4 de set de 2012

*Colunista católico é perseguido por emitir opinião contra adoção de crianças por motivações ideológicas.


* Colunista católico é perseguido por emitir opinião contra adoção de crianças por motivações ideológicas.


O colunista católico, Carlos Ramalhete, está sendo perseguido por ter afirmado que a adoção de crianças por “quaisquer comunidades de vida que não uma família” é perversão da adoção.
Ele afirmou isso em sua coluna semanal no jornal paranaense Gazeta do Povo, no último dia 30, quinta-feira, por meio do artigo “Perversão da Adoção”, que ainda se encontra publicado no site do jornal: http://www.gazetadopovo.com.br/colunistas/conteudo.phtml?id=1292008

Rapidamente uma militância anti-católica se formou para exigir que a coluna de Carlos Ramalhete seja extirpada do jornal. Ameaças de morte e xingamento começaram a encher o e-mail do colunista, atitudes reprováveis que também preenchem toda a página pessoal dele no Facebook, mesmo após uma nota de esclarecimento na qual o colunista católico reafirma que apoia a adoção como um gesto de amor, mas repudia que usem crianças para fazer avançar uma agenda meramente ideológica em prol da desconstrução da família e dos valores cristãos como pretendem os ativistas gays com a adoção de crianças.

Para apoiar o colunista, seus leitores criaram a página Ramalhete Livre,www.facebook.com/ramalhetelivre, na noite de quinta-feira, após se darem conta da onda de humilhação que se formou para tolher a liberdade de expressão do colunista.

É necessário mostrar que a sociedade brasileira tem todo direito de se expressar na defesa dos valores da família que, apesar de todas as tentativas e leis em contrário, continua sendo a célula da sociedade e não é formada por duplas do mesmo sexo.

Pela liberdade de expressão e pelos valores cristãos: Assine a petição por favor: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=Ramalhet

0 comentários:

Postar um comentário