20 de nov de 2010

O Papa e a Mídia

É o Papa falar e a mídia dá o SEU parecer, que nem sempre é o que, de fato, a Igreja disse.

Quando se fala em sexo/reprodução/união, a Igreja é muito clara: o sexo é dentro do casamento, pois cumpre o papel unitivo/procriativo. Por isso a Igreja é contra os métodos contraceptivos, reprodução assistida e aborto. Porque sexo e filhos são coisas próprias de um casamento. Simples assim.

Também é verdade que a Igreja entende que há casos em que o uso do anticoncepcional, por exemplo, pode ser lícito, como no tratamento de doenças no ovário e/ou útero. E ele será lícito enquanto existir para o tratamento. Após, seu uso volta a ser ilícito, porque já não há mais um motivo justo, e sim, injusto, que é impedir que os filhos desejados por Deus venham a este mundo.

Claro que nossa sociedade atual não compreende isto, haja vista viver sob o desejo carnal e sexual.Nossa sociedade está pior que bicho no cio. Por isso a Igreja sempre é alvejada por ataques infundáveis. Poucos compreendem sua preocupação com o bem-estar e a saúde como ela. Contudo, a verdade sempre vem à tona.

Edward Green, diretor do Projeto de Pesquisa e Prevenção da Aids da Escola de Saúde Pública de Harvard, disse à Revista Galileu que o Papa tem razão em instruir à Castidade ao uso de camisinhas, e o que serviu como exemplo foi Uganda, país onde a AIDS cresce absurdamente. Após a política de continência sexual, este país africano é o único onde os números diminuem ano após ano. E em resposta à desmoralização sexual , o  jornalista Peter Seewald lança um livro chamado "Luz do mundo: o Papa, a Igreja e os sinais do tempo", baseado em 20 horas de entrevistas com o atual Papa.

A mídia, é claro, já distorceu tudo. Afirmou, entre outras coisas, que o Papa vê moralidade na prostituição. Nada mais permissivo. Às vezes não sei se a mídia tem problemas sérios de análise discursiva, cognitiva, ou faz tudo de má fé mesmo.

O que importa é que o Papa NÃO DISSE ISSO.

Quer saber o que ele disse?

Clique aqui
.

Pax

0 comentários:

Postar um comentário