21 de fev de 2012

Quaresma: prenúncio pascal!

«A Quaresma é como um longo retiro, durante o qual entrar de novo em si mesmo e escutar a voz de Deus, para vencer as tentações do Maligno. Um tempo de combate espiritual que se deve viver juntamente com Jesus, não com o orgulho e presunção, mas usando as armas da fé, isto é a oração, a escuta da Palavra de Deus e a penitencia. Desta maneira poderemos chegar a celebrar a Páscoa na verdade, prontos a renovar as promessas do nosso Baptismo. Que a Virgem Maria nos ajude para que, guiados pelo Espírito Santo, vivamos com alegria e com fruto este tempo de graça.»

(Bento XVI – Angelus de 21/02/2010)
 
 Iniciaremos nesta Quarta-feira de Cinzas a Quaresma. 
Este tempo litúrgico importante para a Igreja trata-se de um prenúncio pascal. Prenúncio significa "anúncio de coisas futuras". Significado que, para mim, está inteiramente ligado a este tempo de jejuns e penitências. É que durante estes quarenta dias, nos preparamos para a Festa das festas: a Páscoa. Para um cristão, a Páscoa é o momento mais sublime, pois vivemos e revivemos nela a alegria e a certeza da nossa salvação. 
Contudo, muitos de nós não vivemos a Quaresma em seu verdadeiro sentido. Aproveitamos este tempo para fazermos dietas ou bancarmos os religiosos que não somos. Pior: época de guardar dinheiro para a bacalhoada da Sexta-feira Santa. Este, definitivamente, não é o verdadeiro sentido deste tempo precioso, que é o de nos aproximarmos ainda mais do Salvador, revendo a nossa história, rejeitando nossa vida de pecado e, ao morrer com o Senhor na Sexta-feira Santa, ressuscitarmos com Ele renovados, transformados, homens novos.
Aproveite bem este tempo. Lembre-se que é pó e voltará ao pó! Converta-se e creia no Evangelho! Esta pode ser sua última Quaresma. Por que não vivê-la bem?
Procure confessar-se neste tempo. A Igreja pede que nos confessemos ao menos para a Páscoa, dada a importância desta festa. Faça um verdadeiro exame de consciência nestes quarentas dias. Atente-se também à Palavra de Deus. Leia as passagens que são próprias deste tempo e medite-as com a Igreja. Procure ir à Santa Missa pelo menos aos domingos. Reze o Santo Terço e também a Via Sacra. Jejue e faça penitências. E não saia por aí dizendo que está fazendo tudo isso para se aparecer aos outros. Faça isso  para mudar a sua alma.
 Teremos a Páscoa que merecemos. E isto poderá depender (e muito!) da Quaresma que vivermos.
Uma Santa Quaresma a todos.
Salve Maria.

2 comentários:

  1. Com toda certeza, necessitamos em quanto cristãos dar uma atenção toda especial para esse período quaresmal que viveremos, é preciso que paremos para refletir sobre nossa vida, nossa missão como batizados e precisamos nos retirar, retirar em oração sobre tudo a oração e meditação do Santo Rosário, pois somente assim celebraremos menos indignamente a Pascoa do nosso Senhor Jesus Cristo. Tomei a liberdade de inaugurar o meu blog: http://adoradoresdosantorosario.blogspot.com/ com a sua matéria sobre a Quaresma Adriano, logo postarei textos para que meditemos sobre a nossa Fé, e de que forma devemos vive-la, já que os nossos cristãos de hoje em dia estão humanizando nossa fé, é preciso resgatar o divino para que cheguemos a perfeição. Grande Abraço Pedro Faustino

    ResponderExcluir
  2. "Tomei a liberdade de inaugurar o meu blog: http://adoradoresdosantorosario.blogspot.com/ com a sua matéria sobre a Quaresma Adriano,"

    Na verdade, quem escreveu o texto fui eu, Evelyn Mayer.
    Mas não tem problema. Que seja divulgado para a honra e glória do Senhor.

    ResponderExcluir