Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

17 de ago de 2011

Família e filhos: antídoto contra o suicídio juvenil


De acordo com um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é uma das três maiores causas de morte entre adolescentes e adultos jovens na faixa entre 15 e 34 anos. Acreditava-se que a pobreza, a má qualidade de vida e a prole numerosa eram as maiores causas de suicídios. O mito foi esvaziado pelo estudo. A prole abundante não deprime a mulher, mas enche-a de um sentimento de realização. Ainda de acordo com o estudo, os filhos fornecem apoio emocional e material à mãe, pondo em relevo seu papel social positivo. O suicídio emerge no trabalho da OMS como um fenômeno nefasto entre jovens dos países ricos e “desenvolvidos”.

Fonte: Revista Catolicismo_Agosto 2011


Fonte: http://www.ipco.org.br

Os Santos – homofóbicos?

Vivemos tempos difíceis, tempos em que os homens, contaminados pelo infame desejo de ouvir novidades, criam as mais terríveis perversidades, transformando aquilo que já foi proscrito pelo Altíssimo em virtude, rejeitando aquilo que já foi recomendado pela Igreja de nosso Senhor como boa e santa coisa a se fazer. O homem seria – frase do sofista grego Protágoras – a medida de todas as coisas.

Abaixo transcrevemos as condenações de alguns Santos da Igreja à prática da homossexualidade. O leitor certamente poderá indagar que é uma prática antiga, e que não faria sentido dizer que é um mal exclusivo do nosso tempo. Ora, falar que a sodomia é uma coisa nova realmente não faz muito sentido; mas dar-lhe um tratamento especial, como manifestadamente fazem líderes do Gayzismo ao redor do mundo, é sim uma atitude muito típica do nosso século. Não contentes em abraçar a perversidade, ultimamente os homens andam querendo também dar-lhe legitimidade. Se há muito o pecado era praticado às escondidas e os pecadores tinham vergonha de manifestar em público seu proceder criminoso, hoje às claras milita-se a favor da devassidão e da promiscuidade. Nada como as palavras dos amigos de Deus para lembrar-nos algumas coisas que muitos indivíduos parecem ter esquecido…

______________________________________________________________________

http://beinbetter.files.wordpress.com/2011/08/sc3a3ojoc3a3ocrisostomobispoedoutor64.jpg?w=100&h=150

“Mas se tu aprendeste e ouviste falar do Inferno e acreditas que não é fogo, lembra-te de Sodoma. Pois vimos, e com certeza continuamos a ver até mesmo na vida presente, uma aparência do Inferno. Quando muitos negam totalmente as coisas que virão depois desta vida, negam ouvir falar do fogo inextinguível, Deus traz à mente as coisas presentes. Por isso foi calcinada Sodoma. Pensa em como é grande o pecado, para ter forçado o Inferno a aparecer mesmo antes do seu tempo! Onde a chuva era incomum, porque a relação sexual era contrária à natureza, ela inundou a terra, tal como a luxúria havia feito com as suas almas. Por isso também a chuva era o oposto da chuva habitual. Agora não só ela não mexe no ventre da terra para a produção de frutos, mas tornou ainda inútil para a recepção das sementes. Foi também assim a relação dos homens entre homens, fazendo um corpo desta espécie mais inútil do que a própria terra de Sodoma.”

- São João Crisóstomo

*

http://www.guia.heu.nom.br/images/agostinho.jpgAs infrações contrárias à natureza são em toda parte e em todas as vezes que se realizaram foram punidas. Tais foram as dos sodomitas. Todos eles deverão ser culpados do mesmo crime pela Lei Divina. Pois a relação que deve haver entre Deus e nós, é violada, quando a natureza, da qual Ele é o autor, é poluída pela perversidade da luxúria.”

- Santo Agostinho

*

http://beinbetter.files.wordpress.com/2011/08/gregorio-magno.jpg?w=100&h=135“A Sagrada Escritura confirma que o enxofre evoca o cheiro da carne, assim como fala da chuva de fogo e enxofre sobre Sodoma derramado pelo Senhor. Ele tinha decidido punir Sodoma por causa dos crimes da carne, e com o tipo de punição Ele enfatizou a vergonha do crime, pois quis que fedesse a enxofre, fogo e carne queimada. Foi exatamente por isso que os sodomitas, queimando com desejos perversos decorrentes da carne como fedor, devem perecer pelo fogo e enxofre para que através deste justo castigo percebam o mal que tinham cometido, comandados por um perverso desejo.”

- São Gregório Magno

*

http://beinbetter.files.wordpress.com/2011/08/0430-santa-catalina-de-siena.jpg?w=100&h=161“Esses desgraçados não só são frágeis na sua natureza, mas pior, cometendo o pecado maldito contra a natureza e, como cegos e tolos, com a luz do seu intelecto escurecida, eles não sabem o mau cheiro e da miséria em que se encontram. Não só este pecado cheira mal diante de Mim, que sou o Supremo e Eterna Verdade, mas realmente desagrada-me muito. Não só a Mim, mas aos próprios demônios. Não é que o mal lhes desagrada, porque eles não gostam de nada que seja bom, mas porque a sua natureza foi originalmente angelical, e sua natureza angelical faz com que eles se afastem quando este grande pecado é cometido.”

- Santa Catarina de Sena

*

http://www.massamarittima.info/san-bernardino-da-siena.jpg“Nenhum pecado no mundo amarra a alma como a maldita sodomia, o pecado que sempre foi detestado por todos aqueles que vivem segundo Deus. Uma paixão desordenada, próxima da loucura, que perturba o vice intelecto, destrói elevação e generosidade da alma, faz do preguiçoso uma pessoa irascível, teimoso e obstinado, servil e macio e incapaz de qualquer coisa. Além disso, agitada por um desejo insaciável por prazer, a pessoa sodomita não segue a razão, mas o instinto. Eles tornam-se cegos e, quando os seus pensamentos deve subir para coisas altas e grandes, eles são frívolos e reduzidos para as coisas vis, inúteis e podres, que nunca poderia fazê-los felizes. Assim como as pessoas participam da glória de Deus em diferentes graus, de igual modo também no Inferno alguns sofrem mais que outros. Quem vive com esse vício de sodomia sofre mais do que outra, porque este é maior pecado.”

- São Bernardino de Sena

*

http://beinbetter.files.wordpress.com/2011/08/s25c325a3opedrocan25c325adsio.jpeg?w=100&h=140“Como diz a Sagrada Escritura, os sodomitas sempre foram extremamente perversos e pecaminosos. São Pedro e São Paulo condenaram sempre o pecado nefando e depravado. (…) Aqueles que deviam ter vergonha de violar a lei divina e a lei natural são escravos da mais perversa depravação.”

- São Pedro Canísio




Fonte: http://beinbetter.wordpress.com

Cardeal Rouco inaugurou a JMJ Madrid 2011: Testemunhem a Cristo como João Paulo II


MADRI, 16 Ago. 11 / 10:50 pm (ACI/EWTN Noticias)

Ao presidir a multitudinária Missa de inauguração da JMJ Madrid 2011 celebrada na emblemática Praça de Cibeles, o Arcebispo anfitrião pela segunda vez deste evento, Cardeal Antonio María Rouco Varela, alentou os peregrinos a testemunhar com valor a Cristo segundo o exemplo do Beato João Paulo II.

Na Missa dedicada ao Papa Wojtyla diante de meio milhão de jovens e concelebrada por 800 bispos de todo o mundo e 8 mil sacerdotes, o Cardeal ressaltou as raízes católicas da Espanha "que se constitui animada por um projeto histórico que é sua identificação com o cristianismo".

Em um ambiente de festa de fé, o Cardeal disse logo que todos na Espanha "abrem a porta de seu coração" a todos os peregrinos que vieram a Madrid e destacou o testemunho de João Paulo II, como iniciador das Jornadas Mundiais da Juventude.

"Desde aquela primeira convocatória da Jornada de 1985 em Roma até esta Jornada de Madrid foi se debulhando uma bela história de fé, esperança e amor em três gerações de jovens católicos e não católicos, que viram como se transformava suavida em Cristo e como surgiam entre eles inumeráveis vocações para o sacerdócio, a vida consagrada, o matrimônio cristão e o apostolado".

A santidade pessoal de João Paulo II –prosseguiu o Cardeal que acolheu em 1989 o Pontífice polonês para a JMJ deste ano em Santiago de Compostela– "brilha com um atrativo singular precisamente neste aspecto da evangelização dos jovens contemporâneos. Nosso Santo Padre Bento XVI não duvidou em ressaltar o amor aos jovens de João Paulo II na Homilia de sua Beatificação em primeiro de Maio na Praça de São Pedro".

O Cardeal Rouco ressaltou logo que "o segredo dessa luminosa personalidade, moldada na perfeição da caridade, desvela-se facilmente à luz da Palavra de Deus que foi proclamada. A chave de explicação de toda sua vida, consagrada ao Senhor, à Igreja e ao homem, não é outra que seu candente amor a Jesus Cristo, do qual, assim como São Paulo, não quis afastar-se jamais".

"João Paulo II passou também em sua vida pela aflição, pela angústia, pela perseguição, pelas carências mais elementares nos anos da II Guerra Mundial, da ocupação implacável e cruel de sua pátria, do despojo desumano dos seus… Sofreu a dor dos perseguidos pela causa de Cristo antes e depois de sua eleição à Sé de Pedro: literalmente, até o sangue".

João Paulo II, disse o Cardeal, foi uma "testemunha indomável da verdade e da esperança cristã, viveu a verdade do "se Deus estiver conosco, quem estará contra nós?", sem medo a nenhuma oposição interna ou externa à Igreja. Foi um valente de Cristo! Nada pôde afastá-lo de seu amor".

O amor total por Jesus Cristo foi o que marcou a vida deste Pontífice, disse logo e recordou que "quem quer que tenha vivido as Jornadas Mundiais de Buenos Aires, Santiago de Compostela, Czestochowa, Denver, Manila, Paris, Roma, Toronto… terá podido constatar que na forma de receber o Papa, com aquela mistura tão íntima de júbilo e respeitosa ternura, os jovens demonstravam que o estavam reconhecendo como aquele que vinha ao seu encontro no nome do Senhor".

O Cardeal Rouco Varela disse logo que, em Colônia 2005, Sydney 2008 e agora em Madrid 2011, o Papa Bento XVI compreende os novos desafios dos jovens em um mundo globalizado.

"Seu lugar na vida tem suas peculiaridades. Seus problemas e circunstâncias vitais mudaram. A globalização, as novas tecnologias da comunicação, a crise econômica, etc., condicionam para bem e, em muitas ocasiões, para mal".

"Os jovens de hoje, com raízes existenciais debilitadas por um rampante relativismo espiritual e moral, encerrados pelo poder dominante, e sem achar sólidos fundamentos para suas vidas na cultura e na sociedade atuais, até mesmo, não raramente, na própria família…, são provados poderosamente até os limites de fazer perder a orientação no caminho da vida: Como não vai vacilar às vezes sua fé?", prosseguiu.

Diante desta perspectiva, assegurou o Cardeal "a juventude do século XXI necessita, tanto ou mais que as gerações precedentes, encontrar o Senhor pela única via que se demonstrou espiritualmente eficaz: a do peregrino humilde e singelo que busca seu rosto".
"O jovem de hoje precisa ver Jesus Cristo quando Ele sai ao seu encontro na Palavra, nos Sacramentos, "também, muito especialmente, na Eucaristia e no Sacramento da Penitência, nos pobres e doentes, nos irmãos que estão em dificuldade e necessitam ajuda".

"Precisa vê-lo e entrar em diálogo íntimo com Ele, que o ama sem pedir nada em troca, a não ser a resposta de seu amor. A intenção do Papa, que tanto os ama, vai justamente nesta direção: que experimentem na Comunhão Católica da Igreja a verdade e a imperiosa urgência de fazer sua vida o lema da Jornada Mundial da Juventude 2011: "arraigados e edificados em Cristo, firmes na fé".

Finalmente o Cardeal elevou uma oração a João Paulo II para que "rogue por nós, roga pelos jovens da JMJ 2011 para que abram de par em par seus corações à graça salvadora de Cristo, o único Redentor do homem, nestes extraordinários dias do Espírito nos que queremos contar as maravilhas do Senhor a todas as nações!"

O CAMINHO DA SANTIDADE













O CAMINHO DA SANTIDADE

Que a paz de Jesus esteja em seu coração!

Caríssimos irmãos, estamos vivendo em tempos difíceis conforme previsto pelas Sagradas Escrituras (Mat. 24), onde satanás tem seduzido a muitos, investido de todas as formas para que as almas venham a se perder. Onde olhamos o que vemos e escutamos vem sempre carregado de uma dose do veneno da serpente a fim de nos contaminar e entorpecer a nossa mente para nos afastar dos desígnios de Deus.

Infelizmente, grande parte dos meios de comunicação estão empenhados a levar os filhos de Deus ao inferno; é um absurdo como o pecado cresce em longa escala, por exemplo, um só capitulo de novela é capaz de nos ensinar a pecar contra os 10 (dez) mandamentos da lei de Deus, bem como os 7 (sete) pecados capitais, nos induzindo a seguirmos os filhos das trevas com suas idéias fúteis e pecaminosas.

Santo Agostinho disse que “a soberba povoou o inferno de anjos, e a impureza o enche de homens”. Portanto, devemos travar uma batalha incansável em busca da santidade, por meio da prática e exercício das virtudes cristãs. O próprio Pai nos convida a sermos santos (Lev. 19,2) e São Paulo ainda nos alerta "foge das paixões da mocidade, busca com empenho a justiça, a fé, a caridade, a paz, com aqueles que invocam o Senhor com pureza de coração” (II Tim. 2,22).

A impureza, que traz em si uma sexualidade desenfreada e o vicio das paixões é um dos pecados que mais atrai destruição para os que o praticam, “porque sabei bem, nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento – verdadeiros idolatras! – terá herança no Reino de Cristo e de Deus. E ninguém vos seduza com vãos discursos. Estes são os pecados que atraem a ira de Deus sobre os rebeldes (Ef. 5,5-6). Santo Ambrosio dizia que “quem entra na luxuria, abandona a via da fé”. Portanto, a impureza é inconciliável com o seguimento cristão.

Como cristãos batizados somos chamados a ser sacerdotes, profetas e reis, buscar a santidade constantemente, amando a Cristo e sua Igreja, pois só assim encontraremos a verdadeira felicidade.

Os santos foram pessoas que se doaram inteiramente pela salvação dos homens e por amor a Jesus Cristo, buscando a santidade dia e noite, pois sabiam que sem a santidade não é possível ver a Deus (Heb. 12,14).

Amados irmãos, antes de continuar a leitura convidamos você para fechar os olhos, se concentrar, e fazer uma oração sincera, se dirigindo ao Pai das Luzes para que ilumine vosso entendimento (Tiago 1,17). Peçamos ainda o auxílio do Espírito Santo para que nos seja dada a graça da santidade, da pureza, a força e a perseverança dos santos para que possamos vencer as batalhas contra o inimigo de Deus e da nossa alma.

Rogamos, ainda, que o Espírito Santo nos conceda o dom da fortaleza para chegar à santidade, bem como para iniciarmos um caminho de amor que nos conduzirá a ter uma verdadeira intimidade com Jesus.

São João Bosco (Dom Bosco) nos ensina que o tempo da juventude é o período fundamental, para começarmos a preparar o nosso caminho pautado nas virtudes ou nos vícios. Se observarmos veremos que os vícios como bebida, cigarro, jogatina e inúmeros outros em homens maduros, começaram na juventude acompanhando-os por toda vida. E o lamentável é que há uma falsa mentalidade incutida na mente dos homens deste século, pois muitos esperam a idade avançada para procurar a Deus, e para se livrar de tais vícios. No entanto, não se recordam que não temos o poder de saber qual será o último dia de nossas vidas na terra, correndo o grave risco de passar a eternidade no inferno, e deixar de gozar as alegrias do céu.

Por isso, não perca mais tempo e entregue sua vida inteiramente nas mãos do Senhor, para que Ele possa conduzir sua jornada na terra, a fim de estar um dia com Ele na eternidade desfrutando do Paraíso, juntamente com os anjos, os santos e a Virgem Maria.

A palavra diz "Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes e a palavra de Deus permanece em vós, e vencestes o maligno" (I Jo 2, 14b). Portanto, se entendermos a dimensão desta palavra, teremos força para lutar contra o mal e contra qualquer pecado. Uma das razões pela qual o maligno nos últimos tempos tem atacado cruelmente a juventude, é justamente porque ele conhece a palavra de Deus (Mat. 4,5-6), e ele sabe que quando um jovem se levanta, cheio do Espírito Santo, com o propósito de viver a santidade, com amor e perseverança ele já não terá mais domínio sobre essa alma (Gal. 5,1).

Assim sendo, queremos partilhar com os caros irmãos alguns princípios básicos, que inclusive utilizamos na nossa vida, para alcançar à santidade, fazer a vontade de Deus e crescer na vida espiritual.

Inicialmente, é primordial a vivencia dos sacramentos, ministrados na Igreja Católica.
É uma grande alegria pertencer a igreja que contêm os sacramentos, presentes que o próprio Deus nos deixou para nos auxiliar na salvação. Que gozo sentimos em nosso coração de saber que nossa Igreja é a única que tem o corpo, sangue, alma e divindade de nosso Senhor Jesus Cristo, de saber que a nossa Igreja é a única que ministra o sacramento da confissão, ou como os santos diziam o sacramento de amor, é categórico que para nós católicos não nos falta nada. São Pio X dizia que “se os anjos pudessem ter inveja, eles nos invejariam porque podemos comungar” ao passo que eles mesmo vivendo na glória eterna ao lado do Cristo, não têm o privilégio que nós temos de recebê-lo em nossa vida para nela fazer morada.
Na Eucaristia Deus realiza as promessas feitas ao seu povo: "Porei no meio deles a minha morada e serei o seu Deus e eles serão meu povo. É minha alegria morar entre os filhos dos homens e não haverá outra nação que tenha a divindade tão perto de si, como está perto o Senhor Deus". (Dt 4,7).
No entanto, para que Jesus possa reinar em nossa alma, precisamos estar sempre em estado de graça, praticando com freqüência uma boa confissão, pois JAMAIS devemos comungar em estado de pecado mortal. São Padre Pio de Pieltrecina dizia para seus coirmãos " Deus que vê manchas até nos Anjos, o que não verá em mim?". O apologeta São Cirilo dizia com fortes palavras: "Quem comunga em sacrilégio, recebe em seu coração a satanás e a Jesus Cristo; a satanás para fazê-lo reinar e a Jesus Cristo para oferecê-lo a sacrifício a satanás". O sacramento da confição nos deixa mais brancos que a neve (Sal 50,9), nos faz dignos de receber o corpo santo de Jesus Cristo na Eucaristia.

Quando comungar não fique somente pedindo, pois Deus que é Pai sabe de nossas necessidades, adore a Jesus com toda a força e potencia de seu coração. Diga a Ele que o ama, que o adora e logo depois silencie seu coração e escute o que Jesus tem para lhe falar. Faça uma ação de graças digna, aproveite seu tempo com o Senhor.

Conta-nos a história que Santa Maria Madalena de Pazzi entendeu o mistério da Eucaristia, pois após uma comunhão, ajoelhada no meio das noviças, com os braços em cruz, levantou os olhos para o céu e disse “Irmãs, se compreendêssemos que, no tempo em que permanecem em nós as Espécies Eucarísticas, Jesus está presente e opera em nós, sem separar-se do Pai e do Espírito Santo, e que em nós está toda Santíssima Trindade (...)", entretanto, não pôde terminar sua fala, pois foi arrebatada em sublime êxtase.

Meditar a Palavra de Deus

É fundamental que o cristão compreenda as Sagradas Escrituras, pois a palavra de Deus santifica o homem e o leva a conhecer a Deus. Se você ainda não tem intimidade de como manusear as Sagradas Escrituras não se perturbe, você tem a mãe Igreja que assim como mãe educa seus filhos. A Igreja nos da sua liturgia diária e você poderá acompanhar as leituras que a Igreja celebra diariamente. Leia com amor e devoção sem esquecer de antes pedir que o Espírito Santo lhe de a graça de guardá-la em seu coração e para pô-la em prática. “Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes" (Tiag 1, 22).

Também aconselhamos que procure ler o Catecismo e os livros dos santos da Igreja Católica, assim poderá meditar como eles viveram a palavra de Deus e seus meios de santificação.

A oração pessoal.

"Quando orardes, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai que vê num lugar oculto, recompensar-te-á" (Mat 6,6). É maravilhoso a graça de poder ajoelhar em seu quarto, fechar os olhos e se comunicar com aquele que fez todas as coisas (Apo. 21,5), se comunicar com Aquele que é: o principio e o fim (Apoc. 21,6), o Deus Todo Poderoso, que te amou desde o ventre da sua mãe e lá já lhe chamava pelo nome (Isa. 49,1). São Padre Pio dizia “na leitura da palavra conhecemos Deus, na oração o encontramos"! Comece sua oração hoje mesmo, louvando e bendizendo o seu Senhor sempre atento às palavras que saírem de sua boca, não jogue palavras ao vento, converse atentamente com Deus, tenha concentração e peça sempre o batismo do Espírito Santo. Depois de louvar e bendizer aquele que é três vezes Santo, chegará a hora sublime, a hora de silenciar! Escute o que o Senhor fala na sua alma, adore Ele com seu coração, sinta a presença real desse Deus que nunca lhe abandona e se deixe apaixonar por Jesus.

A intimidade com Maria Santíssima.

A devoção a Virgem Maria é algo extraordinário, não teve um santo que não fosse devoto da Virgem Maria, pois se do seu ventre nasceu o Santo dos Santos, é claro que toda sua descendência será também gerada por ela (S. Luiz Maria G. Montfort). Maria é a mãe do Santíssimo Sacramento, é a mãe da Igreja, e a mãe dos filhos de Deus, mãe dos apóstolos (Jo. 19,26-27), a mulher de pentecostes (At. 1,14) a mãe do meu Senhor (Luc. 1,43) aquela que pisou na cabeça da serpente, satanás (Gen 3,15) e também será aquela que lhe ensinará a ser santo, pois o próprio filho do Altíssimo foi criado por Ela, educado por Ela e era submisso a Maria Santíssima (Luc. 2,51).

A verdadeira devoção a Virgem Maria consiste em imitar suas virtudes, pois foram as virtudes de Maria que agradaram o coração de Deus. Testemunhamos que depois que nos apaixonamos pela Virgem Maria, nossa vida espiritual começou a ter mais sentido, como Maria me aproxima de Jesus cada dia mais, Maria nos ensinou a amar a igreja, a amar os sacramentos, principalmente o sacramento da comunhão, a ter gosto pela santa missa, a ter prazer pelas coisas de Deus e pela santidade. E é na recitação do Rosário que temos encontrado a força necessária para fugir do pecado e das paixões da carne. Ó Maria Santíssima como é bom ser todo seu, pois sendo todo seu seremos completamente de Jesus. Aconselhamos você comprar o livro “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria” de S. Luiz Maria G. Montfort, onde poderá se consagrar a mãe de Deus de uma maneira sublime e ser escravo de Jesus pelas mãos de Maria Santíssima. “Por fim, meu Imaculado coração TRIUNFARÁ!" (N.S. de Fátima)

Vale dizer ainda, que o caminho da santidade é estreito (Mat 7,13), e diário, mas é nele que encontramos a verdadeira felicidade. Como seria bom se tivéssemos começado já na infância nosso caminho de santidade, porém, nunca é tarde para começar, não importa sua idade ou como você se encontra nesse momento, Deus te chama para começar a viver a santidade a partir de hoje e obter uma intimidade extraordinária com Ele.

Lembre-se que no meio do caminho teremos dificuldades, pois os que querem seguir a Jesus piedosamente haverão de sofrer perseguições (II Tim. 3,12), contudo Jesus nos consola dizendo que "no mundo havereis de ter muitas aflições, mais coragem eu venci o mundo” (Jo. 16,33).

Bem vindo ao exército de Cristo. Que o Senhor te ilumine.


Rafael de Paula
e-mail: regina-apostolorum_rafael@hotmail.com
RJ - 26/04/2010