6 de abr de 2011

Vaticano exumará corpo de João Paulo II, mas caixão pemanecerá fechado aos fiéis durante beatificação


Cidade do Vaticano (Terça-feira, 05-04-2011, Gaudium Press) .


A Sala de Imprensa da Santa Sé informou nesta terça-feira, 05, que o corpo de João Paulo II será exumado no dia 29 de abril, em razão da cerimônia de sua beatificação, que acontece no 1º dia de maio. A exumação é necessária apenas para retirar o corpo da tumba e colocá-lo na urna, fechada, que será disposta durante a cerimônia de beatificação para veneração do público.

"O caixão não será aberto, permanecerá fechado, e portanto o corpo de João Paulo II não será visto". Foi o que afirmou o Padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano e diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, na coletiva de apresentação da beatificação de João Paulo II, lembrando que após a retirada da Cripta, no dia 1º de maio o corpo de João Paulo II permanecerá em um caixão fechado na Basílica de São Pedro. A Capela de São Sebastião, na Basílica vaticana, está pronta para receber o caixão com o corpo do novo beato, João Paulo II. Os trabalhos de restauração e renovação e da instalação elétrica foram concluídos.

O corpo do Beato Papa Inocêncio XI, que se encontra na Capela, será transferido na próxima sexta-feira. Da Capela de São Sebastião, em uma atmosfera de oração na presença do arcipreste, Cardeal Angelo Comastri, o corpo será colocado no altar da Transfiguração.

Segundo a tradição, o corpo de um pontífice beato é levado das Grutas Vaticanas para a parte do primeiro nível da Basílica vaticana. No caso de João Paulo II desde o início foi tomada a decisão de fazer a exumação por motivos de tempos breves.

O caixão com o corpo de João Paulo II será levado na manhã do dia 29 de abril. Nos dias 29 e 30 de abril as Grutas vaticanas serão fechadas para o público. O caixão ficará próximo do túmulo de São Pedro e depois da missa de beatificação será exposto à veneração pública. O primeiro a venerar o novo beato será Bento XVI, acompanhado pelos cardeais.

Naquele momento de breve oração não estarão presentes os representantes dos países. Está prevista a transmissão ao vivo deste momento. Depois da oração do Papa, a Basílica vaticana será aberta ao povo. A Basílica ficará aberta a tarde toda e a noite também se for necessário. Ainda sobre os detalhes da cerimônia de beatificação do Papa João Paulo II, a Sala de Imprensa declarou que não tem informações adicionais a respeito de como será formada a delegação italiana que participará da celebração. O porta-voz vaticano afirmou ainda não saber se o presidente italiano, Giorgio Napolitano e o primeiro-ministro, Sílvio Berlusconi, irão comparecer ao evento.

Não obstante a indefinição enquanto a delegação italiana, autoridades políticas de outras nações já confirmaram presença, como o rei Alberto II da Bélgica e o presidente polonês, Bronislaw Komorowski.


Fonte: arautos.org

0 comentários:

Postar um comentário