Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

31 de mai de 2012

Vídeo Comentário do Evangelho do Domingo da Santíssima Trindade Ano B 03/06/2012


Caros amigos, nesta Solenidade da Santíssima Trindade meditaremos o mistério o grande mistério de um único Deus em três pessoas distintas, que se amam de um modo extraordinário, perfeito e profundo.. um grande exemplo e ensinamento da verdadeira relação de amor que Deus vive e espera de nós... a medida que vivermos este amor, nos tornamos semelhantes a Deus.... meditaremos também o Evangelho de Mt 28,16-20.... assista o vídeo comentário do evangelho. Caso não abrir clique: 
http://pt.gloria.tv/?media=295759

Marcha das Vadias invade missa das crianças no Rio de Janeiro.



A cada dia que passa vemos que o fim dos tempos como diz uma mulher na entrevista esta chegando mais rápido do que imaginávamos.
 No dia 26/05/2012 foi organizada a marcha das vadias onde feministas e ativistas gays lutam pela aprovação do aborto, uma verdadeira ofensiva de Satanás, e o engraçado e que eles vão direto a Igreja Católica para fazer a baderna.
Parecendo um bando de animais expressando rua raiva quiseram invadir uma igreja em Copacabana, mas foram impedidas pela policia.

Agora eu faço uma pergunta, onde esta a CNBB nessa hora para processar os responsáveis por essas marchas onde pessoa estão difamando o nome da igreja? A cada dia que passa tenho mais certeza que estamos como ovelhas sem pastor.






30 de mai de 2012

As Grandezas de Maria Santíssima na Bíblia.





1 - As Grandezas de Maria:

Que a Santa Mãe do Divino Salvador tenha recebido de Deus prerrogativas que Lhe são exclusivas, é verdade que se deduz de várias passagens da Bíblia. Para o provar, vamos examinar os vários textos sagrados, que a Ela se referem. Note-se desde já que a Bíblia abre-se e se fecha (Gên. 3,15 - Apoc.12,1) sob o signo da Mulher vitoriosa e bendita, sempre em luta com o dragão.

2 - Eis alguns textos áureos da Bíblia Sagrada:
a) "Porei inimizade entre ti e a Mulher, e entre a tua descendência e a dEla. Ela te esmagará a cabeça, e tu tentarás ferir o seu calcanhar". (Gên. 3,15)

Comentário e aprofundamento do texto: o texto acima é a 1ª profecia da vinda do Salvador feita por Deus logo após a queda de nossos primeiros pais. Nele, ao grupo dos vencidos (Adão e Eva) Deus contrapõe o grupo dos vencedores (Jesus e sua Mãe). - A "descendência da mulher" (no original: sêmen, prole), é, num 1º plano, Jesus Cristo; e, num 2º plano, são todos os remidos que correspondem à graça da Redenção. - O termo "Ela", como sujeito de "esmagará", se refere diretamente à "prole", a Jesus. Mas, será através da natureza humana de Cristo, recebida de Maria, que o poder de Satã será quebrado por Cristo unido à sua Mãe. Logo, também Ela, a "Mulher invicta" desta profecia, com o seu Filho, quebrará a cabeça de Satã. - O termo "inimizade" indica a incompatibilidade absoluta entre Cristo e sua Mãe de um lado, e Satã e os seus aliados, do outro; indica ainda a vitória completa de ambos sobre o Maligno.
b) Dois textos de Isaías: "Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um Filho, o Emanuel (Deus conosco)". (Is. 7,14) "Nasceu-nos um menino ...Ele será Deus forte ...". (Is. 9,5)
c) Outros textos de S. Lucas:"Ave, ó cheia de graça..." (Lc. 1,28) "...darás à luz um Filho, e Lhe porás o nome de Jesus; (...) Ele será Filho do Altíssimo" (Lc.
1,32); e "Filho de Deus" (Lc. 1,35); "Bendita és tu entre as mulheres; ( ...) donde me vem a dita de vir a mim a Mãe de meu Senhor?". (Lc. 1,42-43)
- Esses textos sagrados destacam as várias grandezas singulares de Nossa Senhora:

3 - A Maternidade Divina: - 1º ) no texto a, a descendência da Mulher (sêmen, prole) é, no 1º plano, Jesus Cristo. E então a "mulher singular" da profecia é a sua verdadeira Mãe. E como Cristo é Deus, Ela pode e deve chamar-se Mãe de Deus.

2º) Confirma-se isso com os textos da letra "b" (Is. 7,14), pois a Virgem é predita aí como a verdadeira Mãe do Emanuel (Deus conosco), portanto, Mãe de Deus.

3º) O mesmo afirmam os textos da letra "c" (Lc. 1,31-32;1,42-43), pois aí se declara que Maria Santíssima é a verdadeira Mãe "do Filho do Altíssimo",
"do Filho de Deus" e a "Mãe de meu Senhor".
- Argumento de razão - Podemos e devemos chamar a Virgem Maria "Mãe de Deus" porque o objeto-termo de toda maternidade é a pessoa. Não se diz que a mãe é mãe da natureza do filho, mas da sua pessoa. E a Pessoa, em Cristo, é a 2ª da Santíssima Trindade, o Filho de Deus. Na Virgem Maria se realiza, pois, este mistério: ser Ela, ao mesmo tempo, "Mãe de Deus e de Deus filha". Ela participa do mistério do seu Filho que é "Deus e Homem ao mesmo tempo".
- Maternidade espiritual - também. De fato, como no 2º plano, aquela "Mulher" é Mãe da "prole" também no sentido de "descendência", Maria Santíssima é Mãe espiritual dos remidos. O que o próprio Jesus na Cruz confirmou, na pessoa de São João, ao dizer à sua Mãe: "Mulher, eis aí o teu filho". São João, então, representava a todos os remidos.
- Medianeira - também. Realmente, como Deus deu às mães, como ofício próprio da maternidade, prover o alimento dos filhos, assim Cristo, ao dar à sua Santa Mãe o ofício da maternidade espiritual, deu-Lhe também todas as graças necessárias para a salvação de seus filhos espirituais. Senão esse título seria meramente nominal. Ela é, pois, Medianeira de todas as graças de Cristo para nós.

4 - A Imaculada Conceição - Essa prerrogativa é conseqüência da primeira. Destinada a ser Mãe verdadeira e virginal de Cristo-Deus, não podia Ela ter contato com o pecado. Ademais, se a alguém fosse dado poder escolher a própria mãe, não escolheria a mais virtuosa, a mais pura, a mais santa ? E Jesus não só pôde escolher a Sua Mãe, mas criá-la, pois é Deus. Ele a fez, pois, imaculada, isenta de toda a culpa original. É a razão de conveniência.
Mas, essa verdade está contida no próprio texto da Bíblia (Gên. 3,15), pois aí se prediz para o futuro Salvador e para a sua Mãe, uma inimizade total com Satã, que implica derrota total deste. Isso é incompatível com a condição de quem tivesse estado, por um momento sequer, sob o pecado e, pois, sob o poder do Maligno. É claro que isso pressupõe a concepção imaculada, não só de Cristo-Homem, mas também de sua Santa Mãe.

5 - O ofício de Corredentora - Também está contida no texto de Gên. 3,15 a verdade de que aquela Mulher invicta, posta por Deus em total inimizade com o Demônio, ia participar de todos os sofrimentos e lutas do futuro Redentor. De fato, a Virgem Maria participou da Paixão de Jesus no grau máximo, sofrendo em união com Ele as dores mais atrozes, oferecendo-o a Deus Pai como Vítima por nós. Ela sacrificou-Lhe também o direito natural de Mãe sobre o próprio Filho. Todos esses sacrifícios já estavam incluídos na aceitação da maternidade divina. Ela cooperou voluntariamente para nossa Redenção.

6 - A Assunção corpórea ao céu - A vitória de Cristo sobre Satã, o pecado e a morte foi realizada na Paixão e Morte na Cruz, mas se tornou completa e patente com a sua Ressurreição e Ascensão ao Céu. Ora, o texto do Gênesis associa inseparavelmente o Messias e a sua Mãe na mesma luta e na mesma Vitória final e completa. Ora, a vitória de Maria Santíssima não seria completa se o seu corpo imaculado e virginal tivesse ficado sujeito à corrupção do sepulcro. Jesus Cristo não o permitiu, mas a elevou ao Céu em corpo e alma, no fim de sua vida. Assim cumpriu-se plenamente aquela magnífica profecia.


RESPONDENDO OBJEÇÕES E ATAQUES PROTESTANTES SOBRE O TEMA:



7 - Os protestantes não cessam de injuriar a Jesus, rebaixando a sua Santa Mãe à condição de uma mulher comum, pela interpretação errônea que dão a alguns textos. Vejamos na Bíblia como isso é falso: - No encontro de Jesus no Templo, Ele não argiu a Sua Mãe de não saber que Ele devia cuidar dos interesses de seu Pai . (Lc. 2,49) Não era esse o sentido das suas palavras no contexto. Era antes o seguinte: "Não sabeis que devo estar no que é de meu Pai" (sentido literal) Assim, era normal que sua Mãe entendesse a resposta no sentido de "ficar morando no Templo", a exemplo de Samuel. Por isso, em Lc. 2,50 lemos: "Eles não entenderam o que Jesus lhes dissera".

8 - Em Caná, a Mãe de Jesus Lhe informou ter acabado o vinho para os convidados. Jesus respondeu usando a expressão semítica (da língua hebraica): "Mulher, que há entre mim e ti?" E acrescentou: "A minha hora ainda não chegou".(Jo.2,4) A expressão usada por Jesus tem um sentido próprio daquela língua. De fato, verificou-se que ela foi usada, pelo menos seis (6) vezes na Bíblia do Anigo Testamento, nas quais se supõe resposta negativa: "não há nada"; uma ou outra vez, indica que "não há nada" porque há oposição; as outras indicam que as partes estão de acordo. (Cf. 2 Reis 3,13; 2 Sam.16,10; 19,22; Jz. 11,12; 1 Reis 17,18; 2 Crôn. 35,21)
Note-se que essas citações conferem com a tradução literal da frase latina:"Quid mihi et tibi est?" = "Que há entre mim e ti?", sem as acomodações ao nosso modo de falar, como por ex., "Que nos importa isso a mim e a ti?", ou "Que queres de mim ?", como hoje se costuma fazer.
Em Caná é claro o sentido de pleno acordo quanto ao fato da providência solicitada (o milagre), com pequena restrição quanto à sua oportunidade. Daí Jesus dizer:"a minha hora ainda não chegou". Mas antecipou essa hora, e fez o milagre, atendendo a intenção caritativa de sua Santa Mãe.

9 - Quanto ao apelativo "Mulher", dizem os peritos da língua que Jesus falava, o aramaico, que tem um sentido respeitoso equivalente a "Senhora". E que dizer do acento de respeito desta palavra na boca de Jesus ao dirigir-se à sua Santa Mãe! Sobretudo no contexto de Caná e da Cruz. Jesus, o melhor dos Filhos, deve ter-Se dirigido à sua santa Mãe com acentuado carinho e respeito filiais. Nesse contexto, tal apelativo lembra ainda a "Mulher" da profecia do Gênesis. (3,15) Então, Jesus Se projeta ao lado de sua Mãe como dando cumprimento àquela profecia.

10 - Por fim, Jesus pregava numa casa cheia de gente. Avisam-Lhe que lá fora estão sua Mãe e os seus (chamados) irmãos. (primos) Jesus responde:"Minha Mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática". (Lc. 8,21) É claro que Jesus não está negando à sua Santa Mãe a honra de ser a primeiríssima entre os ouvintes e praticantes da palavra de Deus, antes o supõe, e é seu principal título de glória. O mesmo se diga de Lc.11,27-28.

FONTE:http://apologeticadafecatolica.blogspot.com.br/2012/03/as-grandezas-de-maria-santissima-na.html

27 de mai de 2012

* Escolas católicas da Papua Nova Guiné não obedecerão ordem do governo de distribuir preservativos a alunos.

maio 23rd, 2012
A Conferencia Episcopal da Papua Nova Guiné anunciou oficialmente que as escolas católicas desobedecerão a ordem do Ministério da Educação de distribuir preservativos a seus estudantes e reagirão em consciência para não oferecer uma educação sexual contrária aos ensinamentos da Igreja.

Para Dom Panfilo, o Ministério de Educação não pode obrigar a Igreja a seguir sua política.

“Mesmo que o documento emitido pelo Ministério da Educação tenha muitos pontos positivos, não pode obrigar-nos a seguir uma política – o uso de contraceptivos – que contraste com nossa filosofia da educação”, declarou Dom Francesco Panfilo, Arcebispo e vice presidente da Comissão Episcopal para a Educação Católica.
O Bispos alertaram que as campanhas a favor da anticoncepção promovem a libertinagem sexual antes e fora do matrimonio, desencadeando ainda condutas de risco que podem resultar no contagio de HIV e outras enfermidades, o que faz com que ditas políticas sejam contraproducentes.

Os educadores também se uniram ao repudio expresso pelos Bispos, como manifestou James Ume, diretor da Escola Secundária de La Salle, que afirmou que a medida é um convite para a irresponsabilidade: “Se uma escola oferece uma esferográfica e um livro a um estudante, a mensagem básica é simples: estude!  Mas se lhe damos um preservativo, a mensagem para os estudantes será uma só: vá e sinta-se livre para fazeres o que queira”.

A Igreja destacou que os programas de prevenção e a informação sobre os riscos de contagio de HIV devem ser responsabilidade de cada instituição educativa em um trabalho conjunto com os pais de família e repudiou a imposição destas diretrizes governamentais. DEVEMOS LEMBRAR PARA OS JOVENS QUE A CAMISINHA É UMA COISA BOA, PARA QUEM VIVE MAL, Se você escolheu Jesus a arma contra o HIV, chama -se CASTIDADE.



* AIDS e estimulo ao uso do preservativo tem alguma relação?


No mundo já se gastou bilhões de dólares desde 1970 para promover os anticoncepcionais e o “sexo seguro” entre os adolescentes. É tempo de perguntar-nos: O que se conseguiu com tanto dinheiro?
Incrivelmente, os líderes o “sexo seguro” e os promotores dos preservativos que nos meteram nesta confusão, ainda continuam determinando as políticas em relação à sexualidade do adolescente. Suas idéias fracassaram e é tempo de voltar a formulá-la. Quanto tempo passou desde que você escutou alguém dizer aos adolescentes que é vantajoso não ter relações sexuais até o matrimônio?
As vantagens foram ocultadas, com trágicas conseqüências. A menos que cheguemos a compreender a doença que ceifa o mundo inteiro, a promiscuidade adolescente continuará e milhões de jovens -pensando que estão protegidos com os preservativos- sofrerão pelo resto de suas vidas. Muitos morrerão por causa da AIDS.
Só existe uma maneira segura de manter-se livres da AIDS em meio a uma revolução de liberalismo sexual. Essa maneira é abster-se de ter relações sexuais até o matrimônio e depois de casar-se, ser fiel em um casal não infectado.
É um conceito que foi amplamente respaldado na sociedade até os anos 60. Desde então, surgiu uma “melhor idéia” (promovendo a libertinagem sexual). Esta “melhor idéia” está atualmente ameaçando a família humana em sua totalidade. Levantam-se perguntas inevitáveis quando se é proposto a abstinência. É tempo de dar algumas respostas claras: por que aparte das considerações morais, você pensa que deveria ser ensinado aos adolescentes a abster-se de sexo até o matrimônio?
Atualmente não funciona nenhum programa para controlar a pandemia de doenças sexualmente transmitidas. A denominada solução do “sexo seguro” na prática, é um desastre.
Os preservativos podem falhar ao menos em 15,7% no que se refere a prevenção da gravidez. Falham 36,3% ao prevenir a gravidez entre as jovens pertencentes a minorias e solteiras.
Em um estudo feito entre homens homossexuais, o British Medical Journal informou que o índice de deficiência devido ao deslizamento ou ruptura do preservativo é de 26%. Com estes dados científicos é óbvio que as pessoas que confiam nos preservativos, para o controle da natalidade, devem ser chamadas de futuros…”pais”.
Considerando que uma mulher pode conceber somente alguns dias por mês, sabemos que o índice de deficiência dos preservativos deve ser mais alto quando se trata de prevenir uma doença que pode ser transmitida 365 dias por ano!
Aqueles que dependem de um método tão inseguro devem usá-lo adequadamente em cada ocasião e ainda sim, existe um alto índice de deficiência por fatores que estão além de seu controle. A jovem vítima a quem foi dito que este pequeno dispositivo de látex é “seguro”, não pode saber que está arriscando a dor por toda a sua vida e inclusive a morte por algo tão breve como um momento de prazer. É enorme a carga que se coloca nas mentes e os cobertos imaturos dos adolescentes!
Entre heterossexuais, a Seção Médica da Universidade do Texas descobriu recentemente que os preservativos são somente 69% efetivos na prevenção da transmissão do vírus de imunodeficiência humana (HIV). A Dra. Susan Weller, conclui que “quando nos referimos à transmissão sexual da AIDS, a única prevenção real é não ter relação sexual com alguém que tem ou pode ter AIDS”.
Ainda se gastássemos outro $ 50 bilhões para promover o uso do preservativo, a maioria dos adolescentes ainda não o utilizaria consistente e adequadamente. A natureza dos seres humanos e a paixão do ato sexual simplesmente não proporciona uma resposta disciplinada aos jovens.
Mas se você soubesse que um adolescente teria relações sexuais não o ensinaria a utilização adequada do preservativo? Não, porque tal enfoque tem uma conseqüência não intencional. O processo de recomendar o uso do preservativo aos adolescentes os conduz inevitavelmente a 5 caminhos perigosos:
    • Que o “sexo seguro” é factível;
    • Que todos estão fazendo;
    • Que os adultos responsáveis esperam que o façam;
    • Que é algo bom; e
    • que seus semelhantes sabem e que eles também sabem que estas coisas geram a promiscuidade. Estas são mensagens muito destrutivas que são dadas a nossos filhos.
Além disso, os dados próprios do Planejamento Familiar mostram que a razão número um que levam aos adolescentes a manter relações sexuais é a pressão social. Por conseguinte, nada do que façamos para conter o “todo mundo está fazendo” resulta que mais, não menos pessoas tentem o mesmo.
Os programas de distribuição de preservativos não reduzem o número de jovens expostos à doença… pelo contrário, os incrementam radicalmente. Mas, se você fosse pai e soubesse que seu filho ou filha fez sexo, não preferiria que ele ou ela utilizassem um preservativo? Que quantidade de risco é aceitável quando se está falando da vida de seus filhos?
Um estudo de casais em que um deles está infectado com o HIV determinou que, 17% dos companheiros que utilizavam preservativos para se proteger, se contagiaram com o vírus em um ano e meio. Dizer a nosso filhos que “reduzam o risco” a um em seis (17%) não é melhor que jogar à roleta russa. Eventualmente ambos são fatais.
A diferença é que com uma pistola, a morte é mais rápida. Finalmente, imagine-se que alguém o cede um bilhete para viajar para Miami e lhe diz que esta linha aérea só tem uma segurança de 80%, quer dizer, que de 10 vôos, somente 8 aviões chegarão ao destino. Você viajaria com esta linha aérea? Os adolescentes não escutarão a mensagem de abstinência. Só estará perdendo seu tempo e alento ao tratar de vender-lhes uma noção como essa.
É um mito -muito popular- crer que os adolescentes são incapazes de entender e aceitar a abstinência sexual antes do matrimônio. Quase 65% dos jovens de segundo grau menores de 18 anos não tiveram relações sexuais. Há alguns anos, em, Lexington, Kentucky, EUA, fez-se um evento para jovens que apresentava um ex convicto chamado Harold Morris.
Ele falava sobre a abstinência, entre outras coisas. O estádio tinha assentos para 18 000 pessoas mas havia 26 000 adolescentes! Eventualmente mais de 2 mil estavam de pé fora do auditório e escutavam através de um sistema preparado apressadamente.
Quem disse que os adolescentes não escutariam esta mensagem? Inclusive os adolescentes que foram sexualmente ativos poderiam escolher abster-se. Isto denomina-se “VIRGINDADE SECUNDÁRIA”, um bom conceito que carrega a idéia de que os adolescentes podem voltar a começar.
Uma jovem recentemente escreveu a Ann Landers para lhe dizer que desejava ter mantido a virgindade. Finalizava sua carta dizendo: “sinto muito, não o fiz mas desejo tê-lo feito”. Como adultos, responsáveis necessitamos dizer-lhes que, apesar de tudo, ela pode retroceder e avançar. Ela pode recuperar a sua auto valorização e proteger sua saúde, porque nunca é tarde para começar a dizer “não” ao sexo pré-matrimonial.
Apesar disso, os defensores do sexo seguro predominam nos círculos educativos, existem exemplos positivos para os jovens de programas baseados na abstinência?
Felizmente alguns excelentes programas foram desenvolvidos nos Estados Unidos. Spokane Ajuda ao Adolescente (Teen Aid) e o Comitê de Pais do Sudeste (Southwest Parentes Committee) de Chicago são bons exemplos. Também temos a Próxima Geração (Next Generation) em Maryland, Opções (Choices) na Califórnia e Respeito pelo Sexo (Sex Respect); Eu, meu Mundo, meu Futuro (Me, My World, My Future); Razões Razoáveis para Esperar (Reasonable Reasons to Wait); Sexo, Amor e Opções (Sex, Love & Choices); F.A.C.T.S., etc. são programas baseados na abstinência que ajudam aos adolescentes a tomar boas decisões no campo sexual.
Entretanto, estabelecer e manter as idéias de abstinência entre os jovens pode ser como cuspir contra o vento. Não porque não escutem, porque a maioria o faz. Mas porque as mensagens pró abstinência submergem em um mar da tóxica propaganda para o adolescente “o sexo é inevitável, utilize o preservativo”, dos profissionais do “sexo seguro”.
Vocês responsabilizam àqueles que disseram aos adolescentes que a expressão sexual é seu direito, no entanto o façam “adequadamente” Quem mais contribuiu com esta epidemia?
A indústria do entretenimento deve verdadeiramente compartilhar a culpa, incluindo aos produtores de televisão. É interessante neste contexto, assinalar que a maioria dos canais de televisão e a cabo estão retorcendo as mãos em relação a esta terrível epidemia da AIDS. Cinicamente alguns professam que estão muito preocupados por aqueles que estão infectados com doenças transmitidas sexualmente, e talvez sejam sinceros.
Entretanto, os executivos da televisão e os magnatas do cinema contribuíram poderosamente para a existência e propagação desta praga. Durante décadas, representaram aos adolescentes e jovens adultos trepando de cima a baixo nas camas de outros como robôs sexuais. Somente os tontos eram mostrados como castos e estes eram tão estúpidos e feios como para não poder encontrar um parceiro.
Supostamente, os “feios e estúpidos” nunca enfrentaram nenhuma conseqüência por sua boa conduta sexual. Entretanto, os “lindos” praticando o sexo seguro contraíram herpes, sífilis, inflamação pélvica, infertilidade. AIDS, tumores genitais ou câncer cervical.
A nenhum destes pacientes foi dito que não existe cura para sua doença ou que tem que enfrentar sua dor pelo resto da vida. Ninguém escutou que os diversos tipos de câncer genital associados ao papiloma humano (HPV) mata mais mulheres que a AIDS, ou que as características da gonorréia são agora resistentes à penicilina.
Não há nada sujo. Tudo parece muito divertido. Mas, que preço estamos pagando agora pelas mentiras divulgadas? O governo dos Estados Unidos também contribuiu com a crise e continua agravando o problema. Por exemplo, um folheto dos Centro Federais para o “Controle das Doenças e a cidade de Nova York” intitula-se “Os adolescentes Têm o Direito” e aparentemente tenta libertar aos adolescentes da autoridade adulta. Dentro dele há seis declarações que conformam a “Declaração de Direitos dos Adolescentes”, e são as seguintes:
    • Tenho o direito de pensar por mim mesmo.
    • Tenho o direito de decidir quando e com quem ter relações sexuais.
    • Tenho o direito de utilizar os preservativos quando pratico sexo.
    • Tenho o direto de comprar e utilizar preservativos.
    • Tenho o direito de expressar-me.
    • Tenho o direito de solicitar ajuda se a necessito.
Sob este último ponto (o direito de solicitar ajuda) há uma lista de organizações e números telefônicos, nacionais e estrangeiros, que aconselham para que os leitores liguem.
A filosofia que rege muitas das organizações inclui apresentar a homossexualidade, o travestimento, o bissexualismo como estilos de vida aceitáveis e “normais” e a promoção enérgica do direito à expressão sexual dos adolescentes. Certamente existem muitíssimas pessoas que reconhecem o perigo que agora está ameaçando as gerações do futuro.
É tempo de falar de um valor fora de moda denominado castidade. Agora mais do que nunca a VIRTUDE é uma necessidade. Se você concorda com nosso ponto de vista é tempo de propor um novo enfoque da sexualidade adolescente.
Por favor, separe este aviso e guarde-o. Leve-o a sua próxima reunião do colégio. Envie-o ao seu Ministério da Saúde e a seus congressistas.
Distribua copias na Associação de Pais e Mestres. E por todos os meios, reparta-o com os adolescentes. Comece promovendo a abstinência antes do matrimônio como a mais segura maneira de sobreviver a esta terrível epidemia mundial.
Dr. Raúl A. Cantella

* Igreja na Bolívia e Nicarágua reafirmam família natural formada pela união de um Homem com uma mulher.

O bispo auxiliar de Manágua, dom Silvio Báez, reiterou nesta terça-feira (22) a posição da Igreja a respeito de um projeto que pretende incluir no novo Código da Família a possibilidade do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Em encontro com diretores de meios de comunicação e jornalistas, o bispo auxiliar da capital da Nicarágua afirmou claramente que o colégio episcopal não tem uma posição oficial, mas estabeleceu a visão de que Deus criou o ser humano como homem e mulher, à sua imagem e semelhança, e confiou a ambos a reprodução para garantir a continuidade da humanidade e a educação dos filhos.
Dom Silvio Báez precisou que, para a Igreja, a família é vista como um patrimônio da humanidade não por norma, e sim como uma boa nova. “Nem tudo o que é legalizado é bom em si mesmo, assim como nem tudo o que é bom moralmente precisa estar refletido na lei”, disse o prelado, em alusão à lei em debate na Assembleia Nacional. Báez acrescentou que, quando se aprova uma lei que tem a ver com a família, acredita-se que tudo poderia ser feito e que tudo poderia ser considerado como bom para o ser humano.
O bispo assegurou que a Igreja está atenta à discussão de um código que toca em valores essenciais para a convivência humana em família. Afirmou que os bispos não se pronunciaram oficialmente para não dar maior importância aos grupos que se manifestaram nas ruas a favor da diversidade sexual e do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Estes grupos chegaram a chantagear deputados ameaçando divulgar as suas preferências sexuais caso não aprovassem as suas exigências.
De acordo com Báez, os pastores têm profundo respeito pelas pessoas de orientação sexual diferente daquela em que a família se baseia. “Respeitamos essas pessoas, as amamos e elas também têm lugar na Igreja, mas não podemos aceitar o fato como tal, nem propô-lo como uma via aceitável”.
O bispo defendeu esta posição como uma postura de fé, do evangelho e da tradição da Igreja, que viveu e interpretou a palavra de Deus. Perguntado sobre a posição do procurador de Direitos Humanos, Omar Cabezas, defensor do casamento entre homossexuais, dom Báez disse que os bispos respeitam as opiniões alheias “e não estão em confronto com ninguém”. “Achamos anormal que um Procurador de Direitos Humanos se posicione a favor de um determinado grupo, quando deveria respeitar o direito humano de todas as pessoas. Mas é a posição dele e não entramos em confronto. Acreditamos que, num sistema democrático, todos têm o direito de expressar a sua opinião”.
O bispo auxiliar de Manágua considera o problema complexo, com várias causas, e que cada caso deve ser considerado particularmente, com acompanhamento pastoral e atenção à pessoa. “Não há uma causa única nem uma receita dogmática”.
Ao considerar que muitas pessoas sofrem com esta situação, Báez disse que a Igreja procura levar as pessoas a alcançarem o que Jesus chama de “alegria plena e completa”. Mas destacou que, “qualquer que seja a orientação sexual de um ser humano, todos somos chamado a ser donos do nosso próprio corpo e a orientar o nosso corpo, a nossa sexualidade e os nossos sentimentos de acordo com os nossos valores, com o bem dos outros e com a dignidade da pessoa”.
A Igreja Católica sustenta que a sociedade tem o direito de considerar os aspectos éticos e morais da vida de um indivíduo e que há outros elementos na vida humana além da legalidade, como é o caso da ética e da moralidade.
Por sua vez, o bispo de Matagalpa, dom Rolando Álvarez, disse que a Igreja católica local não substituirá os partidos políticos do país. Os bispos da Conferência Episcopal da Nicarágua iniciaram nesta quarta-feira (23), na cidade de Ocotal, um encontro ordinário para analisar diversos temas, entre eles as próximas eleições municipais de novembro, já convocadas oficialmente pelo Conselho Supremo Eleitoral.
Dom Álvarez disse, a respeito das eleições municipais, que os bispos da Nicarágua continuarão iluminando as consciências do povo com opinião crítica diante das situações do país. “Em nenhum momento nós somos uma opção política, nem pretendemos ser. Acreditamos que todo tipo de namoro com o poder, seja econômico, político ou de qualquer tipo, nos empobreceria como pastores. A nossa força está em Deus e na fé da nossa gente. Não precisamos de mais forças do que estas duas”.
O prelado enfatizou que a Igreja manterá uma palavra profética, de fé e esperança. Disse que durante a reunião em Ocotal os bispos refletiriam sobre as eleições municipais com o fim de adotar uma postura que ainda não está oficializada. “Divulgaremos a posição oficial colegiada de toda a Conferência Episcopal sobre as eleições. A Igreja vai se pronunciar pastoralmente quando for o momento”.
Dom Silvio Báez afirmou que a Igreja não tem propostas ideológicas ou políticas concretas, nem propõe qualquer sistema político em particular. Tampouco deseja usurpar o papel do estado ou dos partidos políticos. “A Igreja age em outros níveis, como a educação da consciência, dos valores”, especificou, agregando que a missão da Igreja vem do evangelho de liberdade e vida de Jesus Cristo, destinado a iluminar a inteligência com a verdade e a estimular a vontade das pessoas para praticarem a justiça e o bem conforme as exigências do presente. “A Igreja não tem soluções técnicas nem é uma terceira via diante das questões políticas”, concluiu.
***
BOLÍVIA: IGREJA REJEITA PROJETO DE LEI SOBRE O CASAMENTO HOMOSSEXUAL
La Paz, 23 de maio de 2012

A Conferência Episcopal Boliviana emitiu nesta quarta-feira (23) um comunicado expressando a sua posição perante o projeto de lei “União de convivência entre casais do mesmo sexo”, apresentado recentemente à Assembleia Legislativa Plurinacional.
Publicamos a seguir o texto do comunicado.
Às vésperas do VII Encontro Mundial da Família, que abordará o tema “Família, trabalho e festa”, patrimônio de todos e instituição que humaniza a nossa existência, nós, bispos da Bolívia, reunidos em nossa 93ª Assembleia Plenária, refletimos sobre a importância capital da família em nossa sociedade e sobre as ameaças que se lançam sobre ela.
A respeito do projeto de lei “União de convivência entre casais do mesmo sexo”, apresentado recentemente à Assembleia Legislativa Plurinacional, expressamos a nossa rejeição, por considerá-lo como uma grave ameaça à família, tal como entendida pela sabedoria dos povos originários, pela tradição cultural da nossa sociedade e pelo pensamento cristão.
Ao se observar a natureza e o comportamento humano, pode-se deduzir que o matrimônio é uma relação única entre um homem e uma mulher. O que define esta relação é o fato de se tratar de uma instituição social baseada na complementaridade sexual. Esta torna possível a realização dos dois fins equivalentes do matrimônio: o amor mútuo entre os esposos e a procriação dos filhos.
Para nós, cristãos, maioria da população boliviana, este princípio é reafirmado por Deus com o testemunho da Sagrada Escritura: “E Deus fez o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou, varão e mulher os criou. E os abençoou com estas palavras: sede fecundos e multiplicai-vos” (Gn 1,27-28). É esta união de homem e de mulher que foi elevada por Cristo à categoria de sacramento (Mc 10,9), como sinal do seu  amor pela Igreja (cfr. Ef 5,22-33).
A partir destas considerações, ratificamos que nenhuma outra relação humana pode se arrogar a riqueza da complementaridade do matrimônio, nem pode fundar uma família.
Dado que o matrimônio é uma estrutura social fundamental e insubstituível, baseada na natureza humana, nem a Igreja nem o Estado podem mudá-la no que lhe é fundamental. Neste sentido, o Estado tem a obrigação de preservar este bem por causa da sua insubstituível importância social, como, de fato, é afirmado em nossa Constituição Política de Estado, que reconhece o matrimônio unicamente como a união entre uma mulher e um homem (art. 63).
A união homossexual e o matrimônio não são formas igualmente relevantes para o bem comum, dada a incapacidade da união homossexual em si mesma de gerar a vida, de assegurar o  desenvolvimento pleno dos filhos e de garantir a continuidade da sociedade. A  convivência ou a permanência de crianças no seio de tais uniões põe em perigo o seu normal desenvolvimento psicossocial e atenta contra os seus direitos.
O fato de que à convivência homossexual não seja reconhecida a categoria de matrimônio não implica a marginalização nem a exclusão dessas pessoas. Os direitos civis dos homossexuais devem ser regulados pelo direito comum, como os de qualquer cidadão. Todo ser humano, por ser filho de Deus, merece ser reconhecido e respeitado em sua dignidade e em seus direitos fundamentais.
Exortamos toda a população boliviana a defender os princípios e os valores do matrimônio e da família como instituições que, através da convivência harmônica e da procriação e educação dos filhos, favorecem a verdadeira felicidade humana e contribuem para a estabilidade e para a continuidade da sociedade.
Que a Família de Nazaré seja o modelo das nossas famílias, na sua comunhão de amor, na sua beleza simples e austera e no seu caráter sagrado e inviolável.
Secretaria Geral da Conferência Episcopal Boliviana

26 de mai de 2012

" FIM DOS TEMPOS " Comissão aprova criminalização da homofobia no novo Código Penal






A comissão de juristas que discute a reforma do Código Penal no Senado aprovou nesta sexta-feira a proposta que criminaliza o preconceito contra gays, transexuais e transgêneros. O texto ainda precisa ser votado pelo Congresso.


A proposta também criminaliza o preconceito contra mulheres e baseados na origem regional (contra nordestinos, por exemplo). Estas modalidades de preconceito, assim como a homofobia, ficam igualadas ao crime de racismo, que é imprescritível e inafiançável.
Isso significa que, se a proposta virar lei, quem for acusado dos crimes de preconceito pode ser processado a qualquer tempo e, preso provisoriamente, não pode ser solto após pagar fiança.
O texto determina alguns comportamentos que serão considerados crimes, caso sejam motivados por preconceito. Entre eles estão impedir o acesso de alguém em transporte público, estabelecimento comercial ou instituição de ensino e a recusa de atendimento em restaurante, hotel ou clube.
A proposta também criminaliza o ato de impedir o acesso a cargo público ou a uma vaga em empresa privada, e demitir ou exonerar alguém injustificadamente, baseado no preconceito. Dependendo da gravidade, o acusado que for funcionário público pode perder seu cargo.
A veiculação de propaganda e símbolos preconceituosos, inclusive pela internet, também foi criminalizada.
A pena prevista para todas as modalidades de crime vai de dois a cinco anos de prisão, e pode ser aumentada de um terço até a metade se for cometida contra criança ou adolescente.

"FIM DOS TEMPOS " Comissão aprova projeto que torna legal casamento homossexual




A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou nesta quinta-feira projeto que torna legal a união estável entre pessoas do mesmo sexo. O projeto, de autoria da senadora Marta Suplicy (PT-SP), reconhece como entidade familiar a união estável e permite a sua conversão em casamento civil. Ele ainda precisa passar pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), pelo plenário do Senado e pela Câmara dos Deputados para virar lei.

Pelo texto, para que a união estável seja convertida em casamento é necessário que os companheiros procurem um cartório declarando que não têm impedimentos para casar --com a indicação do regime de bens que pretendem adotar. O projeto não prevê casamento religioso, apenas civil.

"O projeto dispõe somente sobre a união estável e o casamento civil, sem qualquer impacto sobre o casamento religioso. Dessa forma, não fere de modo algum a liberdade de organização religiosa nem a de crença de qualquer pessoa, embora garanta, por outro lado, que a fé de uns não se sobreponha à liberdade pessoal de outros", disse a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), relatora do projeto na comissão.

Segundo Marta, o Poder Judiciário e o Executivo já vêm reconhecendo as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo. "Isso nada mais é, em substância, que garantir o exercício da cidadania por quem quer que legitimamente o pretenda, seja qual for sua orientação sexual", disse a senadora.

Em maio do ano passado, o STF (Supremo Tribunal Federal) reconheceu, em decisão unânime, a equiparação da união homossexual à heterossexual. Na prática, a decisão viabilizou para os homossexuais direitos como pensão, herança e adoção.

A decisão do STF, porém, não é equivalente a uma lei sobre o assunto --por isso o Congresso quer incluí-la na legislação brasileira. O artigo 1.723 do Código Civil estabelece a união estável heterossexual como entidade familiar. O que o Supremo fez foi estender este reconhecimento a casais gays, como pretende o projeto aprovado hoje pela comissão do Senado.

Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1095021-comissao-aprova-projeto-que-torna-legal-casamento-homossexual.shtml

25 de mai de 2012

Homem de 32 anos morre após passar 3 dias seguidos jogando Diablo III




Russel Shirley, de 32 anos, morreu em sua casa depois de uma maratona de 72 horas jogando Diablo III. Segundo o IGN, o dono do apartamento foi quem encontrou Russel no imóvel em que alugava. As autoridades afirmam que a causa da morte foi um ataque cardíaco enquanto o homem jogava o novo título da Blizzard.



Ben, um amigo de Russel, escreveu um alerta em seu blog para os outros usuários. "Por favor, não deixem que os jogos consumam sua vida". Ele ainda disse que a vítima tinha uma vida sedentária e que se alimentava mal, mas que não culpa a produtora Blizzard pelo que aconteceu, e sim o estilo de vida que o colega levava.

Outros amigos de Russel tentaram por diversas vezes melhorar seus hábitos alimentares, e até ofereceram pagar uma academia para ele - oferta que o jogador recusou. Mais informações podem ser vistas no blog de Ben.

Fonte:http://buildstarted.com/2012/05/21/please-dont-let-gaming-consume-your-life/

Comentário do Evangelho na Solenidadede Pentecostes

Caros amigos, nesta Solenidade de Pentecostes, contemplamos a descida do Espírito Santo. Sabemos teologicamente que Deus só pode descer, Deus desce sempre, desce por amor, desce para vir salva os seus filhos, é um imenso mistério de amor... E hoje nesta solenidade de Pentecostes, meditamos a figura de Deus que desce em socorro de nossas fraquezas, desce para nos fortalecer; Ele que por primeiro desceu no ventre de Mara, a que por primeiro foi a cheia de Graça, a cheia de Deus, a cheia do Espírito Santo. Hoje irmãos somos convidados a nos abrir a Deus, deixando que o Espírito Santo fecunde toda a nossa vidab e nos fortaleça na caminhada..., assista o vídeo. Caso não abrir clique: http://pt.gloria.tv/?media=293527 

24 de mai de 2012

O pequeno número daqueles que são salvos. São Leonardo de Porto Maurício


São Leonardo de Porto Maurício era um frade franciscano mais sagrado que viviam no mosteiro de São Boaventura, em Roma. Ele foi um dos maiores missionários na história da Igreja. Ele costumava pregar para milhares de pessoas na praça de cada cidade e cidade onde as igrejas não conseguia segurar os seus ouvintes. Tão brilhante e santo era a sua eloquência que uma vez quando ele deu uma missão de duas semanas em Roma, o Papa eo Colégio dos Cardeais chegou a ouvi-lo. A Imaculada Conceição da Virgem Santa, a adoração do Santíssimo Sacramento e de veneração do Sagrado Coração de Jesus, eram suas cruzadas. Ele estava em nenhuma maneira pequena responsável pela definição da Imaculada Conceição fez um pouco mais de cem anos após sua morte. Ele também nos deu os louvores divinos, que se diz no final da Bênção. Mas a obra mais famosa de São Leonardo foi sua devoção à Via Sacra. Ele teve uma morte mais sagrado em seu septuagésimo quinto ano, após 24 anos de pregação contínua.

Uma das Saint Leonard de sermões mais famosos de Porto Maurício era “o pequeno número de aqueles que são salvos.” Foi o que ele invocado para a conversão dos pecadores grande. Este sermão, como seus outros escritos, foi submetida a exame canônico durante o processo de canonização. Nela, ele analisa os vários estados de vida dos cristãos e conclui com o pequeno número daqueles que são salvos, em relação à totalidade dos homens.
O leitor que medita sobre este texto notável irá captar a solidez de sua argumentação, que mereceu a aprovação da Igreja. Aqui está o grande missionário do sermão vibrante e comovente.
Introdução
Graças a Deus, o número de discípulos do Redentor não é tão pequena que a maldade dos escribas e fariseus é capaz de vencê-los. Embora eles se esforçavam para caluniar inocência e para enganar a multidão com seus sofismas traiçoeira por desacreditar a doutrina eo caráter de nosso Senhor, encontrando pontos mesmo no sol, muitos ainda reconhecido como o verdadeiro Messias, e, sem medo de qualquer castigos ou ameaças, abertamente se juntou a Sua causa. Será que todos aqueles que seguiram a Cristo segui-Lo até a glória? Oh, aqui é onde eu reverenciar o mistério profundo e em silêncio adorar os abismos dos decretos divinos, ao invés de precipitadamente decidir sobre um ponto tão grande! O assunto que será o tratamento hoje é muito grave, que provocou mesmo os pilares da Igreja a tremer, cheio dos maiores santos de terror e os desertos povoados com anacoretas. O objetivo desta instrução é para decidir se o número de cristãos que são salvos é maior ou menor do que o número de cristãos que são amaldiçoados, que irá, espero, produzir em você um medo salutar dos juízos de Deus.
Irmãos, por causa do amor que tenho por você, eu desejo que eu fosse capaz de tranquilizá-lo com a perspectiva da felicidade eterna, dizendo a cada um de vocês: Você está certo de ir para o paraíso, o maior número de cristãos é salvo, então você também será salvo. Mas como eu posso lhe dar essa garantia doce se revolta contra os decretos de Deus como se você fosse o seu próprio pior inimigo? Eu observo em Deus um sincero desejo de salvá-lo, mas eu encontro em você uma inclinação decidida a ser condenado. Então o que vou fazer hoje, se eu falar claramente? Eu vou ser desagradável para você. Mas se eu não falo, eu vou estar desagradando a Deus.
Por isso, vou dividir este assunto em dois pontos. Na primeira, para enchê-lo com medo, eu vou deixar os teólogos e Padres da Igreja decidir sobre o assunto e declarar que o maior número de cristãos adultos estão condenados, e, em silenciosa adoração desse terrível mistério, vou continuar meus próprios sentimentos para mim mesmo. No segundo ponto, vou tentar defender a bondade de Deus contra os ímpios, provando-lhes que aqueles que são amaldiçoados são condenados por sua própria maldade, porque queria ser condenado. Então, aqui estão duas verdades muito importantes. Se a primeira verdade te assusta, não guarde isto contra mim, como se eu queria fazer o caminho do céu mais estreito para você, pois eu quero ser neutra nesta matéria, mas sim, mantê-la contra os teólogos e Padres da Igreja que vai gravar esta verdade em seu coração pela força da razão. Se você está desiludido com a verdade em segundo lugar, dar graças a Deus por ele, pois Ele só quer uma coisa: que você dê o seu coração a Ele totalmente. Finalmente, se você me obrigar a dizer claramente o que penso, vou fazê-lo para a vossa consolação.
O ensinamento dos Padres da Igreja
Não é vã curiosidade, mas a precaução salutar para proclamar, do alto do púlpito certas verdades que servem maravilhosamente para conter a indolência dos libertinos, que estão sempre a falar da misericórdia de Deus e sobre como é fácil de se converter, que vivem mergulhados no todos os tipos de pecados e estão profundamente adormecido na estrada para o inferno. Para desilusão los e despertá-los de seu torpor, hoje vamos examinar essa grande questão: Será que o número de cristãos que são salvos maior que o número de cristãos que são condenados?
almas piedosas, pode deixar, este sermão não é para você. Seu único objetivo é conter o orgulho de libertinos que lançam o santo temor de Deus de seu coração e unir forças com o diabo que, de acordo com o sentimento de Eusébio, condena almas inspirando-lhes confiança. Para resolver essa dúvida, vamos colocar os Padres da Igreja, grego e latim, de um lado, por outro lado, os mais doutos teólogos e historiadores erudita, e vamos colocar a Bíblia no meio para que todos possam ver. Agora, não ouçam o que vou dizer para você – porque eu já te disse que eu não quero falar para mim ou para decidir sobre o assunto – mas ouvir o que essas grandes mentes têm para lhe dizer, eles que são balizas na Igreja de Deus para dar luz aos outros para que eles não vão perder o caminho do céu. Desta forma, guiados pela luz triplo da autoridade, fé e razão, seremos capazes de resolver esta grave questão com certeza.
Note bem que não há questão aqui da raça humana como um todo, nem de todos os católicos tomadas sem distinção, mas apenas dos adultos católicos, que têm livre escolha, sendo assim capaz de cooperar para a grande questão da sua salvação. Primeiro, vamos consultar os teólogos reconhecidos como examinar as coisas com mais cuidado e, como não exagerar no seu ensino: vamos ouvir dois cardeais aprendeu, Caetano e Belarmino. Eles ensinam que o maior número de cristãos adultos estão condenados, e se eu tivesse o tempo necessário para apontar as razões em que baseiam-se, você estaria convencido de que vós mesmos. Mas vou me limitar a citar Suarez. Depois de consultar todos os teólogos e fazer um estudo diligente do assunto, ele escreveu: ” O sentimento mais comum que acontece é que, entre os cristãos, há mais almas condenadas de almas predestinadas . ”
Adicionar a autoridade do grego e latim Padres da dos teólogos, e você vai descobrir que quase todos dizem a mesma coisa. Este é o sentimento de São Teodoro, São Basílio, Santo Efrém, e São João Crisóstomo. Além disso, segundo Barônio era uma opinião comum entre os Padres gregos que esta verdade foi expressamente revelado a São Simeão Estilita, e que após esta revelação, foi para garantir a sua salvação que ele decidiu viver em pé em cima de um pilar para a quarenta anos, expostos ao tempo, um modelo de penitência e santidade para todos. Agora, vamos consultar os Padres latinos. Você vai ouvir São Gregório, dizendo claramente: “Muitos alcançar a fé, mas poucos para o reino celestial”. Santo Anselmo declara: ” São poucos os que são salvos . ” Santo Agostinho afirma ainda mais claramente: ” Portanto, poucos são salvos em comparação com aqueles que estão condenados . ” O mais terrível, porém, é São Jerônimo. No final de sua vida, na presença dos seus discípulos, ele disse estas palavras terríveis: ” Fora de cem mil pessoas cujas vidas têm sido sempre ruim , você vai encontrar um pouco quem é digno de indulgência “.
As palavras da Sagrada Escritura
Mas por que buscar as opiniões dos Padres e teólogos, quando a Sagrada Escritura resolve a questão de forma tão clara? Olhe para o Velho eo Novo Testamentos, e você vai encontrar uma infinidade de figuras, símbolos e palavras que apontam claramente esta verdade: muito poucos são salvos. Na época de Noé, a raça humana inteira foi submersa pelo Dilúvio, e apenas oito pessoas foram salvas na Arca de São Pedro diz: ” Esta arca era a figura da Igreja “, enquanto Santo Agostinho acrescenta:” E esses oito pessoas que foram salvas significa que muito poucos cristãos são salvos, porque existem muito poucos os que sinceramente renunciar ao mundo , e aqueles que renunciar a ela apenas em palavras não pertencem ao mistério representado pela arca . ” A Bíblia também nos diz que apenas dois hebreus de dois milhões de entrar na Terra Prometida depois de sair do Egito, e que apenas quatro escaparam do incêndio de Sodoma e da queima de outras cidades que pereceram com ele. Tudo isso significa que o número dos condenados, que será lançado no fogo como palha é muito maior do que a dos salvos, a quem o Pai celestial um dia ajuntam em celeiros Seus preciosos, como o trigo.
Eu não iria terminar se eu tivesse que apontar todos os valores pelos quais a Sagrada Escritura confirma esta verdade, vamos nos contentar em ouvir o oráculo vivo da Sabedoria encarnada. O que fez nosso Senhor respondeu o homem curioso do Evangelho, que perguntou-Lhe: ” Senhor, é só um pouco para ser salvo? ” Ele quis manter o silêncio? Ele respondeu hesitante? Ele quis esconder seu pensamento, com medo de assustar a multidão? Não. Questionado por um só, ele aborda todos os presentes. Disse-lhes ele: “Você me pergunta se só há poucos que se salvam?” Aqui está minha resposta: ” Esforce-se para entrar pela porta estreita, pois muitos, eu lhe digo, procurarão entrar e não poderão. ” Quem está falando aqui? Ele é o Filho de Deus, Verdade Eterna, que em outra ocasião diz ainda mais claramente: ” Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos. ” Ele não diz que todos são chamados e que, de todos os homens, poucos são os escolhidos, mas que muitos são chamados, o que significa, como São Gregório, explica que, de todos os homens, muitos são chamados à verdadeira fé, mas fora do alguns deles são salvos. Irmãos, estas são as palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo. Elas são claras? Eles são verdadeiros. Diga-me agora se é possível para que você tenha fé em seu coração e não tremer.
Salvação em diversos estados de vida
Mas, oh, eu vejo que, ao falar desta forma de todos em geral, eu estou perdendo meu ponto. Então, vamos aplicar esta verdade a vários estados, e você vai entender que você deve jogar fora a razão, a experiência eo senso comum dos fiéis, ou confessar que o maior número de católicos é condenado. Existe algum estado no mundo mais favorável à inocência em que a salvação parece a mais fácil e de que as pessoas têm uma idéia maior do que o de padres, os tenentes de Deus? À primeira vista, que não pensariam que a maioria deles não são apenas bons, mas mesmo perfeito, mas estou horrorizado quando ouço São Jerônimo, que declara que, embora o mundo está cheio de padres, quase um em cada cem está vivendo em um forma, em conformidade com o estado, quando eu ouço um servo de Deus, que comprove que ele tenha aprendido pela revelação de que o número de sacerdotes que cair no inferno de cada dia é tão grande que parecia impossível para ele que há algum deixou na terra, quando eu São Crisóstomo ouvir exclamando com lágrimas nos olhos, ” Eu não acredito que muitos padres são salvos, eu acredito, pelo contrário, que o número daqueles que são condenados é maior . ”
Olha ainda maior, e ver os prelados da Santa Igreja, os pastores que têm o encargo de almas. É o número daqueles que são salvos entre eles maior do que o número daqueles que são condenados? Ouça a Cantimpré, ele vai relacionar um evento para você, e você pode tirar as conclusões. Houve um sínodo a ser realizada em Paris, e um grande número de prelados e pastores que tinham o encargo de almas estavam presentes, o rei e os príncipes também veio para acrescentar brilho a esse conjunto pela sua presença. Um famoso pregador foi convidado a pregar. Enquanto ele estava preparando seu sermão, um horrível demônio apareceu para ele e disse: ” Coloque seus livros de lado. Se você quiser dar um sermão que serão úteis para os príncipes e prelados, contente-se com dizer-lhes da nossa parte, “Nós os príncipes das trevas obrigado, príncipes, prelados e pastores de almas, que, devido à sua negligência, o maior número de fiéis são condenados, também, estamos salvando uma recompensa para você por esse favor, quando você estará conosco no inferno . ‘”
Ai de vós outros que comando! Se tantos são condenados por sua culpa, o que vai acontecer com você? Se fora alguns dos que estão em primeiro lugar na Igreja de Deus são salvos, o que vai acontecer com você? Pegue todos os estados, ambos os sexos, todas as condições: maridos, esposas, viúvas, mulheres jovens, homens jovens, soldados, mercadores, artesãos, ricos e pobres, nobres e plebeus. O que estamos a dizer sobre todas estas pessoas que vivem tão mal? A narrativa segue a partir de São Vicente Ferrer vai mostrar o que você pode pensar sobre isso. Ele relata que um arcediago em Lyon abandonou o seu cargo e se retirou para um lugar deserto a fazer penitência, e que morreu no mesmo dia e hora, como São Bernardo. Após sua morte, ele apareceu ao seu bispo e disse-lhe: ” Sabe, monsenhor, que na hora em que eu morrer, trinta e três mil pessoas também morreram. Desse total, Bernard e eu fui para o céu sem demora , três foram para o purgatório, e todos os outros caíram no Inferno . ”
Nosso crônicas relacionar um acontecimento mais terrível ainda. Um dos nossos irmãos, bem conhecido por sua doutrina e santidade, estava pregando na Alemanha. Ele representou a feiúra do pecado da impureza tão forte que uma mulher caiu morta de dor na frente de todos. Então, voltando à vida, ela disse, ” Quando eu era apresentado perante o tribunal de Deus, sessenta mil pessoas chegaram ao mesmo tempo de todas as partes do mundo, fora desse número, três foram salvos por ir para o Purgatório, e todos os demais foram condenados . ”
O abismo dos juízos de Deus! Dos trinta mil, apenas cinco foram salvas! E fora de sessenta mil, somente três foram para o céu! Você pecadores que estão me ouvindo, em qual categoria vai ser numeradas? … O que você acha? … O que você acha? …
Eu vejo quase todos vocês abaixar a cabeça, cheios de espanto e horror. Mas vamos colocar o nosso estupor de lado, e em vez de lisonjear-nos, vamos tentar tirar algum proveito do nosso medo. Não é verdade que há duas estradas que levam ao céu: a inocência e arrependimento? Agora, se eu te mostrar que muito poucos tomar qualquer uma destas duas estradas, como pessoas racionais que você vai concluir que muito poucos são salvos. E para mencionar as provas: em que, o emprego idade ou condição que você vai descobrir que o número dos ímpios não é cem vezes maior do que o bom, e sobre os quais pode-se dizer, ” Os bons são tão raros e os ímpios tão grande em número “? Poderíamos dizer dos nossos tempos que Salvianus disse dele: é mais fácil encontrar uma multidão incontável de pecadores imersos em todos os tipos de iniqüidades que um inocente poucos homens. Quantos servidores são totalmente honestos e fiéis em seus deveres? Como muitos comerciantes são justos e equitativos, seu comércio, quantos artesãos exata e veraz, quantos vendedores desinteressados e sinceros? Como muitos homens da lei não abandonará capital? Como muitos soldados não pisar inocência, como muitos mestres não injustamente reter o salário daqueles que o servem, ou não procuram dominar os seus inferiores? Em toda parte, os bons são raros e os maus em grande número. Quem não sabe que hoje há muita libertinagem assim entre os homens maduros, a liberdade entre os jovens, a vaidade das mulheres, libertinagem na nobreza, a corrupção na classe média, a dissolução no povo, imprudência entre os pobres, que alguém pudesse dizer o que Davi disse de sua época: ” Todos os iguais se extraviaram … não há mesmo quem faça o bem, nem um sequer . ”
Ir para a rua ea praça, em palácio e casa, para a cidade eo campo, em tribunal e juiz de direito, e até mesmo no templo de Deus. Onde você vai encontrar a virtude? ” Ai de mim! ” Salvianus chora “, exceto por um pequeno número muito que fugir do mal, que é a assembléia dos cristãos, se não um sumidouro de vice? ” Tudo o que podemos encontrar em todos os lugares é o egoísmo, a ambição, gula, e luxo. Não é a maior porção de homens contaminados pelo vício da impureza, e não é certo Saint John, dizendo: ” O mundo inteiro – se uma coisa tão suja pode ser chamado – ” está sentado na maldade? “Eu não sou o único que é dizendo-lhe, a razão obriga você a acreditar que a daqueles que vivem tão mal, muito poucos são salvos.
Mas você vai dizer: Não é possível penitência rentável reparar a perda da inocência? Isso é verdade, eu admito. Mas sei também que a penitência é tão difícil, na prática, perdemos o hábito tão completamente, e é tão mal abusado pelos pecadores, que este só deveria ser suficiente para convencê-lo que muito poucos são salvos por esse caminho. Oh, quão íngreme, estreita, espinhosa, horrível de se ver e difícil de escalar que é! Em todo lugar que olhamos, vemos vestígios de sangue e coisas que recordar memórias tristes. Muitos enfraquecem com a visão muito dele. Muitos retiro logo no início. Muitos caem de cansaço no meio, e muitos dão-se miseravelmente no final. E quão poucos são os que nela perseverar até a morte! Santo Ambrósio diz que é mais fácil encontrar homens que têm mantido a sua inocência do que encontrar alguém que tenha feito penitência montagem.
Se você considerar o sacramento da penitência, há tantas confissões distorcida, tantas desculpas estudados, tantos arrependimentos enganador, tantas falsas promessas, tantas resoluções ineficaz, tantas absolvições inválido! Será que você considera como válida a confissão de alguém que se acusa de pecados de impureza e ainda mantém a ocasião deles? Ou alguém que se acusa de evidentes injustiças com nenhuma intenção de fazer qualquer reparação que seja para eles? Ou alguém que cai novamente na iniqüidades mesmo logo após a confissão? Ah, os abusos horríveis desse sacramento tão grande! Um confessa para evitar a excomunhão, outro para fazer uma reputação como um penitente. Um livra-se de seus pecados para acalmar seu remorso, outro esconde-los de vergonha. Um acusa-os de forma imperfeita por maldade, outra divulga-los para fora do hábito. Uma coisa não tem a verdadeira finalidade do sacramento em mente, um outro está faltando a tristeza necessário, e ainda outra finalidade da empresa. confessores pobres, o que você faz esforços para trazer o maior número de penitentes para estas resoluções e atos, sem a qual a confissão é um sacrilégio, uma condenação a absolvição ea penitência uma ilusão?
Onde eles estão agora, aqueles que acreditam que o número dos salvos entre os cristãos é maior do que a dos condenados, e que, para autorizar a sua opinião, a razão, portanto: a maior parte dos adultos católicos morrem nas suas camas armados com os sacramentos da Igreja, portanto a maioria dos adultos católicos são salvos? Ah, que bom raciocínio! Você deve dizer exatamente o oposto. A maioria dos adultos católicos confessam mal na hora da morte, pois a maioria deles são condenados. Eu digo “mais certo”, porque uma pessoa morrer que não tenha confessado bem quando ele estava bem de saúde terá um tempo ainda mais difícil fazê-lo quando ele está na cama com o coração pesado, uma cabeça instável, uma mente confusa; quando ele se opõe, em muitos aspectos por objetos ainda vivos, por vezes ainda frescos, adoptado pelos hábitos e, sobretudo, pelos demônios que estão buscando todos os meios para lançá-lo no inferno. Agora, se você adicionar a todos estes falsos penitentes todos os outros pecadores que morrem inesperadamente em pecado, devido aos médicos ignorância ou por seus familiares têm culpa, que morrem por envenenamento ou seja enterrado em sismos, ou de um acidente vascular cerebral, ou de uma queda, ou no campo de batalha, em uma luta, capturado em uma armadilha, atingido por um raio, queimados ou afogados, não está obrigado a concluir que a maioria dos adultos cristãos estão condenados? Este é o raciocínio de São Crisóstomo. Este Santo diz que a maioria dos cristãos estão andando na estrada para o inferno em toda sua vida. Por que, então, você está tão surpreso que o maior número vai para o inferno? Para chegar a uma porta, você deve tomar a estrada que leva até lá. O que você tem para responder a uma razão poderosa?
A resposta, você vai me dizer, é que a misericórdia de Deus é grande. Sim, para aqueles que o temem, diz o profeta, mas é grande a sua justiça para quem não tem medo dele, e ela condena todos os pecadores obstinados.
Então você vai dizer para mim: Bem, então, que é o Paraíso, se não para os cristãos? É para os cristãos, é claro, mas para aqueles que não desonram seu caráter e que vivem como cristãos. Além disso, se o número de cristãos adultos que morrem na graça de Deus, você adiciona a multidão inumerável de crianças que morrem depois do batismo e antes de chegar à idade da razão, você não vai se surpreender que o apóstolo João, falando daqueles que são salvos, diz: ” Eu vi uma grande multidão que nenhum homem poderia número. ”
E é isso que engana aqueles que fingem que o número dos salvos entre os católicos é maior que a dos condenados … Se a esse número, você adiciona os adultos que têm mantido o manto da inocência, ou que depois de ter se contaminado, vos lavei-lo nas lágrimas de penitência, é certo que o maior número é guardado, e que explica as palavras de São João, ” vi uma grande multidão “, e estas outras palavras de Nosso Senhor,” Muitos virão do oriente e do ocidente, e banquete com Abraão, Isaac e Jacó no reino dos céus “, e as outras figuras geralmente citado em favor do referido parecer. Mas se você está falando de cristãos adultos, a experiência, a razão, autoridade, decência e as Escrituras todos concordam em provar que o maior número é maldita. Não acredito que por causa disso, o paraíso está vazio, ao contrário, é um reino muito populosa. E se os condenados são ” tão numerosa quanto a areia no mar “, os salvos são” tão numerosas as estrelas do céu “, isto é, tanto um quanto o outro são inúmeras, embora em proporções muito diferentes.
Um dia, S. João Crisóstomo, pregando na catedral de Constantinopla, e considerando as proporções, não pude deixar de estremecer de horror e perguntar: ” A partir desse grande número de pessoas, quantas você acha que vai ser salvo? ” E, sem esperar por uma resposta, acrescentou: ” Entre os muitos milhares de pessoas assim, que não iria encontrar uma centena que estão salvos, e eu ainda dúvida para a cem . ” Que coisa terrível! O grande Santo acredita que, de muitos povos assim, quase cem seriam salvos, e, mesmo assim, ele não tinha certeza de que esse número. O que vai acontecer com vocês que estão me ouvindo? Grande Deus, eu não posso pensar nisso sem estremecer! Irmãos, o problema da salvação é uma coisa muito difícil, pois de acordo com as máximas dos teólogos, quando o fim exige grandes esforços, apenas alguns alcançá-lo.
É por isso que São Tomás, o Doutor Angélico, depois de pesar todas as razões pró e contra em sua imensa erudição, finalmente, conclui que o maior número de católicos adultos estão condenados. Ele diz: ” Porque bem-aventurança eterna supera o estado natural, especialmente desde que tenha sido privado da graça original, é o pequeno número que são salvos . ”
Então, retire a venda dos seus olhos que está cegando-lhe o amor-próprio, que está impedindo de acreditar como uma verdade evidente, dando-lhe falsas idéias muito sobre a justiça de Deus, ” Pai, o mundo já conheceu não só a Ti , disse Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele não diz ” Pai Todo-Poderoso, a maioria dos bons e Pai misericordioso “. Ele diz: ” Pai justo “, para que possamos entender que, de todos os atributos de Deus, nenhuma é menos conhecido do que a Sua justiça, porque os homens se recusam a acreditar que eles estão com medo de sofrer. Por conseguinte, tirar a venda que está cobrindo seus olhos e dizer chorando: Ah! O maior número de católicos, o maior número de pessoas que vivem aqui, talvez até mesmo aqueles que estão nesta assembléia, será que se dane! O assunto poderia ser mais digno de suas lágrimas?
Rei Xerxes, de pé sobre uma colina olhando para o seu exército de cem mil soldados em ordem de batalha, e considerando que, de todos eles, não seria um homem viva em cem anos, foi incapaz de segurar as lágrimas. Não temos mais razão para chorar sobre o pensamento que, de muitos católicos assim, o maior número será condenado? Caso isto não pensou fazem nossos olhos derramam rios de lágrimas, ou pelo menos produzem em nosso coração o sentimento de compaixão sentida por um irmão agostiniano, Ven. Marcelo de S. Domingos? Um dia, enquanto ele estava meditando sobre a dor eterna, o Senhor mostrou a ele as almas que estavam indo para o inferno, naquele momento, e fê-lo ver um caminho muito amplo em que vinte e dois mil foram reprovados correndo em direção ao abismo, colidindo em um outro . O servo de Deus estava estupefato com a visão e exclamou: ” Oh, o que é um número! que um número! E ainda vêm mais. Ó Jesus Ó Jesus! Que loucura! ” Deixe-me repetir com Jeremias: ” Quem vai dar água na minha cabeça, e uma fonte de lágrimas dos meus olhos? E eu choraria de dia e de noite os mortos da filha do meu povo. ”
Pobres almas! Como você pode correr tão apressadamente em direção ao inferno? Por causa da misericórdia, pare e ouça-me por um momento! Ou você entender o que significa ser salvo e ser condenado por toda a eternidade, ou não. Se você entender e, apesar disso, você não decidir mudar a sua vida hoje, fazer uma boa confissão e pisar em cima do mundo, em uma palavra, fazer todos os seus esforços para ser contado entre o número littler daqueles que são salvos, Eu digo que você não tem fé. Você é mais desculpável, se você não entender, pois então é preciso dizer que você está fora de sua mente. Para ser guardado por toda a eternidade, para ser condenado por toda a eternidade, e não fazer todos os seus esforços para evitar o primeiro e certifique-se dos outros, é algo inconcebível .
A bondade de Deus
Talvez você ainda não crêem as terríveis verdades que acabo de lhe ensinou. Mas é a maioria dos teólogos altamente considerado, a Padres mais ilustres que têm falado com você através de mim. Então, como você pode resistir razões apoiado por tantos exemplos e palavras das Escrituras? Se você ainda hesita, apesar disso, e se a sua mente está inclinado a opinião contrária, isso não conta muito é suficiente para fazer você tremer? Ah, isso mostra que você não se importa muito para a sua salvação! Neste assunto importante, um homem sensato é atingida mais fortemente pela menor dúvida do risco que ele corre pelo título de ruína total, em outros assuntos em que a alma não está envolvido. Um dos nossos irmãos, o Beato Giles, tinha o hábito de dizer que se apenas um homem estava indo para ser condenado, ele faria todo o possível para ter certeza que ele não era aquele homem.
Então o que devemos fazer, nós que sabemos que o maior número vai ser condenado, e não apenas fora de todos os católicos? O que devemos fazer? Tome a resolução de pertencer ao pequeno número daqueles que são salvos. Você diz: Se Cristo quis condenar-me, então por que Ele me criou? O silêncio, a língua erupção! Deus não criou ninguém para condená-lo, mas quem é maldita, é maldita, porque ele quer ser. Portanto, agora vou lutar para defender a bondade de meu Deus e absolver o de toda a culpa: que será o tema do segundo ponto.
Antes de ir, vamos nos reunir em um lado todos os livros e todas as heresias de Lutero e Calvino e, do outro lado os livros e as heresias do pelagianismo e semi-pelagianos, e vamos queimá-las. Alguns destroem a graça, a liberdade dos outros, e todos estão cheios de erros, então vamos lançá-los no fogo. Todos os condenados incidindo sobre seu rosto o oráculo do profeta Oséias: ” Tua perdição vem de ti “, de modo que eles possam entender que quem está condenado, é condenado por sua própria malícia e porque ele quer ser condenado.
Primeiro, vamos levar estas duas verdades inegáveis, como base: ” Deus quer que todos os homens sejam salvos “,” Todos estão em necessidade da graça de Deus “. Agora, se eu lhe mostrar que Deus quer salvar todos os homens, e que para este propósito que Ele dá a todos eles a Sua graça e todo o necessário outro meio de obter o efeito sublime, você será obrigado a concordar que quem está condenado deve imputar que a sua malícia própria, e que se o maior número de cristãos estão condenados, é porque eles querem ser. ” Tua perdição vem de ti, a tua ajuda é apenas em mim . ”
Deus deseja que todos os homens sejam salvos
Em uma centena de lugares na Sagrada Escritura, Deus nos diz que ele é realmente seu desejo de salvar todos os homens. ” É minha vontade que o pecador deveria morrer, e não que ele deve ser convertido a partir de seus caminhos e viva? … Eu vivo, diz o Senhor Deus. Eu não desejo a morte do pecador. se converta e viva . ” Quando alguém quer algo muito, é dito que ele está morrendo de desejo, é uma hipérbole. Mas Deus quis e ainda quer a nossa salvação, tanto que Ele morreu de desejo, e ele sofreu a morte para nos dar vida. Esta vontade de salvar todos os homens é, portanto, não é afetado, superficial e aparente será um em Deus, é um real, efetiva e benéfica se, pois Ele nos fornece todos os meios mais adequados para que sejamos salvos. Ele não lhes dá a nós para que não obtê-lo, Ele lhes dá a nós com uma sincera vontade, com a intenção de que eles podem obter seus efeitos. E se eles não obtê-lo, Ele se mostra humilde e ofendida por ele. Ele manda até o danado para usá-los, a fim de ser salvo; Ele exorta-os a ele, ele os obriga a isso, e se eles não o fazem, pecam. Portanto, eles podem fazê-lo e, assim, ser salvo.
Muito mais, porque Deus vê que não poderia mesmo fazer uso de sua graça sem a Sua ajuda, Ele nos dá outras ajudas, e se eles permanecem, por vezes, ineficaz, a culpa é nossa, pois com esses mesmos auxiliares, a pessoa pode maltratá-los e ser condenados com eles, e outra pode fazer o certo e ser salvo, ele pode até ser salva com menos poderosos auxiliares. Sim, pode acontecer que o abuso de nós uma maior graça e são condenados, enquanto que outro coopera com um menor graça e é salvo.
Santo Agostinho exclama: ” Se, portanto, alguém se desvia da justiça, ele é realizado por sua livre vontade, liderada por sua concupiscência, enganado por sua própria convicção . ” Mas para aqueles que não entendem a teologia, aqui é o que tenho a dizer-lhes: Deus é tão bom que quando vê um pecador correr para sua ruína, ele corre atrás dele, o chama, suplica e acompanha-lo até os portões do inferno, o que ele não vai fazer para convertê-lo? Ele envia-lhe boas inspirações e pensamentos sagrados, e se ele não aproveitá-las, ele torna-se irritado e indignado, ele persegue. Ele vai atacá-lo? Não. Ele bate no ar e perdoa. Mas o pecador não é convertido ainda. Deus lhe envia uma doença mortal. É certamente todo para ele. Não, irmãos, Deus cura-lo, o pecador torna-se obstinado no mal, e Deus em Sua misericórdia, olha para outro caminho, Ele dá-lhe mais um ano, e quando esse ano acabar, ele lhe concede outro.
Mas se o pecador ainda quer lançar-se no inferno, apesar de tudo, o que faz Deus? Ele não abandoná-lo? Não. Ele o leva pela mão, e enquanto ele tem um pé no inferno e outro exterior, Ele ainda prega para ele, ele implorou para não abusar Suas graças. Agora eu lhe pergunto, se esse homem está condenado, não é verdade que ele está condenado contra a Vontade de Deus e porque ele quer ser condenados? Venha e me perguntar agora: Se Deus quisesse condenar-me, então por que Ele me criou?
pecador Ingratidão, aprender hoje que, se forem condenados, não é Deus quem é a culpa, mas você e sua vontade própria. Para convencer-se disso, desça até as profundezas do abismo, e lá vai lhe trazer um daqueles malditos miseráveis almas queimando no inferno, para que ele possa explicar essa verdade para você. Aqui está um agora: ” Diga-me, quem é você? ” ” Eu sou um idólatra, pobre, nascido em uma terra desconhecida, nunca ouvi falar de céu ou inferno, nem do que eu estou sofrendo agora . ” ” ! desgraçado Vá embora, você não é o que estou procurando . ” Outro está vindo, lá está ele . ” Quem é você? ” ” Eu sou um cismático desde os confins da Tartária, eu sempre vivi em um estado selvagem, mal sabendo que existe um Deus . ” ” Você não é o único que eu quero, voltar para o inferno . ” Aqui está outro . ” E quem é você? ” ” Eu sou um herege pobres do Norte. Nasci sob o Pólo e nunca vi tanto a luz do sol ou a luz da fé . ” ” Não é que eu estou procurando tanto, o retorno para o inferno . ” Irmãos, meu coração está partido ao ver esses desgraçados que nem sequer conhecia a verdadeira fé entre os condenados. Mesmo assim, sabemos que a sentença de condenação foi pronunciada contra eles e eles disseram: ” Tua perdição vem de ti . ” Eles foram condenados porque quiseram ser. Eles receberam ajudas para muitos de Deus para ser salvo! Nós não sabemos o que eles estavam, mas eles conhecem bem, e agora eles gritam: ” ó Senhor, és justo … e os teus juízos são eqüitativas . ”
Irmãos, vocês devem saber que a antiga crença mais é a Lei de Deus , e que todos temos que está escrito em nossos corações , que pode ser aprendido sem professor , e que basta ter a luz da razão para conhecer todos os preceitos desta lei . É por isso que até mesmo os bárbaros escondeu quando cometeram o pecado, porque eles sabiam que estavam fazendo de errado, e eles são condenados por não ter observado a lei natural, inscrita no seu coração, se tivessem observado, Deus teria feito um milagre, em vez de deixá-los ser condenado, ele teria os enviou alguém para ensiná-los e lhes teria dado outras ajudas, dos quais se fizeram indignos por não viver em conformidade com as inspirações da sua própria consciência, que nunca deixou de avisá-los do bem eles devem fazer eo mal que deve evitar. Por isso, é sua consciência, que os acusou no Tribunal de Deus, e diz-lhes constantemente no inferno, ” Tua perdição vem de ti . ” Eles não sabem o que responder, e são obrigados a confessar que são merecedores de seu destino. Agora, se esses infiéis não têm desculpa, haverá alguma para um católico que teve muitos sacramentos, assim, assim muitos sermões, muitas ajudas para a sua disposição? Como ele se atreve a dizer: ” Se Deus iria condenar-me, então por que Ele me criou? ” Como ele se atreve a falar dessa maneira, quando Deus lhe dá muitas ajudas para ser salvo? Por isso, vamos acabar confundindo ele.
Você que está sofrendo no abismo, me responda! Há algum católicos entre vocês? ” Há certamente! ” Quantos? Deixe um deles vir aqui! ” Isso é impossível, eles estão muito baixo, e de as fazer chegar a todos os que por sua vez do inferno de cabeça para baixo, seria mais fácil parar um deles como ele está caindo . ” Então, eu estou falando para vocês que vivem no hábito do pecado mortal, no ódio, na lama do vício da impureza, e que estão se aproximando para o inferno todos os dias. Pare e dê a volta, é Jesus que vos chama e que, com suas feridas, como acontece com tantas vozes eloquentes, chora com você, “Meu filho, se forem condenados, você só pode se culpar:” Tua perdição vem de ti . ” Levantai os olhos e veja todas as graças com que enriqueceu a segurar a sua salvação eterna. Eu poderia ter tido você nasceu em uma floresta na Berberia, que é o que eu fiz a muitos outros, mas eu tinha que nascido na fé católica, você levantada por tão bom, como um pai excelente, com a mãe da mais pura instruções e ensinamentos. Se eu estiver condenado, apesar de que, quem é a culpa vai ser? tinha seu próprio filho meu, o seu própria: ” Tua perdição vem de ti . ”
“Eu poderia ter lançado no inferno após o primeiro pecado mortal que você cometeu, sem esperar a segunda: Eu fiz isto para muitos outros assim, mas eu fui paciente com você, eu esperei por você por muitos e longos anos de espera. Eu ainda estou para você hoje em penitência próprias. Se você for condenado, apesar de tudo isso, quem é a culpa: ele? Seu próprio, meu filho, seu ” Tua perdição vem de ti . “Você sabe quantas morreram diante dos seus olhos e foram maldito: para você. Você sabe como que muitos outros que eu jogo de volta no caminho certo para você dar o bom exemplo. você Não lembro o que foi excelente confessor que você disse? Eu sou um a pessoa que tinha lhe dizer isso. advertência Ele não recomendam que você mude sua vida, para fazer uma boa confissão? Eu sou o que o inspirou. Lembre-se que o sermão que tocou seu coração? Eu sou Aquele que te levou lá. E o que aconteceu entre você e eu no segredo do seu coração … que você nunca pode esquecer.
“Essas inspirações interiores, que o conhecimento claro, que o remorso constante de consciência, você se atreve a negar-lhes? Todos estes foram muitas ajudas assim da minha graça, porque queria conservá-lo. Recusei-me a dá-los a muitos outros, e Eu lhes dei a você porque eu te amava ternamente. Meu filho, meu filho, se eu lhes falava com tanta ternura como estou falando com você hoje, como muitos outros retornam as almas para o caminho certo! E você … você liga o em mim. trás Ouça o que vou dizer-lhe, pois estas são minhas últimas palavras: Você me custou o meu sangue, se você quer ser condenado, apesar do sangue que derramou por você, não me culpe, você têm apenas a si mesmo para acusar, e por toda a eternidade, não se esqueça que, se forem condenados, a despeito de mim, você está condenado, porque você quer ser condenado: ” Tua perdição vem de ti . ” ”
Ó meu bom Jesus, as próprias pedras dividido em ouvir essas doces palavras, expressões tão tenra. Há alguém aqui que quer ser condenado, com tantas graças e ajudas? Se existe um, que ele me escuta, e depois deixá-lo se ele pode resistir.
Barônio relata que após a apostasia infame Juliano o Apóstata, ele concebeu ódio tão grande contra o Santo Batismo, que dia e noite, ele procurou uma maneira em que ele pode apagar seu próprio. Para esse propósito, ele tomou um banho de sangue de cabra preparado e colocou-se nela, querer esse sangue impuro de uma vítima dedicado a Vénus para apagar o carácter sagrado do baptismo de sua alma. Esse comportamento parece abominável para você, mas se o plano de Julian tinha sido capaz de ter sucesso, é certo que ele estaria sofrendo muito menos no inferno.
Pecadores, o conselho que eu quero dar-lhe, sem dúvida, parece estranho para você, mas se você entender bem, é, pelo contrário, inspirado terna compaixão para com você. Eu te imploro de joelhos, pelo sangue de Cristo e pelo Coração de Maria, mudar a sua vida, voltar para a estrada que leva ao céu, e fazer tudo que você pode pertencer ao pequeno número daqueles que são salvos. Se, ao invés disso, você quer continuar andando na estrada que leva ao inferno, pelo menos, encontrar uma maneira de apagar o seu batismo. Ai de vós, se você tomar o Santo Nome de Jesus Cristo e do caráter sagrado dos cristãos gravado em sua alma para o inferno! Seu castigo será ainda maior. Então faça o que eu aconselho a fazer: se você não deseja converter, vá neste mesmo dia e pergunte ao seu pastor para apagar seu nome do registo baptismal, de modo que não podem permanecer qualquer lembrança de sua nunca ter sido um cristão; Imploro o seu Anjo da Guarda para apagar de seu livro de graças as inspirações e as ajudas que tem dado a você em ordens de Deus, pois ai você se lembra deles! Diga Nosso Senhor para ter de volta sua fé, batismo, seus sacramentos.
Você está horrorizado com tal pensamento? Bem, então, lançar-se aos pés de Jesus Cristo e dizer-lhe, com lágrimas nos olhos e coração contrito: “Senhor, eu confesso que até agora não tenho vivido como um cristão eleito. não sou digno de ser contados entre Seu . Reconheço que eu mereço ser condenado, mas sua misericórdia é grande e cheio de confiança em Sua graça, eu digo a você que eu quero salvar a minha alma, mesmo que eu tenha que sacrificar a minha fortuna, minha honra, meu muito vida, enquanto eu estou salvo. Se eu tenho sido infiel, até agora, me arrependo, lamento, eu detesto a minha infidelidade, peço-lhe humildemente que me perdoe por isso. Perdoe-me, bom Jesus, e fortalece-me também, que eu possa ser salvo;. peço-lhe que não a riqueza, a honra ou a prosperidade lhe pedir uma coisa só, para salvar minha alma. “
E Vós, Ó Jesus! O que você acha? O Bom Pastor, consulte a ovelha perdida que volta para você; abraçar este pecador arrependido, abençoe seus suspiros e lágrimas, ou melhor, abençoe essas pessoas que são tão bem dispostos e que não querem nada, mas sua salvação. Irmãos, aos pés de Nosso Senhor, deixe-nos protestos que se queremos salvar a nossa alma, custe o que custar. Vamos todos dizer-lhe com os olhos lacrimosos, “Bom Jesus, eu quero salvar a minha alma:” Ó bendito lágrimas, ó suspiros abençoado!
Conclusão
Irmãos, quero enviar todos vocês confortado longe hoje. Então, se você me perguntar o meu sentimento sobre o número daqueles que são salvos, aqui está: Se há muitos ou poucos que são salvos, eu digo que quem quer ser salvo, será salvo, e que ninguém pode ser condenado se ele não quer ser. E se é verdade que poucos são salvos, é porque são poucos os que vivem bem. Quanto ao resto, compare as duas opiniões: a primeira afirma que o maior número de católicos estão condenados, o segundo, pelo contrário, finge que o maior número de católicos são salvos. Imagine um anjo enviado por Deus para confirmar a primeira opinião, chegando a dizer-lhe que não só são os mais católicos condenados, mas de toda esta multidão aqui presente, um só será salvo. Se você obedecer os mandamentos de Deus, se você detesta a corrupção deste mundo, se você abraçar a Cruz de Jesus Cristo em um espírito de penitência, será que um sozinho quem é salvo.
Agora imagine o mesmo Anjo retornando para você e confirmando a segunda opinião. Ele diz que não só são a maior parte dos católicos salvos, mas que, de todos neste encontro, um só será condenado e todos os outros salvos. Se depois disso, continuar o seu usuries, seu vinganças, suas ações criminosas, suas impurezas, então você terá que ser um só, que é condenado.
Qual é a utilidade de saber se são muitos ou poucos se salvam? São Pedro nos diz: ” Esforce-se por boas obras para tornar a sua eleição . ” Quando Tomás de Aquino é a irmã Saint lhe perguntou o que ela deve fazer para ir para o céu, disse: ” Você vai ser salvo se você quer ser. ” Eu digo a mesma coisa para você, e aqui está a prova de minha declaração. Ninguém está condenado a não ser que ele comete o pecado mortal: que é da fé. E ninguém comete o pecado mortal a menos que ele quer: que é uma proposição teológica inegável. Portanto, ninguém vai para o inferno a menos que ele quer, a conseqüência é óbvia. Será que isso não é suficiente para te confortar? Chorar por pecados do passado, fazer uma boa confissão, o pecado não mais no futuro, e todos vocês serão salvos. Por que atormentar-se assim? Pois é certo que você tem que cometer o pecado mortal de ir para o inferno, e que, para cometer pecado mortal é preciso querer, e que, consequentemente, ninguém vai para o inferno a menos que ele quer. Isso não é apenas uma opinião, é muito reconfortante e uma verdade incontestável, que Deus lhe dê a entender isso, e que Ele abençoe você. Amen.
Nas primeiras regras sobre o discernimento dos espíritos, Santo Inácio mostra que é típico do espírito mau para tranqüilizar os pecadores. Portanto, devemos sempre pregar e dar origem a confiança eo dever de esperança no perdão infinito do Senhor e da misericórdia, para a conversão é fácil e Sua graça é todo-poderoso. Mas também devemos lembrar que “Deus não se zomba”, e que alguém que vive habitualmente no estado de pecado mortal está na estrada para a danação eterna.
Há milagres de última hora, mas a menos que alegam que os milagres são o funcionamento geral das coisas, somos obrigados a concordar que para a maioria das pessoas que vivem em estado de pecado mortal, impenitência final é a eventualidade mais provável.
São Leonardo de Porto Maurício razões persuadiram-nos. Valem a pena ouvir. Com eloqüência e clareza, eles desenvolvem uma reflexão do Pe. Lombardi em seu debate público com o líder comunista italiano Velio Spano em Cagliara em 4 de dezembro de 1948. “Estou horrorizado ao pensar que se continuar dessa maneira, você será condenado ao inferno”, disse o padre Lombardi à Spano marxista. Spano respondeu: “Eu não acredito no inferno.” E o Pe. Lombardi respondeu: “Exatamente, e se você continuar, você será condenado, pois para evitar ser condenado, é preciso acreditar no inferno.”
Poderíamos generalizar resposta Padre Lombardi. Talvez seja justamente essa falta de fé sobrenatural que está impedindo as pessoas de chegar a uma profunda apreciação da transcendência da pregação pastoral, à maneira de São Leonardo de Porto Maurício em sua aplicação à nossa vida contemporânea. De qualquer forma, não é porque a moral é melhor agora do que no dia do famoso missionário. Nenhuma ocasião pode ser melhor para nós a aplicar essa censura do Cardeal Pie: “Eu vejo a prudência em todos os lugares, em breve não veremos coragem em qualquer lugar, pode ter certeza, se continuarmos desta forma, vamos morrer de um ataque de sabedoria.” Não é a sabedoria divina, certamente, por prudência apenas carnal e mundano dar lugar ao conhecimento vãs, que zomba o sermão de S. Leonardo.
A doutrina de São Leonardo de Porto Maurício salvou e vai salvar almas até o fim dos tempos. Aqui está o que a Igreja diz na oração do, Sexta Lição Ofício Divino, falando de celestial eloqüência Leonard Saint: Ao ouvi-lo, mesmo os corações de ferro e de bronze foram fortemente inclinado a penitência, em razão da eficácia surpreendente do sermão e queima zelo o pregador . E na oração litúrgica que pedimos ao Senhor, dê o poder de mover os corações dos pecadores endurecidos pelas obras da pregação .
Este sermão de São Leonardo de Porto Maurício foi pregado durante o reinado do Papa Bento XIV, que amou o grande missionário.