1 de mar de 2012

Estudo indica que percepção da religião pode ser influenciada por games.


Nos últimos anos, a indústria de videogames tornou-se uma parte importante da cultura jovem.

O aumento de popularidade e uso da tecnologia avançada permitiu que os desenvolvedores inserissem cada vez mais detalhes e nuances nas histórias de seus jogos. Aos poucos, muitos desses games começaram a incorporar a religião como um aspecto chave para seu enredo.

Greg Perreault, estudante de doutorado em Jornalismo na Universidade do Missouri , fez um estudo sobre como muitos jogos da nova geração equivalem religião e violência em suas narrativas. Perreault apresentou suas descobertas durante a Conferência sobre Religião Digital, realizada no Centro de Mídia sobre Religião e Cultura.

Perreault examinaram cinco jogos recentes que trazem elementos religiosos claros em sua narrativa.

Os games em questão foram “Mass Effect 2″, “Final Fantasy 13″, “Assassins Creed”, “Castlevania: Lords of Shadow” e “Elder Scrolls: Oblivion”. Perreault descobriu que em todos estes jogos a religião está associada à violência e a problemas.

“Na maioria desses jogos, houve uma forte ênfase em “Cavaleiros Templários e os motivos dos cruzados”, disse Perreault. ”Não era enfatizado apenas o lado violento da religião, mas em cada um desses jogos a religião criou um problema de que o personagem principal tem de superar. Seja um confronto direto com fanáticos religiosos ou sendo assombrado pela culpa religiosa”.

A conclusão de Perreault sobre a relação entre violência e os games é dúbia: “Não parece que os desenvolvedores estão tentando atacar propositadamente a religião organizada nestes jogos. Acredito que eles estão apenas usando a religião para criar ‘pontos de virada’ estimulantes em seus roteiros. Se você olhar para os jogos, verá que a maior parte deles envolve alguma forma de violência, porque violência é conflito e conflito traz emoção ao jogo. A religião parece ser associada à violência, porque isso contribui para uma narrativa mais atraente”.

Em Assasin’s Creed ( Foto acima), por exemplo, o vilão a ser combatido é justamente a Igreja Católica.

No passado, jogos como Diablo foram abertamente criticados por lideranças religiosas por vulgarizarem ensinamentos espirituais. Neste game, o jogador tem de ir ao inferno enfrentar demônios com armas e pistolas.


Traduzido e adaptado de God Discussion


Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/


0 comentários:

Postar um comentário