Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

17 de out de 2010

Vida e Santidade.

Mensagem da Gospa do dia 01 de Novembro de 1983:
“Queridos filhos! Aos Santos não se rezam, mas se reza com eles! Obrigada por terdes respondido ao meu chamado”.
O culto aos santos é comum entre os católicos e os ortodoxos, culto esse, vivido na Igreja “una” do primeiro milênio e perpetuado até os nossos dias, nos quais de uma e de outra parte continuam acontecendo canonizações, infelizmente, por enquanto, sem o recíproco reconhecimento; e ainda hoje nos parece impossível nos ver santos.
Para isso devemos seguir o que nos explica a Santa Igreja, os santos não devem ser adorados, e sim utilizados como exemplos de seres humanos, assim como nós que enfrentaram as mais diversas dificuldades durante sua vida na terra, mas nunca tiraram os olhos do céu, os olhos dos pés de Jesus Cristo. Viveram a santidade, e hoje se os conhecermo-los, teremos a certeza da espera de Deus por cada um de nós, como se estivéssemos numa estrada sinuosa, com obstáculos e abismos, eles, os santos, pisaram sobre as pegadas de Jesus e chegaram e nós também podemos enfrentar com Nossa Senhora esta estrada, e sermos santificados, sermos santos.
Nestas minhas postagens trarei os santos que deram testemunha, da verdade que é Cristo, e como eles podem nos ajudar a não nos perdermos na nossa peregrinação ao céu, buscando a santidade.
Queridos irmãos a partir de hoje venho a vós humildemente tentar falar de pessoas que hoje estão nas graças de Deus. Contudo alerto-os, para não seguirem os passos senão os de Jesus Cristo, dentro aos dogmas ensinados na Santa Igreja, não nos afastemos do caminho, acreditando em santos que, não existem na Igreja Católica, nada os santos dos vizinhos, santos dos bichos, santos das pedras, santos que moraram nas águas, santos da natureza, eles não passam de farsa, não se deixem enganar por satanás, com falsos santos.
Busquem sim os santos da Igreja Católica, encantando-nos com seus dons, e graças concedidas por Deus, mais principalmente buscando neles erros, e como venceram seus pecados, e viveram plenamente a virtude que se propuseram a viver. Não nos esqueçamos que eram homens e mulheres, como nós, santos e pecadores. Mas por amor a Deus hoje nos servem de instrumento. Todo peregrino, se prepara para a caminhada, vos convido a se prepararem. Coloquem nas vossas bolsas tesouros que não se rasgam: a orações diárias, a participação nas Santas Missas, nos Santos Sacramentos, na leitura da bíblia, o que eu considero a base para tudo isso, o amor a Deus sobre todas as coisas e o dom da fé, para não vacilar nos passos.
Mas, como entendermos a verdadeira santidade, ela sempre nos aproxima todos de Deus. O termo “santo” possui uma forma simples de entendimento, no grego, usa-se a palavra hósios e no eslavo prepodóbnyi, isto é, “muito semelhante”, ao Cristo, bem entendido. Os santos são os nossos modelos de oração e a eles pedimos também que intercedam, junto à Santíssima Trindade, por nós e pelo mundo inteiro. A intercessão deles é o mais alto serviço que prestam ao desígnio de Deus. Na comunhão dos santos, desenvolvem-se ao longo da história da Igreja, diversos tipos de espiritualidade, quem ensinam a viver e praticar a oração.
Todos os fiéis são chamados a santidade cristã. Ela é a plenitude da vida cristã e perfeição da caridade, realiza-se na união íntima com Cristo.
Os santos do Céu (a Igreja triunfante), as almas do purgatório (a Igreja padecente) e os cristãos na terra (a Igreja militante) formam uma unidade, quase um único império imenso, cujos diversos continentes são as três Igrejas. O soberano é Deus; a lei, a lei que preside às mutuas relações é a caridade, o amor. Em virtude desta lei, os membros da Igreja militante pedem a intercessão da Igreja triunfante, e oram pela Igreja padecente.
Os membros perfeitos da Igreja são os santos. Ninguém pode dizer que não é chamado à Igreja triunfante. Ser Igreja católica significa comunhão com os santos, na segunda carta aos Coríntios, somos chamados a santidade, pelo selo que e deu aos nossos corações o penhor do Espírito.
Segundo o Papa João Paulo II, em sua carta “O Espírito Santo, alma da Igreja”:
É possível “tornamo-nos santos” se nos deixarmos santificar por Aquele que é o Santo...
Podemos considerar que o Espírito Santo é como a alma da nossa alma, portanto o segredo da nossa santificação....”
Então como disse um sábio uma viaje de mil milhas começa com o movimento de um pé. Este e meu convite, uma Igreja militante, em busca a herança prometida. Finalizo hoje os convido a lerem a Bíblia na Primeira Epístola A Timóteo, I Tm 2, 1-8, e buscando a virtude que vamos nos propor a viver, e rejeitarmos os pecados que sempre nos são pontos de queda.
Que Nossa Mãe nos conduza, na nossa peregrinação.
Fiquem todos nas mãos de Deus.
Atenciosamente,
Nina

Extra: Dom Beni em defesa da liberdade religiosa!

Bispo de Regional da CNBB defende divulgação de panfleto contra Dilma


‘Divulgação continua agora no segundo turno’, diz dom Benedito Beni. Bispo diz que distribuiu 10 mil panfletos em 31 paróquias de Lorena.

Robson Bonin Do G1, em Brasília

O vice-presidente do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Benedito Beni dos Santos, questionou neste domingo (17) a versão apresentada pelo presidente do regional, Dom Nelson Westrupp, segundo a qual o Regional Sul 1 não patrocina a impressão e a distribuição de folhetos a favor ou contra candidatos.
“O texto é legítimo e foi aprovado no dia 26 de agosto, em São Paulo. A comissão episcopal representativa do Regional Sul 1, que engloba diversos bispos, fez uma nota no dia 26 de agosto, pedindo que esse apelo aos brasileiros e brasileiras tivesse ampla divulgação e isso ficou a critério de cada bispo. A divulgação começou a ser feita antes do primeiro turno e continua agora, antes do segundo turno. De modo que é um documento legítimo assinado pela presidência do Regional Sul 1 em nome do conselho episcopal”, disse ao G1 dom Benedito Beni dos Santos, que é bispo diocesano de Lorena (SP).
Neste sábado, uma gráfica no bairro do Cambuci, em São Paulo, informou que imprimiu 2,1 milhões de folhetos com o texto intitulado "Apelo a todos os brasileiros e brasileiras", assinado pela Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB.
Dom Benedito dos Santos confirmou que o panfleto foi distribuído pela comissão. “Recebemos diretamente da Comissão em Defesa da Vida”, disse. A área de abrangência do Regional Sul 1 da CNBB compreende todo o estado de São Paulo.
O texto relaciona o PT e a presidenciável Dilma Rousseff à defesa da legalização do aborto e recomenda "encarecidamente a todos os cidadãos brasileiros e brasileiras" que, "nas próximas eleições, deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalização do aborto".
No sábado (16), o PT registrou boletim de ocorrência na polícia e fez uma representação à Justiça Eleitoral. Neste domingo, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ordenou à Polícia Federal a apreensão dos panfletos na gráfica.
Na nota divulgada neste domingo, o presidente do Regional Sul 1, Dom Nelson Westrupp, e demais bispos afirmaram que "não indicam nem vetam candidatos ou partidos e respeitam a decisão livre e autônoma de cada eleitor".

'Ampla difusão do documento'
 
Para dom Benedito Beni dos Santos, um dos integrantes da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB, que assina o documento "Apelo a todos os brasileiros e brasileiras", distribuídos em igrejas católicas, a nota deste domingo contraria a decisão de “dar ampla difusão do documento”.
“Em nota do dia 26 de agosto, a presidência e a comissão representativa dos bispos do Regional Sul 1 da CNBB, em sua reunião ordinária, acolheram e recomendaram a ampla difusão do ‘Apelo a todos os brasileiros e brasileiras’. Assina a nota o presidente do Conselho Episcopal dom Nelson Westrupp. Então, causou a mim estranheza que essa nota tão clara seja agora, de certo modo, considerada como não autêntica”, disse dom Benedito dos Santos.
O bispo diocesano de Lorena diz que ficou “a critério de cada bispo” do Regional Sul 1 a divulgação do documento em forma de panfleto.
Apenas em Lorena, segundo ele, foram distribuídos 10 mil panfletos nas 31 paróquias da diocese. “Distribuímos para 31 paróquias da diocese e continuamos distribuindo no segundo turno. Estamos sendo fiéis ao que o representativo do Regional 1 pediu”, justificou.
O bispo chama de “oportunismo eleitoral” a carta apresentada pela candidata do PT na qual afirma ser contra o aborto e explica a orientação repassada aos fiéis.
“O documento cita o nome dela [Dilma] como aquela que aprovou o 3º Programa de Direitos Humanos do Governo. A nota não aconselha a votar nela. É uma recomendação de não votar no Partido dos Trabalhadores e em todos os candidatos favoráveis ao aborto”, declarou. 

Fonte: G1.

As máscaras caem

- Gestapo petista – pasmem! – quer impedir distribuição de panfletos da CNBB Sul 1 contra o PT! “O Partido dos Trabalhadores (PT) está tentando impedir agora à tarde que cerca de um milhão de panfletos encomendados pelo bispo da Diocese de Guarulhos (SP), Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, seja distribuído à população”.

(Comentário meu: Mas não é o Lula quem sempre disse ser a favor da liberdade de expressão? Ah! Não foi ele quem disse nas propagandas da Dilma que ele SEMPRE deu liberdade religiosa???)

- Fundador do PT e ex-vice de Marta, Hélio Bicudo declara voto em Serra no 2º turno. “‘Se nós deixarmos que a candidata Dilma vença, essas eleições, nós vamos ter aqui no Brasil um sistema mexicano’, disse, em referência ao PRI (Partido Revolucionário Institucional), que ficou no poder no México por 70 anos, até ser derrotado nas eleições de 2000″. Vejam também o vídeo.

(Comentário meu: Vejam: gente do PT não confia em Dilma. Se há divisão no partido, imagina a guerra que eles vão instaurar no país...)

- Jogada de mestre do Bassuma: Ex-petista cobra punição a Dilma por polêmica do aborto. “Ano passado, Bassuma foi punido pelo PT por se posicionar contra a interrupção da gravidez. Ele teria que ficar um ano sem os direitos parlamentares, segundo a Comissão de Ética da legenda. Por conta disso, decidiu se filiar ao PV. ‘Para ser coerente, a Dilma também deveria responder à Comissão de Ética e ser punida. Porque eles me puniram por isso’, cobrou”. Sei que pedir coerência dos revolucionários petralhas é muito. Mas é prazeroso ver a calhordice hipócrita posta a descoberto.

(Comentário meu: Acho justíssima a posição do Bassuma. Ora seja! Se o PT não é mais pró-aborto, então que mande a Dilma embora, que sempre foi! A Dilma e todo mundo!)

- Lula prega o ódio junto com Dilma, após serem vaiados em Minas Gerais. “Você (virando-se para Dilma) viu a diferença da elite e do povo. E é por esse povo, Dilma, que você vai ganhar as eleições. É com esse povo e para esse povo que você vai governar”. A frase foi dita pelo senhor presidente, “diante de mirradas 4.000 pessoas, no centro de Belo Horizonte, Minas Gerais, hoje [16 de outubro] pela manhã, depois que os dois foram vaiados durante quase todo o percurso de uma carreata”.

(Comentário meu: Óbvio. A gente lê jornal, a gente vê TV e a gente tem memória. Todo mundo sabe do passado (e presente) deste dois...)

- Mineira diz que Dilma é lésbica e quer pensão mensal. A ex-ministra que “tem mais peitos que sua mãe e mais testosterona que seu pai” está sendo acusada de ter tido “um longo romance” com uma doméstica mineira e, depois, tê-la abandonado. “Verônica afirma possuir fotos, cartas e outros documentos que comprovam a relação duradoura e pretende pleitear na justiça o direito à uma pensão mensal” [p.s.: o advogado cujo nome aparece na notícia não foi encontrado no site da OAB]. Certo, a vida íntima da sra. Rousseff não tem interesse político direto, concordamos [como, aliás, também não o tem a vida privada da mulher do José Serra...]. Mas que seria engraçado ver o desenrolar desta história escabrosa na Justiça, ah, isso seria.

(Comentário meu: Xiiii... essa pegou pesado, hein?)




Dilma e PT amam o MST.



O que o PT mais têm feito no país é legalizar crimes, desta vez não irei falar do criminoso projeto de legalização do aborto, falarei do apoio integral que o PT sempre deu e dá ao movimento dos "trabalhadores" sem terra.

O MST têm inúmeras ONGs(Organizações não-governamentais) que são utilizadas como verdadeiros cofres de dinheiro público à ser injetado no MST. A revista Veja recentemente teve acesso aos cofres de apenas quatro destas ONGs, adivinha o que descobriram? No Inicio do governo Lula, entre 2003 a 2007 mais de vinte milhões de reais movimentaram os cofres.

Eis a pergunta: Qual a finalidade deste dinheiro? A compra de casas para que os "trabalhadores" saiam do mundo dos excluídos?Não! O dinheiro que não é embolsado pelos ”cabeças”, são de uso exclusivo para patrocinar o crime chamado invasão de propriedade privada, este abuso do direito do próximo trás consigo tantos outros crimes como violência a integridade física das pessoas, destruição do meio-ambiente com queimadas, matanças de gados e muitas das vezes até vidas vão pra debaixo da terra que eles tanto querem.

O que dá mais raiva é que estes comunistinha disfarçados de excluídos são uns bandos de preguiçosos que não sabem plantar nem alface e cebolinha na horta da minha avó. Normal de comunista; querem o poder de mão beijada. Preguiçosos! Ladrões! Covardes!Que Deus tenha misericordia.

A maior prova de amor do PT para com o MST não esta nos milhões que o governo Lula deu , a cartada da vez pró-descriminalização do roubo de terra esta no PNDH3 que a Dilma Roussef vai implantar no país se eleita, no programa tem artigos que defendem integralmente movimentos sociais com esta característica.

O fato para nós católicos é que a Santa Igreja nunca foi a favor de invasão de propriedade privada, ao contrario do que anda dizendo alguns bispos da apostatada pastoral da terra. Vejamos o que a Igreja fala, na pessoa do Bem-Aventurado João Paulo II em pronunciamentos à bispos do Brasil.

Ao segundo grupo de Bispos do Brasil, provenientes do Regional Sul l da CNBB, em visita “ad limina Apostolorum” de 13 a 28 de Março de 1996, João Paulo II disse:

“… mas recordo, igualmente, as palavras do meu predecessor Leão XIII quando ensina que “nem a justiça, nem o bem comum consentem danificar alguém ou invadir a sua propriedade sob nenhum pretexto” (RN, 55). A Igreja não pode estimular, inspirar ou apoiar as iniciativas ou movimentos de ocupação de terras, quer por invasões pelo uso da força, quer pela penetração sorrateira das propriedades agrícolas.”

Discurso em 26/nov/2002 aos bispos do Brasil:

“Para alcançar a justiça social se requer muito mais do que a simples aplicação de esquemas ideológicos originados pela luta de classes como, por exemplo, através da invasão de terras – já reprovada na minha viagem pastoral em 1991 – e de edifícios públicos e privados, ou por não citar outros, a adoção de medidas técnicas extremas, que podem ter conseqüências bem mais graves do que a injustiça que pretendiam resolver.

A descriminalização do aborto é o fator preponderante para não votar no PT, porém se abrirmos os olhos veremos que motivos não faltam para renunciar o PT de uma vez por todas de nossas opções políticas.

Salve Maria!
Bruno Cruz
Contato para missão (031)88802212

Em carta a evangélicos, Dilma diz que “PNDH3 está sendo revisto”. Não é verdade! Ela não assume compromisso de vetar projeto sobre aborto


Dilma acabou assinando a sua “carta” de compromisso com os cristãos. O melhor é comentar trecho a trecho, como sempre.
Dirijo-me mais uma vez a vocês, com o carinho e o respeito que merecem os que sonham com um Brasil cada vez mais perto da premissa do Evangelho de desejar ao próximo o que queremos para nós mesmos. É com esta convicção que resolvi pôr um fim definitivo à campanha de calúnias e boatos espalhados por meus adversários eleitorais. Para não permitir que prevaleça a mentira como arma em busca de votos, em nome da verdade quero reafirmar:
A defesa que Dilma fez da descriminação do aborto não é boato, é fato. Já que ela e seu partido decidiram tocar no assunto, é preciso deixar isso claro de novo. O governo, de que ela foi a grande comandante, atuou firmemente em favor da legalização da prática. Também é fato, não boato.
1. Defendo a convivência entre as diferentes religiões e a liberdade religiosa, assegurada pela Constituição Federal;
Ótimo! Dilma promete seguir a Constituição.
2. Sou pessoalmente contra o aborto e defendo a manutenção da legislação atual sobre o assunto;
A linguagem é um vírus. “Pessoalmente contra”, todo mundo é. Só faltava alguém ser favorável à morte dos fetos. A questão em debate é a descriminaçãoo ou não da prática. Pede a história que este comentário continue com um vídeo. Volto em seguida com a carta e com novas observações.

3. Eleita presidente da República, não tomarei a iniciativa de propor alterações de pontos que tratem da legislação do aborto e de outros temas concernentes à família e à livre expressão de qualquer religião no País.
É pouco. Se eleita, o governo terá ampla maioria no Congresso para votar o que quiser. Os petistas podem decidir pôr em prática as resoluções de seu 3º Congresso. A defesa da descriminação do aborto está lá, na página 82.
4. O PNDH3 é uma ampla carta de intenções, que incorporou itens do programa anterior. Está sendo revisto e, se eleita, não pretendo promover nenhuma iniciativa que afronte a família;
O governo já mudou o que achava que deveria mudar no PNDH3. Paulo Vannuchi, ministro dos Direitos Humanos, já avisou que, agora, fica tudo como está.  ASSIM, É MENTIRA QUE ELE ESTEJA SENDO REVISTO. Dilma não precisa “promover” nada. Basta que promovam por ela. O PNDH3 fazia a defesa explícita da legalização doa aborto, agora faz a defesa oblíqua: “Considerar o aborto como tema de saúde pública, com a garantia do acesso aos serviços de saúde”. Já que se trata de uma carta sobre religião, diria que é uma espécie de texto do capeta (é metáfora, tá, pessoal?), em que o mal se esconde no detalhe. Se o aborto é apenas um problema de saúde pública, então NÃO É UM PROBLEMA que diga respeito à vida do feto. Logo, tudo é possível.
O que Dilma quer dizer com “nenhuma iniciativa que afronte a família”? Ela não toca na união civil de homossexuais, por exemplo. Afronta a família ou não? Tem o mesmo peso do aborto? E a regulamentação — de fato, legalização — da prostituição?  Isso também continua no PNDH3. Observem que a candidata se compromete a não “promover”. Em nenhum momento, diz, por exemplo, que vai lutar contra a descriminação do aborto.
5. Com relação ao PLC 122, caso aprovado no Senado, onde tramita atualmente, será sancionado em meu futuro governo nos artigos que não violem a liberdade de crença, culto e expressão e demais garantias constitucionais individuais existentes no Brasil;
Mais uma vez, promete respeitar a Constituição. Que bom!
6. Se Deus quiser e o povo brasileiro me der, a oportunidade de presidir o País, pretendo editar leis e desenvolver programas que tenham a família como foco principal, a exemplo do Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida e tantos outros que resgatam a cidadania e a dignidade humana.
Aqui se confundem alhos com bugalhos. Até onde sei, ninguém contestou os programas sociais.
Com estes esclarecimentos, espero contar com vocês para deter a sórdida campanha de calúnias contra mim orquestrada. Não podemos permitir que a mentira se converta em fonte de benefícios eleitorais para aqueles que não têm escrúpulos de manipular a fé e a religião tão respeitada por todos nós. Minha campanha é pela vida, pela paz, pela justiça social, pelo respeito, pela prosperidade e pela convivência entre todas as pessoas.
Dilma Rousseff
Perdendo votos, foi o PT quem inventou o tal “fator religioso”, enroscando-se, depois, na própria teia. Já andei lendo as reportagens sobre a carta de Dilma. Pelo visto, a mentirinha de que o PNDH3 está sendo revisto vai passar em brancas nuvens.



Por Reinaldo Azevedo