Exorcismo

Padres Exorcistas explicam

Consagração a Virgem Maria

Escravidão a Santissima Virgem, Orações, Devoção

Formação para Jovens

Espiritualidade, sexualidade, diverção, oração

12 de abr de 2011

Relativismo moral favorece a difusão do satanismo entre jovens, afirma perito.


O perito em satanismo, Carlo Climati, denunciou que “a cada dia aumenta o número de jovens que se declaram seduzidos pelo diabo e a magia negra” com a ilusão de viver uma vida sem regras seguindo um “anjo rebelde”.

Em uma entrevista concedida no dia 5 de abril ao grupo ACI em Roma, Climati explicou que o satanismo “destrói aqueles valores universais que estão escritos no coração de cada ser humano”; cria confusão e “uma espécie de sociedade ao revés, onde o bem vira o mal e o mal vira o bem”.

Ele considerou que os jovens confundem o diabo com um “anjo rebelde”, e se deixam capturar “pela ilusão de uma vida aparentemente livre, sem regras”, por uma liberdade enganosa que os leva “a um estado de dependência e de escravidão”.

A moda satânica e do esoterismo se estende por todo mundo, “infelizmente, a sociedade moderna está com freqüência dominada pelo relativismo moral e isto favorece a difusão do satanismo”.

Climati explicou que freqüentemente, os jovens são “vítimas de uma solidão terrível, da incomunicação e de situações familiares difíceis”, e encontram no esoterismo uma “solução fácil e imediata para os seus problemas”, e o confundem com um jogo. “Nos últimos anos os jovens sofreram uma espécie de lavagem de cérebro que os empurra a não ter medo do mundo do ocultismo”, indicou.

O autor explicou à ACI Prensa que certa “música rock pode ser considerada ‘diabólica’ ou anti educativa”, e pode resultar “uma ponte entre o adolescente e o culto ao diabo”.

O “rock satânico”, disse, “reconhece-se facilmente pelos textos violentos e anti-cristãos”, e “pelas capas dos CDs que oferecem imagens sanguinárias e blasfemas”, disse o perito.

Do mesmo modo, considerou que a Internet e o meios de comunicação são freqüentemente perigosos para os “jovens psicologicamente frágeis”, que se divertem praticando “ritos que inventam depois de ter navegado na Internet ou depois da leitura de qualquer livro esotérico”, “infelizmente, às vezes, pode-se chegar a cometer atos de violência ou assassinato”.

Climati é responsável pelo escritório de imprensa do Ateneu Pontifício Regina Apostolorum, e recentemente participou do curso ”Exorcismo e oração de libertação”, celebrado em Roma com o patrocínio da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos e da Congregação para o Clero.

No curso se deu a jovens sacerdotes ferramentas para que apóiem as famílias e diferenciar entre um modo rigorosamente científico o exorcismo como tema espiritual e teológico do fenômeno do satanismo, vinculado a aspectos mais sociais.


Fonte: comshalom.org

Mais de 60.000 espanhóis se opõem à “anti-procissão atéia” da Quinta feira Santa.

Vejam nesta notícia o que as filosofias de Nietsche, Karl Marx, Sartre e tantos outros pensadores ateus estão fazendo como a sociedade.


O homem moderno tem uma imensa dificuldade de acreditar em Deus, por que se Deus existe, eles já não serão mais deuses.


Temos que rezar e fazer penitencia em reparação. Frente a estas atitudes recordo-me do Evangelho de São Lucas, no capítulo 19 v. 41 e 42 que diz:



41 quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: 42“Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos!

Louvado seja Deus pelos 60.000 fiéis, que estes gestos se repitam no Brasil nos momentos oportunos.

Confira a notícia:

O jornal espanhol La Razón informou que mais de 60 000 pessoas já assinaram um pedido dirigido à nova delegada do Governo de Madrid, Dolores Carrión, para que proíba a “procissão atéia” convocada para a quinta-feira Santa na capital espanhola.


A plataforma cidadã HazteOír.org advertiu que os organizadores expressaram seu desejo de ofender os fiéis. O porta-voz do grupo chamado Ateus em Luta disse a uma emissora de Rádio que sua intenção é “castigar a consciência católica”.


Um pôster que promove o ato informa que a marcha recorrerá ruas cujos nomes foram tomados da tradição cristã.


Embora um pôster que convoca ao ato, assegura que participarão agrupamentos como “a Irmandade da Santa Pedofilia” e “a confraria do Papa do Santo Latrocínio”, a Associação Madrilenha de Ateus e Pensadores Livres, que figura entre os organizadores do evento, assinalou ao jornal La Razón que não se responsabilizam pelo pôster.




Fonte: comshalom.org

Vão desarmar o Capeta!


E olha que quando falo o "Capeta", não estou fazendo referência ao ensinado pelos cristãos, hein?!

Abaixo, o vídeo do referendo de 2005 explicando sobre o porquê NÃO desarmar o povo de bem.




Está claro: a criminalidade não vem de quem porta armas legais, mas sim, compradas ilegais, do tráfico. Desarmem o Capeta, mas o povo de bem, com direito a se defender, não!

Só pra constar: em 2005 nós decidimos que NÃO queríamos o desarmamento. Agora, mais do que nunca, é que não a queremos mesmo!