15 de abr de 2010

As três dimensões do amor




Deus veio atrás de mim, agora cabe a mim perseguir o amor do Senhor. A ociosidade na nossa vida espiritual nunca nos permitirá desfrutar da graça poderosa do amor de Deus. O Senhor vem, mas nós precisamos ir ao encontro d'Ele. Triste dos católicos que não conhecem os escritos sagrados. São Tomás de Aquino escreveu belas coisas sobre Jesus e o Senhor lhe perguntou o que ele queria em troca, e este respondeu: “Nada, o seu amor me basta”. Ao termos Jesus, consequentemente teremos tudo.

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo” (São Mateus 6,33).

As pessoas precisam nos olhar e ver que temos um amor profundo por Jesus. O que converte não são nossas belas palavras, mas sim nossos exemplos. Nós precisamos mostrar a este mundo que a única esperança está no Senhor e nas pessoas que O amam acima de qualquer coisa. Neste tempo em que se atacam tanto os sacerdotes é lindo ver um padre que adora ao Senhor. Não busquemos os próprios interesses. Nosso coração tem que ser apaixonado por Jesus. Deus precisa de homens e mulheres que levam Seu amor no trabalho, na faculdade, no seu dia a dia.

Nada é mais iníquo ao amor do que o dinheiro. O que mais importa é o nosso amor a Deus. Nós não podemos servir a Deus e ao dinheiro. Não acreditem em falsos profetas! O verdadeiro amor a Jesus se manifesta no próximo.

Jesus disse a Santo Agostinho: “Eu sou o alimento dos grandes. Cresce e me comerás. Não me mudarás em ti como o alimento de teu corpo, mas tu te mudarás em mim”. Isso é o que experimentamos quando vivemos a Eucaristia. O amor ao próximo, como Cristo nos pediu, é mandamento, não é pedido. Nós que somos da santa Igreja Católica Apostólica Romana temos de bater no peito e dizer que a nossa identidade é o amor. Ame a ponto de dar a vida pelo outro. Gente, é tão bom ser amado, é tão bom amar!

"O amor ao próximo, como Cristo nos pediu, é mandamento, não é pedido"
Foto: Wesley Almeida

Existem muitos exemplos de santos da Igreja que amaram demais, como madre Teresa de Calcutá. Ela recebeu um convite para visitar o Papa e quando estava indo encontrou um sofredor de rua e foi socorrê-lo. Ela viu que este precisava de carinho, amor e atenção e o levou ao hospital para que fosse cuidado. Por isso, ela não conseguiu visitar o Santo Padre, então telefonaram a ela perguntado por que não tinha ido visitar o representante de Cristo. E ela respondeu: “Às vezes, nós temos que deixar de ir visitar o representante de Cristo para cuidar do próprio Cristo”. Isso é amor.

O amor também está nas coisas pequenas. Não podemos guardar pequenos ressentimentos. Não é a intensidade de obras que fazemos que vale, mas sim a quantidade de amor que colocamos em cada uma delas. O amor tem uma força inacreditável; amor é coisa concreta. Nós precisamos viver isso na Igreja, é lindo o amor entre os cristãos. Amor é doação, é sacrifício, é morte de si mesmo. A nova civilização do amor é esperança para a humanidade. Renuncie à magoa, ao ressentimento e ao ódio!

“O amor é paciente, é benfazejo; não é invejoso, não é presunçoso nem se incha de orgulho; não faz nada de vergonhoso, não é interesseiro, não se encoleriza, não leva em conta o mal sofrido; não se alegra com a injustiça, mas fica alegre com a verdade. Ele desculpa tudo, crê tudo, espera tudo, suporta tudo” (I Coríntios 13,4-7).

"Não é a intensidade de obras que fazemos que vale, mas sim a quantidade de amor que colocamos em cada uma delas"
Foto: Wesley Almeida

Olhamos para o mundo e, muitas vezes, pensamos: “Já era!”, mas já era coisa nenhuma! Se você se posicionar com Deus Ele vai se posicionar com você, é possível fazer algo, sim! Ame acima de tudo!

Transcrição e adaptação: Pollyana Fonseca

Alberto Neves (jeacontabilidade@terra.com.br) / Ponta Porã-MS - Brasil
Parabéns pela palestra! Se tivéssemos jovens de garra e fibra igual ao Anderson, nosso caminho seria com menos dificuldades, uma vêz que os jovens são a nossa grande preocupação, pois o mundo lhes oferecem coisas "fantásticas" aos olhos dos homens. Porém, coisas que não nos leva a Deus. Vamos ter que trazê-lo (Anderson) um dia em Ponta Porã-MS, e vc dar esta sacudida na rapaziada que amamos tanto. Deus lhe conserve assim, Alberto Neves  


Pe. Martinho Maria / São Paulo-SP - Brasil
Caríssimo, fico muito feliz de ver a clareza na tuas palavras. Isso demonstra o caminho que você tem percorrido e sobretudo a disposição que você tem apresentado ao Senhor em querer viver o Seu Evangelho e testemunhá-Lo na praticidade do teu dia-a-dia. Portanto, coragem e perseverança! Te quero bem!

5 comentários:

  1. Que Deus lhe abençoe e continue lhe dando labios de Proféta.

    Dominus Tecum

    ResponderExcluir
  2. muito boa essa pregação e que DEUS possa fazeer com todos os eleitos o mesmo que fez com Paulo
    de perseguidor ser o maior evangelista do mundo ;
    Deus possa levantar vazos de honra profeta de verdade que não tire o medicamento dos pascientes que é a palavra de DEUS

    Deus abençõe o mundo .

    ResponderExcluir
  3. o meu amado ANDERSON deposi que me converti no caminho de DEUS....
    voce tem sido minha fonte de luz graças a vc atreves do ESPIRITO SANTO que age em ti ja sito ate um veissiculos biblicos ej fasso algum dicipulos graças a JESUS..
    obrigaduuu parabens continui assim JESUS te ama uma frase sua linda catolico ingnorante futuro protestante ...catolico com a virjen MARIA profetasdo novo dia o gloria ....te amo irmao ....t cuida

    ResponderExcluir
  4. obrigado pelo afeto que nos tem mostrado Deus abençoe muito a sua vida tambem abraço mariano pax

    ResponderExcluir
  5. Pax et bonum!!
    E, como esse fator predominante do evangelho tem
    que ser pregado, em uma época em que o fundamento
    da palavra que é o amor esta sendo perdido, e sendo
    introduzidas fabulas e teologias de riquezas fugindo
    do dom maior que é o amor.
    A nossa teologia não é a da prosperidade, a nossa
    teologia é a Cruz é a do amor.
    Deus abençoe por essa pregação.

    ResponderExcluir