11 de nov de 2010

É Missa ou Balada???

"É, porventura, o favor dos homens que eu procuro, ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar aos homens? Se quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo". (Gl 1,10)



Caríssimos,

Não é de hoje que o Santo Sacrifício tem sido desrespeitado e banalizado. Graças àqueles que sonham com uma Missa do seu jeito, querem re-criar o Sacrifíco de Jesus. Ignoram aquele primeiro (e único!) em que o próprio Deus foi imolado para salvar a todos nós. Deixaram-se contaminar pelo relativismo, pelo modernismo, pelas ideologias nefastas de que "Se Jesus ressuscitou, não precisamos mais vê-lo pregado à cruz. Vivamos, agora, um tempo de glória!".

Pensar assim é caçoar do Sacrifício de Cristo. Sim, caçoar, porque, em Sua Imolação, há um mistério e também uma Glória. A morte de Cristo não é um símbolo de derrota. Afinal, Ele não ficou preso à morte. Ele ressuscitou. O sacrifício de Cristo é um desejo de Deus ao seu povo. E o próprio Cristo autorizou aos Apóstolos que repetissem oque fez na Santa Ceia em Sua Memória. Como é que reviveremos a memória da nossa salvação com baladinha? Palminhas? Dancinhas? Musiquetas alá TdL?

Devemos lembrar, meus irmãos e irmãs, que Maria esteve em pé diante da Cruz. Sentia dor? Claro! Era o seu filho morrendo injustamente. Mas havia também nela uma alegria. Aquela "injustiça" tinha um fim maravilhoso: salvar os filhos de Deus. Portanto, a alegria na Santa Missa é contida. Assim como Nossa Senhora conteve-se diante do mistério, nós assim também devemos fazer. Rezar durante a Missa o que é a nossa parte, e não a do Sacerdote; conter palminhas e dancinhas. Há lugares apropriados para isso.

Contudo, penso que o retorno à Missa como nunca deveria ter deixado de ser está cada vez mais difícil. Na Arquidiocese de Maringá, por exemplo, temos a Missa pré-balada. Funciona assim: os jovens vão à missa, rezam, adoram, louvam. Antes da proclamação ao Evangelho, chega um sujeito carregando a Bíblia sobre um... skate! É... skate. Após a proclamação, a galera empurra banco pra lá, estica o esqueleto e... dança. Mas não é uma dancinha qualquer, não. É com a Igreja toda apagada, apenas com luzes de discoteca pra lá e pra cá e umas fumacinhas... E, segundo o locutor do vídeo, tudo é feito sob o olhar do Pároco e com o maior respeito ao Sagrado... tsc... tsc...

Se você passasse em frente a uma Igreja neste estado, diria o que? É missa ou balada?

Depois que vi o vídeo eu perdi completamente a noção do que seja respeito ao Sagrado. Porque, o que é Sagrado, é zelado, cuidado, e não zoneado. Repito. Não acho errado que os jovens tenham seu momento ao lazer dentro do Salão Paroquial (e não na Igreja), mas daí querer adaptar o Santo Sacrifício da Missa??? Será que ninguém ainda percebeu que enquanto agirmos dessa forma, fazendo "só o que o jovem quer", esta geração demorará muito mais a amadurecer (ou não amadurecerá nunca)? Quando é que proporcionaremos aos nossos jovens que tenham atitudes de pessoas crescidas?

Sim, eu sei que muitos que leram até aqui, dirão: "Evelyn, como você é quadrada. Não é melhor estes jovens nesta Missa-Balada" a estarem no mundo, usando drogas?" Não, não é. E explico. Nós não temos que adaptar a evangelização a uma secularização. O Evangelho não tem por onde ser adaptado, porque Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e sempre. Não se deve adaptar a Missa. Deve-se é adaptar-se a ela. E se Jesus não for suficientemente necessário para um jovem, podem fazer balada, missa disso e aquilo que nada os segurará. Só Jesus é quem pode conquistar um jovem, independentemente da situação em que este esteja.

Não temos que agradar aos homens na Santa Missa. Jesus mesmo não agradou a muitos. E Missa não é lugar de modismo. Se fosse, o Papa criaria o seu. Mas o Papa reza o Rito da Igreja, e não o que lhe convém. Não temos que nos dobrar ao mundo para termos Igreja cheia. Antes Igreja com pouquíssimas pessoas, mas que zelam pelo Sagrado, a Igrejas lotadas de gestos infâmes.

Chega de banalizar a Santa Missa, a Santa Liturgia e a Doutrina da Igreja

8 comentários:

  1. Salve Maria !!!

    Pasmem com mais essa profanação ao Santissimo Nome de Jesus Cristo, a comunidade "Aliança de Misericórdia" vai promover na cidade Alfenas-MG, uma "micareta" Católica a "Misericórdia Folia", infelizmente na cidade temos a maldita Cristoteca, Forró Católico, Festa Brega Católica agora mais essa maldita festa.

    http://www.filhosdapaixao.org.br/escritos/materias/04_misericordia_folia.htm


    FestaS promovidas pelas ""Aliança de Misericórdia e RCC"".

    Que Nosso Senhor Jesus Cristo tenha MISERICÓRDIA desses profanadores.

    Douglas
    Alfenas-MG

    ResponderExcluir
  2. Enquanto isso Nosso Senhor só sofre.

    Jovens mais elétricos e menos santos, será que eh isso que Deus espera da sua igreja? Acaso quando voltar Ele encontrará fé sobre a terra?

    Sancta Maria mater ecclesiae eleison

    ResponderExcluir
  3. .Isso póde mas comungar de joelhos,usar véu e fazer ação de graças parece crime,é hora dos católicos conversadores começarem a fazerem algo e principalmente conseguir uma maneira de mandar estes videos a santa sé e pedir uma posição da Igreja urgente.
    .Podemos começar fazendo algo,quem estiver disposto escreva aqui e vamos nos unir para fazer algo pela santa liturgia abraço mariano pax

    Anderson fundado equipe missionaria regina apostolorum

    ResponderExcluir
  4. Na minha paróquia utiliza-se "Datashow" e antes da missa reproduzem uma série de vídeos, estes católicos. Fato lastimável, pois, zomba dos vários santos que santificaram-se com determinadas experiências nesse instante da Santa Missa. Senti extremamente ofendido pela fé que professo. Solução estou a migrar de paróquia. Mas com a graça de Deus, penso em reunir fiéis e, suplicar-mos para a realização de ao menos uma missa em latim na nossa diocese. Valei-nos Pe. Pio!!!

    ResponderExcluir
  5. concordo plenamente! o Santo Sacrifico do Altar, já não basta para a alegria plena desses jovens? Eles devem ir a missa porque amam Jesus, e pq reconhecem o quão pequeno são e o quanto necessitam dele, agora fazer de uma missa CULTOS iguais aos evangélicos é cruel. Como eu aprendi em uma pregação com o Anderson, Maria esteve em silêncio todo o tempo adorando seu filho, pois ela sabia que através da Cruz ele salvaria a humanidade.

    Antes Igreja com pouquíssimas pessoas, mas que zelam pelo Sagrado, a Igrejas lotadas de gestos infâmes. que venham a Cristo os que o Amarem sem querer nada em troca.

    ResponderExcluir
  6. De certo é melhor deixar vários jovens se perdendo no mundo do que trazer eles para a igreja né? Será que Jesus faria oq? Será pq ele curou no sábado, antes de julgarem primeiro vão se converter e ajudar a resgatar almas

    ResponderExcluir