4 de jun de 2012

Para onde leva a moda das tatuagens


Realizou-se em Caracas, de 26 de janeiro a 4 de fevereiro, um festival de indivíduos tatuados — o “Venezuela Expotatoo 2012” —, onde se apresentaram pessoas que operaram em si “modificações corporais e tatuagens extremas”. Estiveram presentes cerca de 200 tatuadores de quase uma dezena de países, entre os quais o Brasil (Portal “MSN notícias”, 30-1-12).
Uma das participantes — a mexicana Mary Jose Cristerna, mais conhecida como “Mulher Vampira” —, além do rosto tatuado e piercings alargadores nas orelhas, possui implantes na cabeça que lhe acrescentam “chifres”, numa evidente imitação do demônio [foto 1]. “Para mim é bonito estar assim”, disse ela à “Agência France Press”.
Exibiram-se também “suspensões da pele com grandes ganchos de metal” [foto 2].
Outros escolheram ter a língua bipartida, como das serpentes, com agulhas e pregos cravados no corpo, além de diversas outras tatuagens [foto 3].
Em duas ocasiões, na revista “Catolicismo”, na sua coluna “A Palavra do Sacerdote”, Mons. José Luiz Villac advertiu para o inconveniente das tatuagens: “A quantidade
Outros escolheram ter a língua bipartida, como das serpentes
de tatuagens monstruosas que se multiplicam diante de nossos olhos mostra bem que elas são estimuladas num sentido revolucionário. Bem fará aquele que se opuser a esse intuito” (abril/2010). E ainda: “Se alguém faz uma tatuagem de uma representação do demônio, por achar engraçado ou por qualquer outra razão, de alguma forma confere ao demônio algum poder de atuar sobre ele” (maio/2007).
* * *
Imaginemos como reagiria o célebre pintor Fra Angelico caso lhe fosse revelado que um dia alguém ousaria desfigurar os personagens de sua magnífica obra tatuando-as. Ficaria com certeza indignado e talvez até mesmo desistisse de realizá-las. Imaginemos agora o Criador, que criou o homem e a mulher à sua imagem e semelhança vendo-os desfigurados desse modo!

0 comentários:

Postar um comentário