17 de mar de 2011

A islamização do mundo

citei em meu blog algo sobre este assunto. De fato, o islamismo está crescendo e logo será dominante mundialmente. Diferente de quando tentaram muçulmanizar a Península Ibérica quando da romanização, hoje, os muçulmanos não usam mais da força, e sim, da descendência. Enquanto nós, ocidentais, no auge da nossa "intelijenssa", temos 1,3 filhos por família, eles têm 7,6! E como são tradicionais, vão passando, geração pós geração, seus ensinamentos, suas ideologias, suas verdades.

É fato que nem todo o mundo islâmico é terrorista como pintam. É realmente muito pequeno o grupo que se dedica a isso. Porém, por menor que sejam, são os que ganham a mídia e fazem todo o resto bom pagar o pato. E o pior é que este grupo pequeno está colocando fogo no mundo. Tivemos há pouco tempo o ataque a cristãos numa igreja católica; um cristão foi assassinado logo após gravar um vídeo alertando sobre o muçulmanismo; uma mulher foi presa por declarar-se cristã e comoveu o mundo até ganhar sua libertação; o embaixador brasileiro foi morto pela Al-Queda...

E estes pequenos grupos vão ganhando força porque seu líder quer a morte de todos os que não sigam a sua fé (talvez o Lula ele não queira morto, já que pro ex-presidente brasileiro, o "Armandinho" é um bom homem).  Isso quando não ameaçam o Papa e o seu rebanho, ou exigem dele perdão por qualquer coisa... Só que esta guerra não é de hoje. Se olharmos para a história, veremos que os árabes brigam com um mundo desde sempre. A disputa por terras, por exemplo, entre árabes e israelenses existe há décadas. Não se entendem por questões pátrias, religiosas, bem como a ganância.

Estes atos estão levando a perseguições religiosas de todo o tipo. Como citei acima, vários cristãos pagaram com a vida por defenderem o Cristo ressuscitado. E a coisa tende a piorar. A cada dia mais e mais cristãos pagarão com suas vidas pelas causas evangélicas. O que faremos? Estamos prontos?

Há o crescimento de um anti-semitismo na Europa, mas há também um crescimento absurdo na mesma. Estamos prontos para, daqui uns 20 anos, vestirmo burkhas? Adorar ao Ala de Maomé?
Quem defenderá a honra de Cristo? As pedras?

Rezemos, irmãos. O tempo se espreita.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate.  

0 comentários:

Postar um comentário