31 de dez de 2011

Os gays e a Bíblia - FREI BETTO

Este Texto foi extraido do próprio site deste cidadão, frei Beto, e está sendo publicado aqui no blog para que os verdadeiros católicos, nós que batalhamos ao lado da Santa Madre Igreja, obedecendo a Doutrina sendo fiéis ao Magistério, acatando as diretrizes da Santa Sé em favor de Deus, possamos estar informados com o que os inimigos da Igreja, os hereges, escrevem e falam por aí, tentamos através de postagens desse teor alertar os católicos menos informados, e denunciamos toda obra do inimigo contra Deus e sua Santa Madre igreja

"É no mínimo surpreendente constatar as pressões sobre o Senado para evitar a lei que criminaliza a homofobia. Sofrem de amnésia os que insistem em segregar, discriminar, satanizar e condenar os casais homoafetivos. No tempo de Jesus, os segregados eram os pagãos, os doentes, os que exerciam determinadas atividades profissionais, como açougueiros e fiscais de renda. Com todos esses Jesus teve uma atitude inclusiva. Mais tarde, vitimizaram indígenas, negros, hereges e judeus. Hoje, homossexuais, muçulmanos e migrantes pobres (incluídas as “pessoas diferenciadas”...).

Relações entre pessoas do mesmo sexo ainda são ilegais em mais de 80 nações. Em alguns países islâmicos elas são punidas com castigos físicos ou pena de morte (Arábia Saudita, Irã, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Nigéria etc). No 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 2008, 27 países-membros da União Europeia assinaram resolução à ONU pela “despenalização universal da homossexualidade”.

A Igreja Católica deu um pequeno passo adiante ao incluir no seu catecismo a exigência de se evitar qualquer discriminação a homossexuais. No entanto, silenciam as autoridades eclesiásticas quando se trata de se pronunciar contra a homofobia. E, no entanto, se escutou sua discordância à decisão do STF ao aprovar o direito de união civil dos homoafetivos.

Ninguém escolhe ser homo ou heterossexual. A pessoa nasce assim. E, à luz do Evangelho, a Igreja não tem o direito de encarar ninguém como homo ou hetero, e sim como filho de Deus, chamado à comunhão com Ele e com o próximo, destinatário da graça divina.

São alarmantes os índices de agressões e assassinatos de homossexuais no Brasil. A urgência de uma lei contra a violência simbólica, que instaura procedimento social e fomenta a cultura da satanização.

A Igreja Católica já não condena homossexuais, mas impede que eles manifestem o seu amor por pessoas do mesmo sexo. Ora, todo amor não decorre de Deus? Não diz a Carta de João (I,7) que “quem ama conhece a Deus” (observe que João não diz que quem conhece a Deus ama...).

Por que fingir ignorar que o amor exige união e querer que essa união permaneça à margem da lei? No matrimônio são os noivos os verdadeiros ministros. E não o padre, como muitos imaginam. Pode a teologia negar a essencial sacramentalidade da união de duas pessoas que se amam, ainda que do mesmo sexo?

Ora, direis, ouvir a Bíblia! Sim, no contexto patriarcal em que foi escrita seria estranho aprovar o homossexualismo. Mas muitas passagens o subtendem, como o amor entre Davi por Jônatas (I Samuel 18), o centurião romano interessado na cura de seu servo (Lucas 7) e os “eunucos de nascença” (Mateus 19). E a tomar a Bíblia literalmente, teríamos que passar ao fio da espada todos que professam crenças diferentes da nossa e odiar pai e mãe para verdadeiramente seguir a Jesus.

Há que passar da hermenêutica singularizadora para a hermenêutica pluralizadora. Ontem, a Igreja Católica acusava os judeus de assassinos de Jesus; condenava ao limbo crianças mortas sem batismo; considerava legítima a escravidão;e censurava o empréstimo a juros. Por que excluir casais homoafetivos de direitos civis e religiosos?

Pecado é aceitar os mecanismos de exclusão e selecionar seres humanos por fatores biológicos, raciais, étnicos ou sexuais. Todos são filhos amados por Deus. Todos têm como vocação essencial amar e ser amados. A lei é feita para a pessoa, insiste Jesus, e não a pessoa para a lei."


FREI BETTO é escritor dominicano que atenta contra a Sã Doutrina

http://www.freibetto.org/index.php/artigos/85-os-gays-e-a-biblia

7 comentários:

  1. Os artigos deste "frei" são imundos. Porque este simulacro de padre não foi excomungado ainda? Porque os senhores bispos silenciam diante de tanta heresia? Porque os superiores deste Herege não tomam uma atitude administrativa e o extirpam da ordem? Ele não é intelectual coisa nenhuma! Ele não está á serviço de Deus e da Igreja! Nunca esteve! Ele somente está á serviço do PT.

    ResponderExcluir
  2. Na verdade, rafael, o frei já tem a excomunhão automática graças às suas atitudes anticatólicas e antibíblicas.

    Logo, não há a necessidade de o Bispo ou o Papa ler uma excomunhão.

    O fato de apoiar publicamente e incitar o aborto e o casamento homossexual, como padre, já o fazem excomungado.

    E ele sabe disso, viu? Ele só se faz de sonso...

    ResponderExcluir
  3. Prezados,

    Esse que se diz "frei" é louco, ou debochado. Apostata eu sei que ele é. Como ele pode confundir Ágape com Eros? Que insanidade. O amor pregado na Bíblia, Ágape, é muito diferente do amor incitado por esse "frei", que é o amor carnal, Eros. Como ele pode dizer que a restição ao homosexuealismo é atual e não do "tempo" de Jesus, se na própria Palavra já é citada essa restrição, ou melhor, essa condenação? (I cor 6, 9 e Lev 18, 22, esse último do antigo testamento, ou seja antes da vinda de Jesus)

    Quem está falando em homofobia são os próprios homosexuais para criar uma imagem de coitadinhos e tentar empurrar goela abaixo essa lei edionda. Quem foi que disse que nós Católicos não os aceitamos como são? Olhem para as nossa comunidades, não temos restrição nenhuma contra eles, são muito bem acolhidos e orientados a deixar tais práticas. Pregamos e aceitamos o conceito do amor Ágape. Esse senhor que se diz "frei" sabe muito bem disso. Nós também abominamos as agressões cometidas contra essas pessoas, afinal são filhos de Deus, desorientados e indecisos com relação a sua sexualidade, mas filhos de Deus e assim como temos que ter zelo por toda a criação também não devemos feri-los, temos o dever de acolhe-los e orienta-los a uma vida cristã plena e dígna.

    Abominamos uma prática, que além de ir contra a própria natureza vai contra a palavra de Deus, assim como abominamos outras práticas como assasinato, roubo, estupro, aborto, entre outras, mas não deixamos de acolher os praticantes e de orientá-los a uma vida cristã.

    Bem observado pela Evelyn sobre sua excomunhão, a Igreja nem precisa se pronunciar a respeito disso, é automática.

    Paz e bem a todos que Deus vos abençõe e que Maria santíssima vos cubra com seu manto sagrado.

    ResponderExcluir
  4. O que esperar de alguém que se prostitui com dinheiro do Governo?

    Eles sabe que está excomungado automaticamente, porém se faz de sonso porque o dia em que sair da Igreja ("oficialmente") deixa de ter interesse para o governo que daí o que eles vão fazer com esse "projeto de frei"? cortar a ração!

    malditas sejam as palavras desse falso frei!


    Paz e bem!

    ResponderExcluir
  5. Caros amigos moderadores do Blog, um post deste não é nem digno nem de ser postado, pois este Senhor da nojo, é um verdadeiro apostata! Quantos pessoas utilizam suas idéias beseadas nas ideias deste senhor, e as utilizam como se fossem palavras da Santa Igreja! Como este homem pode ser considerado FREI!

    ResponderExcluir
  6. vocês estão certos! O "frei" usa deste nome para enganar os tolos e os inocentes. Mas o Senhor já disse: "eles já receberam a sua recompensa"!

    Triste é saber que muitos, muitos mesmo, usam da sua artimanha para enganar tantos outros.

    Temos que fazer o que Nossa Senhora disse em Fátima: orar e penitenciar pelos sacerdotes.

    ResponderExcluir
  7. Willy Robson
    Amigo querido, eu postei isso no blog não para promover esse herege e sim para que os católicos saibam o que esse cidadão tem feito contra o Reino de Deus. Pois está cheio de "catolicos" defendendo esses lobos.

    ResponderExcluir