19 de jun de 2012

ONDE ESTÃO OS MÚSICOS QUE TRAZEM O CÉU PARA A TERRA?








         







        “No momento em que os tocadores de trombeta, e os cantores se uniam para celebrar numa mesma sinfonia o louvor do Senhor, no momento em que faziam ressoar o som das trombetas, dos címbalos e de outros instrumentos de música com este hino: Louvor ao Senhor porque ele é bom, porque sua misericórdia é eterna, nesse momento o templo, o templo do Senhor, encheu-se de uma nuvem tão espessa que os sacerdotes não puderam permanecer ali para exercer sua função. A glória do Senhor enchia a casa de Deus.”
(II Cr. 5, 13-14)
           
            Ah, se os músicos de hoje tivessem esta mesma unção, esta mesma intimidade com Deus de forma que a Glória de Deus enchesse o lugar onde eles cantam e tocam.
            O que se vê nos dias atuais em relação à música católica, em grande parte, é a falta de compromisso com o Reino de Deus. Muitos músicos católicos tiraram Jesus do centro de suas vidas e passaram a ser eles mesmos o centro. Onde está a sede de almas que podem ser resgatadas pelas canções banhadas pela unção do Espírito Santo? Onde está a paixão pelo Evangelho?
        Encontramos músicos que esqueceram que o cantar para Deus é um ministério, o qual deve ser exercido com temor e tremor (Tb 13, 6) com dignidade de filhos do Altíssimo. Onde estão os ministros de música que abalam o inferno? Onde estão aqueles que tocam os louvores do Senhor com alegria sem cobrar cachês absurdos? Onde estão os que tocam e cantam e que fazem do palco um lugar de encontro com Jesus? Onde estão aqueles que não acorrentam seus louvores e a adoração a Deus a contratos?
         Deus espera mais de nós ministros da música do céu. Santo Agostinho certa vez disse: “Quereis cantar louvores a Deus? Sede vós mesmos o canto que ides cantar. Vós sereis o seu maior louvor, se viverdes santamente.” Temos que confiar no Senhor e parar de usar o nosso dom no meio secular com a desculpa de que se cantarmos somente para Deus não teremos dinheiro e não teremos como nos sustentar. Nosso Deus é um Deus Fiel e providente.Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.” Mt 6,33.
            Não podemos tocar para Deus e ao mesmo tempo "prostituir" nosso dom por alguns trocados. O senhor te chama, músico, a ser todo dEle e a fazer diferença onde muitos se acomodaram e começaram a viver fora dos planos e desígnios de Deus.

Santa Cecília, rogai por nós!






0 comentários:

Postar um comentário