Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

6 de out de 2010

O PT deixou claro que é a favor da legalização do aborto e não concordo, afirma deputado punido por defender a vida

“Eu me sinto honrado por ter sido suspenso pelo PT por ter defendido a vida”, afirma

.- Em uma recente entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo, o deputado federal Luiz Bassuma que teve suspensos seus direitos partidários dentro do PT pelo prazo de um ano por decisão unânime da direção nacional do partido por ser contrário à legalização do aborto. Na sua entrevista, falando sobre a perda de votos que teve Dilma devido ao seu apoio à legalização do aborto, Luiz Bassuma critica o que considera suposta “mudança de opinião” da petista em relação ao assunto.

Na entrevista, o Estadão pergunta a avaliação do Deputado sobre os recentes esforços do PT para dizer que o partido, e sua candidata Dilma Rousseff, não defendem a legalização desta prática anti-natal, à qual o político punido por suas posições pró-vida respondeu:  “Ninguém pode apagar a história. Fui punido com um ano de suspensão pelo PT apenas por querer continuar a favor de uma ideia que sempre defendi. Não queria que ninguém pensasse igual a mim. Só queria que o partido respeitasse meu direito de ter opinião diferente”.

“Cumpri quatro mandatos pelo PT e um dos motivos que me fizeram ser filiado ao partido era justamente o artigo interno que permitia aos integrantes terem direito à liberdade de opinião, de religião, de pensamento. Comigo não valeu”, asseverou o político ao Estado de São Paulo.

Ao ser perguntado se há setores do partido que realmente são contra o aborto, Bassuma afirmou:
“É possível. Mas fui punido quase por unanimidade pela direção do partido por ser contra a proposta. Dilma era a ministra chefe da Casa Civil na ocasião. Durante a análise do meu caso, o PT deixou claro que é a favor da legalização e não concordo”.

Falando sobre a suposta mudança de opinião da candidata Dilma Rousseff, que tem negado publicamente ser a favor do aborto o deputado declarou:
“Acho que eles têm de assumir a verdade e dizer o que pensam sobre o assunto. Vai piorar a situação dela se mentir sobre o aborto por questões eleitoreiras. Vai ser um tiro no próprio pé. Na minha opinião, ela é materialista. O presidente Lula não. Todo mundo sabe que ele realmente tem uma posição diferente. Ele sempre disse que era contra o aborto”.

“Eu me sinto honrado por ter sido suspenso pelo PT por ter defendido a vida. Essa é a bandeira da minha vida. Minha principal causa política. E o PT não respeitou esse meu direito. Envergonhado eu estaria se tivesse defendido o mensalão. Eu acho que o aborto significa matar uma vida”, concluiu Luiz Bassuma.

 O Deputado punido pelo Partido dos Trabalhadores preferiu pedir sua desfiliação do PT, entrando no PV de Marina Silva, e agora disputa o governo da Bahia por este partido.

No Vídeo Mãe do Brasil, se pode apreciar o ex-petista defendo a vida contra a proposta de legalização do aborto no Brasil, para conferir o vídeo visite:
http://www.acidigital.com/noticia.php?id=20157

Ai daqueles que são motivos de escândalos!

"Quem tiver escandalizado um destes pequenos que crêem em Mim, seria melhor para ele que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho e fosse submerso no fundo do mar. Ai do mundo por causa dos escândalos! É necessário que os escândalos venham, mas pobres daquele por culpa do qual o escândalo acontece!" (Mt 18,6-7)

Fico me perguntando se alguns Católicos, bem como o Chalita, já leram esta passagem.
Vejam que Jesus diz que ao escândaloso, melhor fosse não ter nascido. São duras as palavras de Jesus? Sim. Mas em Cristo não há meias palavras. Ou é, ou não é. Temos, aliás, o maldito costume de entender Caridade com Mel. Não. Caridade é Amor, e o Amor é Verdade, Justiça. Logo, não podemos admitir - como o próprio Deus não admite - mornidão. Ou quente, ou frio. Ou de César, ou de Cristo.
É lamentável observamos muitos cristãos, que por respeito humano, faltam até aos deveres fundamentais de sua fé, colocando a Democracia acima da fé. Envergonham-se de defender a Cristo para ter cargos altos no governo, de reprovar quem blasfema ou profana coisas sagradas, de dizer às claras quem é e quem não é a favor do aborto, de defender a fé dos ataques e insultos dos inimigos, de chamar atenção de quem dá escândalo, que ofende a Moral Envagélica. Chegam a envergonhar-se de opor-se ao aborto, ao divórcio, à pílula contra a vida humana. Envergonham-se... parece que não sabem fazer mais nada além disso. Porém, além de se envergonharem, tornam-se motivos de escândalos e levam outros tantos a envergonharem-se e a escândalizarem-se juntamente. Torna-se um só pedra de tropeço para tantos!

S. Afonso de Ligori mandou chamar, uma vez, um pecador escandaloso que vivia tranqüilo, operando um grande mal entre os fiéis, sem que ninguém ousasse chamar-lhe atenção. Sabendo disso, mandou chamá-lo, preparando-lhe um truque. Ao entrar no quarto de S. Afonso, o pecador achou no chão um grande crucifixo que lhe impedia a passagem. O homem, perplexo, ouviu do Santo: "Passai sobre o corpo de Cristo! Não é a 1ª vez que o pisais! Já fizestes isso várias vezes com teus escândalos". Vivamente tocado, o homem chorou e em silêncio recolhido, mudou de vida. Quem escandaliza pisa os membros de Cristo. Ele é um perigo público! Precisamos salvá-lo ou dele fugir. S. Paulo advertia o Bispo Timóteo: "Chama publicamente a atenção daqueles que cometem culpas em público". (I Tm 5,20) . Aí eu me pergunto: será que Dilma, que se diz católica, pisaria os membros de Cristo? E o Chalita, com programa na Canção Nova, também pisaria? E nós, católicos e evangélicos, que de forma velada prestam seu apoio a estes abortistas, também teríamos coragem de pisotear Cristo?

Talvez você ainda não tenha compreendido esta reflexão que trago. Explico-me. Ela se pauta neste vídeo , onde a Dilma, numa atitude desesperada, tenta, com apoio de membros de Igrejas - e lá estava o Chalita para "representar" os católicos - provar que é contra o aborto. Um absurdo. Um insulto. Um escândalo.
Entre os "cristãos", não se fazia presente apenas o Chalita, mas o Apóstolo César Augusto, Presidente da Igreja Fonte de Vida, bem como o bispo da Assembleia, Manuel Ferreira, além do ex-Olodum, Irmão Lázaro. Depois de ver este vídeo, convido-o a observar neste outro as falácias de Dilma. Após, reflita: dá para dizer-se Cristão e apoiar a Dilma?

Nota Oficial da Fundação João Paulo II sobre as eleições 2010 - O PT tem pressionado a CN!

A Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação vem a público para reafirmar que não apóia, não subsidia e não possui vínculos com partidos e candidatos.

É necessário ressaltar que não autorizamos, bem como não aprovamos manifestações isoladas de apresentadores, colaboradores e engajados.

E, em especial, sobre o episódio desta manhã, 05 de outubro, não autorizamos o pronunciamento público do sacerdote Padre José Augusto Souza Moreira sobre o Partido dos Trabalhadores, bem como a opinião do mesmo representa tão somente seu pensamento, não sendo em hipótese alguma o pensamento da instituição.

Lamentamos o ocorrido e manifestamos mais uma vez nossa obediência aos princípios democráticos, na legislação eleitoral em vigor e na crença de que o povo brasileiro saberá, com critério e sabedoria determinar o seu futuro nas urnas.

Wellington Silva Jardim
Presidente da Fundação João Paulo II


Vejam este vídeo:

Para o PT, carnificina é NÃO descriminalizar o aborto


Pois é, Senhoras  e Senhores,

No site do PT está posto que é um dever do Estado descriminalizar o aborto. Ou seja: para o PT está posto, está fechado este tema. Aborto tem que ser sim legalizado.

Neste artigo postado no site (e caso o site retire do ar, você poderá acessá-lo também aqui), a pessoa que escreveu (e que não deu seu nome), disse:

As Centrais Sindicais brasileiras repudiam e manifestam a sua indignação à declaração do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, que afirmou nesta segunda-feira, dia 21, durante sabatina do Jornal Folha de São Paulo, que não mexeria na atual legislação sobre o aborto. Para ele "liberar o aborto criaria uma verdadeira carnificina no país."

É lamentável que um candidato a presidência da República tenha essa postura. Ao fazer essa declaração, ele fecha os olhos para milhares de mulheres que recorrem ao aborto como o último recurso para evitar uma gravidez indesejada e não como um método anticoncepcional.

Observe, Senhoras e Senhores, que para o PT, é lamentável ver que um candidato NÃO QUEIRA legalizar o aborto. Não é mais digno de lamento que uma vida seja, indignamente, lançada fora. É lamentável não aderir à morte! Como bem disse o Padre Paulo Ricardo, quem deseja o aborto, já está morto dentro de si. Realmente. Só alguém podre, caiado, putrefato pode apoiar algo tão infame! Porém, como eles sabem que os cristãos estão na cola, resolveram escrever isto:
 
Não há mulher ou homem que defenda o direito ao aborto, que considere a interrupção da gravidez uma decisão fácil, pelo contrário, é uma decisão difícil para a imensa maioria das mulheres que precisam recorrer a ele, podendo gerar conseqüências tanto físicas quanto psicológicas.

O reconhecimento do direito das mulheres em decidir sobre sua sexualidade e reprodução é o princípio dos direitos humanos e da cidadania que substancia os direitos sexuais e os direitos reprodutivos.

Mesmo papinho da Dilma. Só é difícil para a mulher decidir (como se ela tivesse este direito) se o filho nasce ou não. Mas o Estado tem que intervir porque é questão de direitos humanos. O que é isso? Agora é Direito Humano matar? Pensando assim, posso considerar que Hitler foi o cara mais humano, que lutou com mais bravura, pelos direitos humanos. Parece loucura afirmar isto? Parece, não! É! Contudo, mas louco, esquizofrênico, psicopata, absurdo é ver alguém inverter a jogada apenas por "questões de saúde pública", que de fato não o são.
 
E aí, quando digo que o PT é ardiloso, não o minto. No blog do Reinal Avezedo, tem uma entrevista com o Deputado Luiz Bassuma, que foi expulso do PT após declarar-se contra o aborto. Na entrevista, ele se diz honrado por ter sido expulso nesta circunstância. Pois bem. Qual é a última da Dilma? Dizer-se contra o aborto. Uai: se no site do PT está fechada esta questão, já que o partido é, por motivos ideológicos, favorável ao aborto, porque que ela ainda não foi expulsa???
Viu como querem nos enganar? Ha-ha-ha! Tolinhos! A nós, não!
Pena que há cristãos tolinhos que acham a Dilma uma Madre Tereza! Francamente...
 
Diante disto, quero lançar uma proposta ao PT que está rolando na net. A proposta é a seguinte:
 
Lancemos um desafio à Dilma e ao PT: se eles realmente não são a favor da descriminalização do aborto, se tudo o que temos dito é boatos, então que retirem isso, não só do programa de governo de Dilma, mas das resoluções do partido:

Todo candidato do PT é obrigado a assinar o Compromisso do Candidato Petista, que “indicará que o candidato está previamente de acordo com as normas e resoluções do Partido, em relação tanto à campanha como ao exercício do mandato” (Estatuto do PT, art. 128, §1º[1]).

2. Entre as resoluções que todo candidato se compromete a acatar está uma denominada “Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais” aprovada no 3º Congresso do PT (agosto/setembro 2007), que inclui a “defesa da autodeterminação das mulheres, da descriminalização do aborto e regulamentação do atendimento a todos os casos no serviço público”[2].

[1] Estatuto do Partido dos Trabalhadores, Versão II, aprovada pelo Diretório Nacional em 5 out. 2007, in:http://www.pt.org.br/portalpt/dados/bancoimg/c091003181315estatutopt.pdf

[2] Resoluções do 3º Congresso do PT, p. 82. in: http://www.pt.org.br/portalpt/dados/bancoimg/c091207134809Resolucoesdo3oCongressodoPT.pdf

Se eles não retiram isso das resoluções, não devemos engolir o engodo de que Dilma e o PT são contra o aborto, até porque ela está obrigada, pelo compromisso que assinou, a acatar a resolução de 2007.

Temos que agir rápido, o PT está tentando desqualificar nossa mobilização como "boataria". Será que são boatos documentos do próprio site do PT?

http://www.pt.org.br/portalpt/secretarias/mulheres-16/noticias-95/carnificina-E-nAo-descriminalizar-o-aborto:-um-direito-da-mulher-um-dever-do-estado-9441.html
















YouTube cria uma forma de censura contra pastor evangélico. Quem pediu?


Um vídeo no YouTube foi visto, segundo sei, por mais de quatro milhões de pessoas. O pastor Paschoal Piragine Jr., da Primeira Igreja Batista da Curitiba, expõe os motivos por que os fiéis, segundo ele, não devem votar no PT— e a descriminação do aborto é uma delas. Como sabem, não postei o vídeo aqui porque poderia parecer endosso a tudo o que Piragine diz. E tenho algumas boas divergências. Mas isso agora é irrelevante.
Ocorre que o Youtube passou a pedir senha ou registro para que o vídeo possa ser acessado (aqui) . Lê-se a seguinte mensagem:
“Segundo a sinalização da comunidade de usuários do YouTube, este vídeo ou grupo pode ter conteúdo impróprio para alguns usuários”.
Epa! Aí não dá! Impróprio para quem? Especialmente para os petistas, não? Quantos são os vídeos no YouTube que esculacham os tucanos e todos aqueles que o PT considera adversários? Falar mal do partido, agora, deve ser algo escondido, como se o Internauta usasse a Internet para ver pornografia? É uma forma de censura. Não se trata de expor a intimidade de ninguém ou de calúnia. É uma crítica politica, concorde-se ou não com ela.
Há outro arquivo do vídeo aqui. Essa gente vai ter de aprender a viver num país livre!
Por Reinaldo Azevedo
Fonte:http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/youtube-cria-uma-forma-de-censura-contra-pastor-evangelico-quem-pediu/