23 de abr de 2011

Sábado Santo: Solenidade de Nossa Senhora

“Voltou tão triste a aflita e pobre Mãe, que todos os que A viam, d'Ela se compadeciam e choravam” (São Bernardo)

"Um grande silêncio reina hoje sobre a terra; um grande silêncio e uma grande solidão. Um grande silêncio, porque o Rei dorme; a terra estremeceu e ficou silenciosa, porque Deus adormeceu segundo a carne e despertou os que dormiam há séculos. Deus morreu segundo a carne e acordou a região dos mortos." (De uma antiga homilia de Sábado Santo)
 
Virgem dolorosa,

que aflita chorais!

Virgem magoada,

Bendita sejais!


Ó Mãe dolorosa,

que aflita chorais,

repleta de dores,

Bendita sejais!

Que duras espadas,

que duros punhais!

ferem Vosso peito,

Bendita sejais!

Que espada pungente

vós experimentais,

que o peito vos vara

Bendita sejais!


As dores futuras,

já Vós suportais!

Nós somos a causa,

Bendita sejais!



* * *


Bendita sejais, Mãe do Redentor!

Por Vossa tão grande dor!
 
 
 
 
Fonte: Blog Saúde da Alma
_______________
 
Contemple as dores da Virgem Santíssima rezando a Coroa das Sete dores, que está logo abaixo.

0 comentários:

Postar um comentário