13 de mai de 2011

Nota de esclarecimento referente ao término da Equipe Missionária Regina Apostolorum e início da Equipe de Escritores Católicos Regina Apostolorum

 Irmãos e Irmãs,
Leitores e Leitoras deste blog,
Salve Maria!

Logo após a minha conversão vivi uma experiência profunda do amor de Deus que me transformou em uma nova criatura (cf. II Cor, 5,17). O desejo de buscar as coisas do alto (cf. Col 3,1), renunciando o meu homem velho e minha vida passada (cf. Efe 4,22.) passaram a ser o norte da minha vida. Chegando em casa depois do retiro fiz o propósito firme de renunciar a mim mesmo tomar a cruz e seguir o Cristo esperando o prêmio da vida eterna (cf. Mc 8,34).
 
Após esta decisão comecei a freqüentar alguns grupos de oração e deparei-me com uma realidade diferente, pois a minha experiência no encontro foi marcado pela palavra profética seguido de uma efusão caudalosa do Espírito Santo com a maravilhosa experiência com Jesus sacramentado, mas infelizmente os  lugares aonde eu procurava estas graças careciam disto.

Neste tempo de primeiro amor frequentando retiros recebi uma profecia: o Senhor me convocaria a ser  pregador da Sua Palavra. Imediatamente comecei o estudo da mesma sabendo que traria cura e libertação arrancando-me da morte (cf. Sal 106,20) gerando em mim e em todos que ouvissem da Palavra do Senhor desejo de eternidade (cf. Jo 6, 68).

Pregava, inicialmente, nas casas cujas famílias me convidavam. Depois em alguns grupos de oração, o que me proporcionou conhecer novos irmãos que foram se ajuntando desejosos em crescer na fé. Lembro-me que disse que faria um grupo de oração em casa, pois o Código de Direito Canônico aprova esta prática. Com o tempo, passamos a nos reunir todas as sextas-feiras.

Neste período eu desconhecia a doutrina Católica e só me apoiava nas Sagradas Escrituras. Porém, Deus não queria que eu fosse um pregador pela metade, pautado apenas na Sola Scriptura. Ele providenciou que chegasse a minhas mãos o belíssimo livro "O Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem" de autoria de São Luis Maria Grignion de Monfort, livro este que foi de cabeceira do nosso amado Papa (agora Beato!) João Paulo ll. Ao ler este livro, meu coração queimava de amor pela virgem Maria. Em uma madrugada senti o desejo de fundar uma Comunidade em que unidos viveríamos este carisma: nos consagraríamos como escravos de amor à Virgem Maria, pois esta é a proposta do livro: ensinar esta bela e santa consagração.

Ao partilhar com os irmãos a adesão foi unânime! Começamos a nos preparar para a consagração com a leitura do livro, e assim, nasceu a comunidade Escravos de Maria do Santíssimo Rosário.

Entretanto, algo não estava bom. Havia um ano que se passava da minha conversão e sem experiência nenhuma para levar uma comunidade para frente, mas Jesus permitiu este início e de fato desfrutamos imensamente da graça de Deus com momentos intensos de oração, missão e gestos fraternos, além de viagens para congressos etc.

Um certo dia,  senti  a necessidade de um diretor espiritual, pois não sabia para onde ir nem o que fazer com a comunidade. Medos e inseguranças por minha falta de experiência eram constantes. Nossa Senhora me presenteou com um Santo Sacerdote, o Padre Mateus Maria da Divina da Misericórdia, prior do mosteiro menino Jesus. A partir de então começamos uma caminhada de fé. Padre Mateus Maria se propôs a ser diretor espiritual também da comunidade. Nesta época estávamos com núcleos em outros estados do Brasil. Foi quando comecei a me deparar com inquietações fortíssimas a cerca da vida comunitária e de alguns problemas internos. Expondo ao Padre a minha dor, orientou-me desta forma; "Anderson, você é meu filho e serei bem franco: não vejo em você um fundador de comunidade, pois nem a sua vida você sabe dirigir. Lembre-se que sou eu quem o está ajudando. Se não pode dirigir sua própria vida, quiçá a de outros. Você carece de experiência para isso". Estas palavras trouxeram uma paz que invadiu o meu coração, haja vista a verdade libertar e gerar paz  (cf. João 8,32). Era só o que eu esperava alguém dizer.

A preocupação em encerrar era grande, pois a comunidade já estava conhecida em muitas partes do Brasil e tinha medo de decepcionar os outros; contudo, em minha primeira conversa com o padre, ele me pediu obediência e disse que direção espiritual é coisa muito séria e ele teria de prestar contas a Deus de minha vida. Sendo assim, partilhei com os irmãos o que o Padre disse e propus o término da comunidade. Perguntei ao padre se podíamos ser uma Equipe Missionária, ao que viu com bons olhos e a batizou com o nome "Regina Apostolorum".

Neste tempo continuávamos em oração às sextas feiras, mas sem compromisso de vivência comunitária. Éramos apenas uma equipe de oração em que três membros exerciam o ministério da palavra.

Foi então que me aproximei de um grupo de oração da RCC chamado Sagrada Família no bairro do Mandaqui, Zona Norte de São Paulo. Após esta aproximação conheci pessoas influentes na RCC que me ajudaram a ser inserido no Ministério de Pregação. Fiz os seminários necessários para ser um pregador da RCC.

Foi um tempo em que o grupo foi diminuindo em membros. As minhas viagens estavam muito freqüentes e foi crescendo a minha ausência às sextas-feiras em nossas reuniões.  Consequentemente, ao analisar a situação e ao perceber a insatisfação de todos com a equipe, resolvemos terminar o nosso trabalho e cada um seguir o seu rumo fazendo apostolado aonde Deus enviar.

Desde dezembro de 2010 não nos reunimos mais; porém - e talvez, o mais importante! -  é que  estamos todos unidos no coração de Deus e de sua Santíssima Mãe! Muito me alegrou este tempo, pois há muito os planos no coração do homem, mas é a vontade do Senhor que se realiza (cf. Pro 19,21).

Hoje vejo a sabedoria nas palavras do Padre Mateus se concretizando: não nasci para ser o fundador de uma comunidade, mas um missionário da palavra do Senhor!

E agora? O que faz o Anderson?

Faço parte do Ministério de Pregação da RCC em unidade com a arquidiocese e o coordenador do estado de São Paulo, Luizinho.

E o carisma mariano do Anderson?

Sou escravo de amor da Virgem Maria eternamente e continuarei a propagar a santa escravidão em todos os meus encontros, seguindo os caminhos que Maria, minha Senhora e Rainha, me levar.

E o site?

O site foi feito em março de 2010 por Rafael de Paula a pedido meu em ocasião de uma pregação minha na Canção Nova no dia 15 de abril, bem como a pedido de irmãos em todo o Brasil. Convidei alguns amigos para trabalharem no site e ajudarem na evangelização via internet. Esta evangelização se concretizou e tomou corpo, dando ao site textos de qualidades. A cada dia os acessos aumentam.

Após uma conversa propus a formação de uma equipe de escritores e blogueiros católicos. A adesão foi unânime e ainda recebemos a graça do Padre Mateus fazer parte como diretor espiritual do site, bem como cuidar da ortodoxia católica e clareza doutrinal do mesmo.

Portanto, continuaremos o nosso apostolado via internet proporcionado aos nossos amigos e leitores um vínculo com nossos artigos, postagens, notícias e informações. Disponibilizarei a minha agenda de missões, contatos, bem como o de outros pregadores que já estão unidos e que se unirão a nós.

Deixo aqui o meu  abraço fraterno a todos que, direta ou indiretamente, fizeram parte deste tempo de nossas vidas, rogando a Virgem Santíssima que sempre nos conduza ao coração de seu amado filho, Jesus Cristo. Amém!

Pax.

Em Cristo,

Anderson Luís dos Reis
Fundador da Equipe de Escritores Católicos Regina Apostolorum

5 comentários:

  1. Nossa, muito me emociona sua história Anderson, e creio que sabes o quanto te admiro e até numa pregação tua aqui em Arapiraca eu lhe falei brincando, mas cheio de verdade: QUANDO EU CRESCER EU QUERO SER IGUAL A TI...

    Que eu continue crescendo, sendo gerado no ventre da Virgem Maria, alías desejo isso a todos irmãos e irmãs... há coisas em nossas vidas que só a entenderemos talvez somente na eternidade, são momentos parecidos como de Santo Agostinho que ao caminhar na praia, meditava sobre a Trindade Santa sem conseguir entender como podia ser um Deus ser três (três pessoas), e um anjo em forma de criança que brincava tentando colocar o mar ( rsrs ) dentro de um buraquinho na areia, disse que era mais fácil ele cumprir tal tarefa do que Agostinho entender o Mistério da Trindade... assim tb somos nós, não entendemos muita coisa do que eu poderia chamar MISTÉRIO DA NOSSA VOCAÇÃO.... pois há tanta coisa para acontecer em nossas vidas, basta que nos entreguemos, é como diz Santa Teresa dos Andes: VONTADE DE DEUS, ÉS MEU PARAÍSO! e como diz o Apóstolo: o mundo anseia, pela revelação dos filhos de Deus...


    Meu Deus eu creio, adoro, espero e vos amo!
    Peço perdão, por aqueles que não crêem, não adoram, não esperam e nao vos amam!

    Virgem de Fátima, rogai por nós!

    ResponderExcluir
  2. Deus o abençoe sempre Anderson, e que a Virgem Santissima rogue por toda Equipe!

    Viva Cristo Rei!
    Salve Maria!

    ResponderExcluir
  3. "Pois há muito os planos no coração do homem, mas é a vontade do Senhor que se realiza" (Pro19,21).

    Essa passagem como tem sido importante na minha vida esses tempos. De fato Anderson o que importa é que estamos buscando a Deus! E louvemos a Deus pelo seu Dom de pregação..Quantas palavras proféticas vc derramou nesse Brasil e agora na Europa!
    A Santidade estar em realizar a vontade de Deus em nossa vida!
    Agradeço a Deus por um dia ter conhecido alguém que respondeu ao chamado de Deus!! Louvemos a Deus e a Virgem..Nunca irei esquecer da pregação "MARIA TERROR DOS DEMONIOS" foi nela que meus olhos se abriram para a Virgem ...
    A Vc minha Gratidão!!!
    Saiba que estarei rezando sempre por VC!!!
    Amo-te em Cristo Jesus

    ResponderExcluir
  4. Com certeza eu concordo com vocês, e aqui deixo meu sim nessa causa nobre. e que Deus nos dê forças para lutarmos contra tudo aquilo q vem do demonio. Deus Santo nos encoragem para seguirmos com nosso proposito de lutar contra as sujeiras do mundo. mazepoetisa@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ola irmao, sou Adriano(carioca de Bangu - RJ) minha familia VANESSA e Sophia(minha filna de 3 aninhos) e eu nos alegramos com sua decisao. Foi muita maturidade de sua parte convidar esse sacerdote profeta, a fazer parte diretamente do plano de Deus em sua vida. Fique em paz! Salve Maria! adrianophn@gmail.com

    ResponderExcluir