18 de jan de 2011

Cardeal Raymond Burke fala sobre aborto, missa tridentina, comunhão na mão!


http://pt.gloria.tv/?media=123760





Caros irmãos, estamos acompanhando uma grande apostasia da verdade no seio da Igreja Católica, muitos sacerdotes e bispos, estão se omitindo nas questões relativas a vida, a verdade evangélica, ao aborto, a política, e a doutrina, parece até que estamso vendo a nossa Igreja dividida em duas, uma em comunhão com Pedro e outra em comunhão com satanás, mas em contra partida, vemos vozes que se levantam em comunhão com o Santo Padre o Papa Bento XVI, pastores estes que não se venderam ao cisma da corrupção política e a spostasis em nome das comodidades, pastores estes que tem apoenas um compromisso: "Cristo"!

Quero postar o vídeo da entrevista do Em.mo Raymond Leo Cardeal Burke, Prefeito do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica no Vaticano "A Corte Suprema", que com muita clareza toca nos assuntos mais pertinetes dos dias de hoje, o Aborto, a Santa Missa Tridentina e a Comunhão de joelhos e na mão, assim darei apenas algumas referências que trás o vídeo da entrevista ( que poderá ser assistido clicando no link:http://nossasenhorademedjugorje.blogspot.com/2011/01/importante-entrevista-com-o-cardeal.html ).

Sobre a realidade do aborto diz o Cardeal:

"(...)Aborto é tirar a vida desde o início de um ser indefeso. Ouvimos atualmente definições do aborto como interrupção de uma gravidez ou remoção do embrião. As pessoas pararam de pensar que se trata de uma vida humana. De fato, eu visitei recentemente uma clínica destinada à grávidas nos Estados Unidos que ajuda jovens mulheres a seguir com suas gestações até o final e o diretor me disse que quando eles mostram à essas jovens o ultra-som do bebê dentro do útero, elas decidem imediatamente a ter o bebê. Isso parece incrível. Mas essas mulheres disseram ao diretor que não haviam percebido que se tratava de uma vida humana...(...)"

Sobre os Bispos diz ele:

"(...)Frequentemente os bispos ficam em silêncio com a alegação de que o ensino sobre o aborto é uma crença peculiar da Igreja Católica Romana e que, portanto, os bispos estão errados em entrar nesse tipo de discussão em público. O fato que importa é que estamos tratando da vida de um ser humano e as leis da moralidade estão escritas no coração de cada ser humano. Os Bispos não apenas tem o direito de fazer esse discurso em público como também em insistir pelo bem comum, que é garantido em primeiro lugar, ao respeito pela própria vida humana, mas eles tem o compromisso com relação à santificar o mundo. A igreja é chamada para a servir, salvar e para anunciar esta verdade moral(...)."

Sobre a Missa Tridentina (Forma Extraordinária) do Missal Romano, diz o Em.mo Cardeal Burke:

(...)hoje como também foi no passado o que retorna praticamente aos tempos de Papa Gregório o grande e desta maneira o que vai enriquecer a adoração, a perfeita adoração de toda igreja é a celebração da Missa Tridentina de acordo com o Missal Romano e esta é a minha esperança e eu nunca tinha visto os sinais, os sinais reais para esta esperança e através da celebração da Missa Tridentina ocorrerá um enriquecimento mútuo e próprio da forma extraordinária e da forma ordinária e eu estou esperando que com o tempo nós vamos achar um caminho para a reforma da ordem de endereçar o que o Papa Bento XVI também já endereçou aqueles abusos que aconteceram após o Concílio Vaticano II (...)."

Sobre a forma como a comunhão é distribuída na igreja diz o Sr. Cardeal:

"(...) Recentemente o Santo Padre em São Pedro está distribuindo a Santa Comunhão na boca. Esta forma tem sido preferida, recentemente, nas Missas Papais como um hino de comunhão. (...) Com este exemplo o Santo Padre está dando uma lição muito clara a respeito dos fiéis receberem a comunhão diretamente na boca (...)."

Os tópicos acima citados dão apenas uma ampla perspectiva do que disse o Em.mo Cardeal, contudo aconselho todos a asistir o vídeo traduzido, para aprofundarem nos assuntos tratados.

Quero também ressaltar que somos chamados a "ser Igreja", unidos ao santo Padre, todos aqueles Bispos, Cardeais, Arcebispos, e Sacerdotes, que não professam a unidade com o Papa, e dizem o que "acham e o que pensam", nós não devemos seguí-los, pois são falsos pastores.

Deixo um abraços fraterno a todos e com ele a minha bênção sacerdotal:

"Por intercessão de Maria Rainha da Paz, abençõe-vos o Deus todo poderoso: "Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo!". Amém!

Pe. Mateus Maria, FMDJ
Prior do Mosteiro Menino Jesus

1 comentários:

  1. Salve Maria !!!

    A Santa Missa Tridentina que benção !!!!

    Para quem não conhece!

    http://missatridentina.com.br/

    ResponderExcluir