23 de jul de 2011

“Nossa Senhora do Crack” em rua da Cracolândia Paulista surpreende.

À frente de um fundo azul, a imagem de Virgem Maria feita de gesso tem adornos dourados. A escultura, que seria muito comum dentro de uma igreja, está numa espécie de altar instalado na região da cracolândia (centro). A nova santa da cidade é a “Nossa Senhora do Crack”.

A espécie de padroeira dos viciados foi montada ontem pelo fotógrafo e artista plástico Zarella Neto, 33, na rua Apa, em Santa Cecília.

Assim que a santa foi colocada, viciados pegaram seus cachimbos e começaram a usar a droga ali mesmo.

Obra do artista plástico Zarella Neto, que utiliza imagem de Nossa Senhora na rua Apa, na cracolândia, em SP
Se o fundador da doutrina comunista, o alemão Karl Marx, costumava reproduzir a frase “religião é o ópio do povo”, Neto juntou droga e fé no mesmo contexto artístico.

“Resolvi democratizar a santa. Ninguém enxerga essas pessoas. Elas merecem proteção. Sou cristão e a santa é do povo”, disse Neto, que nasceu e cresceu no bairro.

A fachada de uma casa abandonada foi o ponto escolhido para a obra, bem em frente à calçada onde viciados se juntam todos os dias.

Para iluminar a inscrição dourada com o nome da santa, Neto puxou a energia elétrica do imóvel onde funciona seu estúdio, perto dali.

Na tarde de ontem, moradores e trabalhadores da região paravam para olhar a obra. “Achei bonito, mas batizar a santa assim é um pecado”, afirmou o serralheiro Ednaldo da Silva, 30.

O arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, elogiou a iniciativa e disse que não existe profanação na obra.

“Vi e fiquei comovido. O drama dos dependentes químicos não pode nos deixar indiferentes. São humanos, são irmãos, são filhos de Deus. Nossa Senhora do Crack, rogai por eles e por nós também!”, disse Scherer.

Folha de São Paulo

Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/

1 comentários:

  1. Vejo que até mesmo os dependentes químicos amam a Virgem Maria, não vejo na atitude deles algo profano, pois ela é tambem a mãe de todos os drogados, não sómente daqueles que usam o crack, mas todas as outras drogas, vejo que eles pelo menos reconhecem o amor de uma bondosa mãe, falo isso, pois vejo uma certa frieza nos jovens de minha cidade em relação a Fé e olha que nem um deles usam droga, se é que a cerveja ou outra bebida alcoolica seja lícita, pra mim bebida alcoolica é sim uma forma de droga, que tambem destroi a família e tambem a moral do individuo dentro da sociedade

    ResponderExcluir