3 de nov de 2011

Jovens protegem a catedral de Bariloche contra vandalismo de marcha feminista

Cristofobia, Cristianofobia, Argentina, Encontro Nacional de Mulheres, Encuentro Nacional Mujeres, Catedral, Católicos, Abortistas, Bariloche

Edson Carlos de Oliveira

Arruaça, vandalismo, violência e pichações são a marca tradicional do Encontro Nacional de Mulheres que se realiza todos os anos na Argentina.

Várias pichações de teor blasfemo

Em 2011, nos dias 8, 9 e 10 de outubro, foi a vez da cidade de San Carlos de Bariloche sofrer as depredações que ocorrem com a marcha que finaliza o encontro feminista.

A Comissão Organizadora solicitou que a marcha não passasse em frente à catedral, mas formalidades só possuem efeitos em pessoas civilizadas, e às 19h as manifestantes tomaram o rumo da igreja, no momento em que o Bispo local, Mons. Fernando Maletti, estava celebrando uma missa. As portas foram fechadas e várias pessoas se colocaram em frente à catedral para rezar o terço e impedir a depredação da igreja que, ainda assim, teve suas paredes laterais pichadas com frases como “Deus no” e outras de teor blasfemo referentes a Jesus Cristo, Nossa Senhora e a Igreja.

Segue abaixo alguns vídeos e fotos do evento:

Minutos antes do choque entre feministas e católicos:

Defesa da catedral (infelizmente não há vídeos melhores):

Vídeo da ACI:

Fotos

3 comentários:

  1. que treva ...o fim dos tempos ta ai vamo lutar com muita oração e rosarios para que o demonio seja dissipado para o inferno

    ResponderExcluir
  2. catolicos contra o feminismo....e a favor da vida ...vamos juventude sejais santos porque eu o teu senhor sou santo....

    ResponderExcluir
  3. Boa noite pessoal. Posso dar uma sugestão? Abordem mais sobre o ateísmo. Tenho focado muito sobre isso no meu site e o bicho tá pegando. Os ateus querem me comer vivo já!

    Focalizem nessa questão pq hoje o ateísmo é o que mais cresce. E infelizmente os cristãos se deixam levar pelos argumentos falhos (falaciosos) dos ateus.

    Abraços

    ResponderExcluir