmaram que, embora o julgamento vá contra as atuais leis iranianas e internacionais, eles precisam manter a decisão do Tribunal Supremo em Qom.

Quando pediram a ele para que se “arrependesse” diante dos juízes, Yousef disse: “Arrependimento significar voltar. Eu devo voltar para o quê? Para a blasfêmia que vivia antes de conhecer a Cristo?” Os juízes responderam: “você deve voltar para a religião dos seus antepassados, deve voltar ao Islã”. Yousef ouviu e respondeu: “Eu não posso fazer isso.”

Família

O pastor Yousef conseguiu ver seus filhos pela primeira vez desde março. Ele estava de bom humor e falava de sua enorme vontade de servir a Igreja depois que fosse libertado da prisão.

O pastor Yousef enfrentou duas audiências adicionais na terça (27/09) e quarta (28/09), com o propósito principal de o fazerem negar sua fé cristã. Os advogados do pastor Yousef tentarão apelar para que revejam a sentença, mas se o tribunal agir segundo sua própria interpretação da Sharia (lei islâmica), Yousef pode ser executado a qualquer momento.

Tecnicamente, não há mais direitos para recursos e sob a interpretação da lei da Sharia, o pastor Yousef tinha direito a três chances de se retratar. Amanhã será sua última chance de se retratar. Depois, ele poderá ser executado a qualquer momento.

A Missão Portas Abertas convoca: oremos pelo pastor Yousef Nadarkhani, para que Deus o proteja e o livre da sentença de morte possa ser liberto da prisão. Envolva mais pessoas para, juntos, intercedermos pelo nosso irmão.

EUA exigem que Irã liberte o pastor

Os Estados Unidos declararam nesta quinta-feira que o Irã mostrará total desprezo pela liberdade religiosa se suas autoridades executarem o pastor Youssef Nadarkhan, impondo que ele negue sua fé em Jesus Cristo e se converta ao Islã.

“Os Estados Unidos condenam a pena de morte imposta ao pastor Youssef Nadarkhani. A execução da pena capital constituirá uma nova prova do desprezo das autoridades iranianas pela liberdade de culto”, afirmou o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, em um comunicado. “O pastor Nadarkhani não fez nada além de manter sua fé devota, que é um direito universal de todas as pessoas”.

“A tentativa das autoridades iranianas de forçá-lo a renunciar a sua fé viola os valores religiosos que elas alegam defender, atravessa todos os limites da decência e viola as próprias obrigações internacionais do Irã”, declarou Carney. “Nós convocamos as autoridades iranianas a libertar o pastor Nadarkhani e a demonstrar compromisso com os Direitos Humanos básicos e universais, incluindo a liberdade de religião”.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO PASTOR SILAS MALAFAIA

Já que muita gente defende o PT e diz que o título da nossa matéria (sobre o apoio do PT ao governo do Irã) é tendencioso, gostaria de esclarecer aos queridos internautas, sem querer ofendê-los de forma alguma, que está havendo uma necessidade maior de conhecimento da língua portuguesa e interpretação de texto.

Em nenhum momento nós declaramos que o PT apoia a execução do pastor e sim, de maneira peremptória, que o PT apoia o governo ridículo, antidemocrático, maquiavélico e perseguidor da igreja evangélica, o famigerado governo do Irã.

Onde é que está a inverdade? Onde é que está a tendência? A verdade dói?

Aprendi um ditado que “quem cutuca a onça com vara curta, acaba se machucando”. Agora vou mostrar aos intransigentes defensores do PT o que – e quem – o Partido dos Trabalhadores apoia:

* O PT apoia o governo de Hugo Chavez, que promove perseguição política e leva a Venezuela a bancarrota;

* O PT apoia o governo de Cuba, que é um dos mais retrógrados do mundo e que também põe pastor na cadeia e elimina seus opositores;

* O PT sempre apoiou a causa Palestina e nunca deu uma nota, se quer, de apoio aos ataques que Israel já sofreu;

* O PT apoiou a libertação do terrorista, assassino, Cesare Battisti, cujo advogado é um dos mais proeminentes membros do PT;

* São os mais altos dirigentes do PT que estão denunciados pelo Supremo Tribunal Federal como formadores da quadrilha que lesou os cofres públicos numa das maiores roubalheiras da história do Brasil, chamada de “mensalão”.

* O PT sempre apoiou o PL 122, que quer botar na cadeia todo pastor que pregar contra a prática homossexual;

* O PT sempre defendeu o aborto e sobre estes dois assuntos (aborto e PL 122) eu tive um enfrentamento com eles, em audiências públicas da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Contra fatos não há argumentos. Se alguém quiser confirmar o que estou falando, busque as informações na imprensa e no Congresso Nacional.

O portal Verdade Gospel em momento nenhum foi tendencioso, mas a verdade machuca muita gente. Para mostrar a minha transparência, quero afirmar que não sou filiado à partido político nenhum, não apóio partidos políticos e quando voto, o faço em pessoas, não em legendas. Eu mesmo já votei duas vezes no Lula, fui membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, como representante dos evangélicos, no governo dele. Este conselho é formado pelas mais diferentes figuras representativas da sociedade e sem direito à remuneração.

Amanhã eu posso votar em um candidato que seja do PT, eu não tenho nenhum problema em afirmar isso, porque acredito que existam pessoas com princípios e posicionamentos afinados com os meus e que são contra princípios do seu partido. Eu nunca demonizei partido político nenhum, como muitos líderes evangélicos já fizeram.

Para encerrar, a diplomacia brasileira não fez nenhum movimento em favor da libertação do pastor. Esta é a única verdade que o Verdade Gospel afirma: “PT apoia governo do Irã que quer executar pastor”.

NOTA DA REDAÇÃO VERDADE GOSPEL:

GOSTARÍAMOS DE ESCLARECER QUE NOSSO PORTAL SE PAUTA, GENUINAMENTE, PELA DEMOCRACIA, E DE TAL MANEIRA, QUE POSTAMOS ATÉ COMENTÁRIOS NEGATIVOS ATACANDO O PASTOR SILAS MALAFAIA, SENDO ELE O MENTOR DESTE PROJETO.

http://www.verdadegospel.com/ira-pastor-nadarkhani-pode-ser-sentenciado-a-morte/


Vigília Arquidiocesana Ministério Jovem


Vigília Arquidiocesana Ministério Jovem



Vigília Arquidiocesana Ministério Jovem

Vigília Arquidiocesana do Ministério Jovem


"Orai e vigiai!". Essa foi à exortação de Jesus Cristo aos seus apóstolos antes de ser entrega por Judas Escariotes, aos soldados romanos e aos anciões daquela época, assim cumprindo sua paixão e morte em remissão aos nossos pecados. Oh aleluia Juventude Católica Carismática. Com Ele, para Ele e sempre, que nos dia 15 de Outubro, das 22h30min ás 05h30min, na paróquia Nossa Senhora da Conceição, Praça Silvio Romero (7 minutos do metrô Tatuapé), acontecerá a nossa Vigília Arquidiocesana do Ministério Jovem.

Buscando essa comunhão entre essa diocese tão grande, que o Padre Rodrigo - Assessor do Setor Juventude Região Belém, e o Padre Paulo Eduardo - Assessor do Ministério Jovem Arquidiocese de São Paulo, estarão no dia para conduzir a santa missa.

Para ministrar o louvor em toda a noite, o ministério de Música Nossa Senhora do Pilar. A juventude em peso das 6 regiões estarão presentes não fique de fora desta noite abençoada, traga seu grupo de oração Jovem e família. Deus espera por cada um de vocês!

Mais informações:

Data: 15/10/2011

Local: Paróquia Nossa Senhora da Conceição

Endereço: Praça Silvio Romero – Tatuapé (à 7 minutos do metrô Tatuapé)

Horário: 22h às 5h30min.


Menina cristã de 12 anos estuprada durante oito meses no Paquistão.


Lahore (Agência Fides) - Raptada e estuprada repetidamente, durante oito meses, por um bando de militantes islâmicos. Aniquilada e traumatizada, converteu-se e foi forçada ao casamento islâmico.


A história de Ana (nome fictício), menina cristã de 12 anos de idade, é semelhante às histórias de cerca 700 meninas e jovens cristãs, e de pelo menos 250 jovens hindus, que a cada ano sofrem terríveis violências e abusos no Paquistão. Os muçulmanos, contam fontes de Fides em Punjab empenhadas em lhes prestar assistência, "as consideram objeto, mercadoria, e as tratam como animais".


Há uma forte indignação na comunidade cristã do Paquistão, depois dos inúmeros casos de violência impunes. Como confirmam fontes confiáveis de Fides, "os raptores e estupradores de Ana estão livres porque pertencem ao grupo radical islâmico Lashkar-e-Tayyaba (banido por terrorismo) e a polícia até se recusou de ordenar uma visita médica".


O magistrado da região registrou uma denúncia contra alguns homens muçulmanos, mas não dispôs nenhuma medida restritiva contra eles. A polícia convidou os pais de Ana a entregar a menina ao "marido legal" (o estuprador), senão poderiam sofrer um processo penal.


Ana tem 12 anos e é filha de Arif Masih, varredor de rua em Shahdra, pequena cidade nos arredores de Lahore, capital da província de Punjab. Ana foi raptada por dois homens muçulmanos em 24 de dezembro de 2010, enganada por uma amiga. Batida e violentada durante dias, foi forçada a assinar alguns documentos que atestam a sua conversão e o casamento com um dos criminosos, Muhammad Irfan.

Em 5 de janeiro de 2011, seu pai apresentou uma denúncia (First Information Report) contra desconhecidos. Somente em setembro, oito meses depois do seu desaparecimento, Ana chamou a sua família de Tandianwalla, no estreito de Faisalabad, a 190 quilômetros de Lahore. Contou que tinha sido raptada, mas que tinha conseguido fugir. Voltando para casa, contou ao magistrado a sua história. Mas Muhammad Irfan apresentou uma certidão de casamento, graças à qual até a acusação de estupro tornou-se sem efeito. A polícia aconselhou os pais de Ana a entregá-la ao seu algoz. Ana e seus pais hoje se escondem e os militantes de Lashkar-e-Tayyaba estão à sua procura.

"Dentre outras coisas, o casamento antes dos 16 anos de idade é ilegal. Isto demonstra que o governo, a magistratura e a polícia do Punjab buscam cobrir os maus procedimentos dos grupos radicais islâmicos e são cúmplices", nota uma fonte de Fides. No Paquistão é prática comum dos grupos extremistas islâmicos raptar e estuprar as meninas pertencentes às minorias religiosas cristãs e hindus. Segundo Amarnath Motumal, advogado e membro da "Comissão para os direitos humanos do Paquistão", ONG conhecida e divulgada em todas as províncias, todos os meses 20 jovens hindus são raptadas e convertidas à força.

As organizações cristãs e a sociedade civil reuniram diversos casos e histórias onde a polícia se omitiu de investigar, e hoje pedem uma intervenção decidida do governo, pedindo às Nações Unidas que pressionem para que cessem estes abusos flagrantes dos direitos humanos. (PA) (Agência Fides 11/10/2011)

ÁSIA/PAQUISTÃO - Menina cristã estuprada, convertida ao islã e forçada a se casar com um muçulmano.

"Pílula do dia seguinte" é mais perigosa que aborto cirúrgico, diz estudo


Recente estudo australiano constatou que uma alta percentagem das mulheres que usaram a abortiva "pílula do dia seguinte" ? a RU 486 ? tiveram que ser hospitalizadas por causa da própria pílula, informou a agência LifeSiteNews. O estudo verificou que pelo menos uma dúzia de mulheres morreu por causa dessa pílula e outras 1.100 foram danificadas nos Estados Unidos segundo dados oficiais de 2006 da Food & Drug Agency.Os resultados do estudo foram publicados na revista médica Australian Family Physician.

Veja a íntegra:
http://www.frcblog.com/wp-content/uploads/2011/05/Australian-AERs_RU486_201105mulligan.pdf

3,3% das mulheres que usaram essa pílula no primeiro trimestre de gravidez tiveram que ser tratadas no hospital por complicações ou problemas de emergência. O número sobe para 5,7% entre as mulheres que a usaram no período em que costuma ser fornecida as mulheres pelas empresas ou órgãos governamentais do aborto.
Esses números são muito superiores á percentagem de 2,2% de mulheres hospitalizadas com complicações causadas por um aborto cirúrgico. Os números poderiam ser maiores porque o estudo só considerou os dados de hospitais onde há estatísticas metódicas e não incluiu o resultado do uso sem controle.
Paradoxalmente, os autores do relatório são favoráveis ao uso da RU-486. Mas, Margaret Tighe, de Right to Life Australia, discordou e declarou ao diário Weekend Australian: "nós sempre dissemos que tomar a RU 486 teria efeitos deletérios na saúde da mulher... tomar uma pílula parece muito fácil, mas o que estamos vendo é um número de complicações". Outras ONGs pró-vida australianas pronunciaram-se no mesmo sentido.

Nos EUA, Chris Gacek, do Family Research Council, comentou que durante muitos anos sua associação e a American Association of Pro Life Obstetricians and Gynecologists (AAPLOG) vinham esclarecendo que "os abortos quimicamente provocados são mais danosos que os abortos cirúrgicos".

Fonte:
http://revculturalfamilia.blogspot.com/

"Rock in Rio - Pe. Paulo Ricardo responde às críticas"


Vídeo retirado do site: padrepauloricardo.org


Salve Maria!