5 de nov de 2010

Comece hoje sua preparação para consagrar-se à Virgem Maria

05 de Novembro: início da preparação para a CONSAGRAÇÃO TOTAL!


Amigos,

O inferno treme ao ver grupos, em todo o Brasil, prepararem-se para realizar, junto conosco, no dia 08 de Dezembro próximo (solenidade da Imaculada Conceição), a CONSAGRAÇÃO TOTAL a Santíssima Virgem, segundo a proposta de S. Luis Maria Montfort no maravilhoso "Tratado da Verdeira Devoção a Santíssima Virgem".

O Santo Sacrifício da Missa, no dia 08 de Dezembro, onde as Consagrações serão feitas (ou durante, ou imediatamente após a Missa) será celebrada pelo Pe. Paulo Ricardo.

Os 33 dias de preparação, portanto, iniciam-se esta semana, no dia 05 de Novembro!

Não tenho dúvidas que será um grande período de graça e "kairós" para todos nós, para também de muito combate espiritual, com essas últimas semanas já tem sido, de forma até surpreendente, para nós que estamos a frente desta Campanha.

A cada dia, deverão ser feitas as orações propostas por São Luis, que são orações simples que podem ser feitas em poucos minutos, mas com uma intensão muito profundas.

As orações podem ser feitas individualmente, mas nos lugares em que estão havendo grupos de preparação, creio que seria de grande proveito, no sentido de fortalecermos uns aos outros, se os que puderem fizessem em grupo as orações (por exemplo, aqueles que se encontram na Missa diária, poderiam combinar de fazer as orações juntos, antes ou depois da Missa).

Retomamos uma eventual pergunta: Não li o Tratado ainda. Posso me Consagrar, ou iniciar os 33 dias de preparação, mesmo assim?

A nível geral, recomendo que NÃO se Consagre, e NEM MESMO que se inicie os 33 dias de preparação sem a leitura completa do Tratado, pois como se poderá preparar bem para a Consagraçao, sem a conhecê-la bem?

Além do mais, a Consagração é feita uma vez na vida, e portanto, é importante que se faça com esta preparação. Até porque a Consagração poderá ser feito em outro momento mais para adiante, após a leitura do livro.

Provavelmente organizaremos outros "arrastões" para a Consagração em grupos em outras datas; e a Consagração também pode ser feita de forma de isolada, em uma data à livre escolha da pessoa (por exemplo, dia 01 de Janeiro é data mariana, Solenidade de Maria Mãe de Deus).

Assim, recomendo que iniciem os 33 dias de preparação no dia 05 de Novembro somente aqueles que completaram a leitura do Tratado até o dia 04 de Novembro.

E ainda: "Falhei em algum exercício prático nos 33 dias ou no dia da própria Consagração, ou então cometi algum pecado mortal durante a preparação. Devo desistir de me consagrar no dia que propus?"

Recomendo, a nível geral, que NÃO desista, e faça Consagração!

Pois como dissemos, ela é um ato interior, NÃO depende necessariamente dos atos exteriores de preparação. O Demônio odeia a consagração, e poderá se utilizar de um escrúpulo nosso em não ter cumprido 100% a preparação para nos tentar a desistir de fazer. Por isso, recomendo que NÃO se desista por algumas falhas nesse sentido. No caso de uma queda em pecado mortal, que haja, evidentemente, arrependimento e se busque a Confissão o mais rápido possível.

Trazemos, abaixo, as orações para os primeiros 12 dias de preparação, dedicados para pedir o desapego do mundo (são do dia 05 de Novembro ao dia 16 de Novembro). Trazemos juntamente algumas palavras da Bíblia e de nossa Mãe Santíssima para contemplarmos nesses dias.

IMPORTANTE:

Pedimos que, aqueles que estão iniciando conosco esta preparação para fazer a Consagração no dia 08 de Dezembro, ou renovarem a Consagração junto conosco nesta data, principalmente os que são de outros lugares do Brasil ou do mundo, enviem os seus nomes para nós, MESMO AQUELES QUE JÁ ENVIARAM OS NOMES ANTERIORMENTE, pois agora estamos organizando um cadastro oficial, para os nomes serem entregues na Missa de 08 de Dezembro celebrada pelo Pe. Paulo Ricardo. Escrevam, então, para Fabrícia Rodrigues, que também está respondendo as dúvidas a respeito da Consagração e da preparação.



Abaixo, segue o material para a preparação, nos 12 dias pedindo o desapego do mundo.


No Jardim do Imaculado Coração da Santíssima Virgem,


Francisco Dockhorn, Seu indigno escravo por amor

-------

12 dias pedindo o desapego mundo





Para contemplar:

I Carta de São João, capítulo 3, v. 15-17:


"Não ameis o mundo nem as coisas do mundo. Se alguém ama o mundo, não está nele o amor do Pai. Porque tudo o que há no mundo - a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberbada vida - não procede do Pai, mas do mundo. O mundo passa com as suas concupiscências, mas quem cumpre a vontade de Deus permanece eternamente."


Nossa Mãe Santíssima em La Salette (França, 1846), aparição oficialmente aprovada pela Santa Igreja:


"Eu dirijo um urgente apelo à Terra: chamo os verdadeiros discípulos do Deus Vivo, que reina nos céus; chamo os verdadeiros imitadores de Cristo feito homem - o único e verdadeiro Salvador dos homens; chamo os meus filhos, os meus verdadeiros devotos, os que se deram a mim, para que eu os conduza ao meu Divino Filho - aqueles que eu levo, por assim dizer, nos meus braços; chamo os que viveram do meu espírito; chamo, enfim, os Apóstolos dos Últimos Tempos, os fiéis discípulos de Jesus Cristo, que viveram no desprezo do mundo e de si próprios, na pobreza e na humildade, no desprezo e no silêncio, na oração e na mortificação, na castidade e na união com Deus, no sofrimento, e desconhecidos do mundo. Já é hora de saírem e virem iluminar a Terra. Ide e mostrai-vos como meus filhos queridos. Estou convosco e em vós, desde que a vossa seja a luz que vos ilumine nesses dias de infortúnio. Que o vosso zelo vos torne como que famintos da glória fé e da honra de Jesus Cristo. Combatei, filhos da luz, vós, pequeno número que ainda tendes vista..."


Orações Diárias
(“Veni, Creator Spiritus” e “Ave Maris Stela”)


Vem, Espírito Criador (Veni, Creator Spiritus)

Vem, ó Criador Espírito,

As almas dos teus visita;

Os corações que criaste

Enche de graça infinita.

Tu paráclito és chamado,

Dom do Pai Celestial,

Fogo, caridade, fonte

Viva e unção espiritual.

Tu dás septiforme graça;

Dedo és da destra paterna;

Do Pai, solene promessa,

Dás força da voz superna.

Nossa razão esclarece,

Teu amor no peito acende,

Do nosso corpo a fraqueza

Com tua força defende.

De nós afasta o inimigo,

Dá-nos a paz sem demora,

Guiai-nos; e evitaremos

Tudo quanto se deplora.

Dá que Deus Pai e seu Filho

Por ti nós bem conheçamos

E em ti, Espírito de ambos,

Em todo tempo creiamos.

A Deus Pai se dê a glória

E ao Filho ressuscitado,

Paráclito e a ti também

Com louvor perpetuado.

Amém.

Enviai o vosso Espírito, e tudo será criado

E renovareis a face da Terra.

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, concedei-nos que no mesmo Espírito conheçamos o que é reto, e gozemos sempre as suas consolações. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.


Ave, Estrela do Mar
(Ave, Maris Stela)

Ave do mar Estrela,

De Deus Mãe bela,

Sempre Virgem, da morada

Celeste feliz entrada.

Ó tu que ouviste da boca

Do anjo a saudação;

Dá-nos paz e quietação;

E o nome de Eva troca.

As prisões a os réus desata

E a nós, cegos, alumia;

De tudo que nos maltrata

Nos livra, o bem nos granjeia.

Que os rogos do povo seu

Ouça aquele que, nascendo

Por nós, quis ser Filho teu.

Ó Virgem especiosa,

Toda cheia de ternura,

Extintos nossos pecados,

Dá-nos pureza e brandura.

Dá-nos uma vida pura,

Põe-nos em via segura,

Para que a Jesus gozemos,

E sempre nos alegremos.

A Deus Pai veneremos;

A Jesus Cristo também,

E ao Espírito Santo; demos

Aos três louvor. Amém.

____________________________________________

0 comentários:

Postar um comentário