10 de jul de 2011

Casamento gay é a mentira que levará milhares de inocentes para a prisão.

por Rebecca Millette

6 de julho de 2011 (Notícias Pró-Família) - Na batalha para sustentar o verdadeiro casamento em face de crescentes pressões sociais e políticas para sancionar e aprovar o "casamento" gay, os cristãos provavelmente serão mandados para a cadeia por suas posturas, diz um especialista.

Em seu recente artigo para a revista Cultura Católica, intitulado "Gay Marriage and the Next Gulag" (O Casamento Gay e as Prisões em Massa que Virão), o Dr. Jeff Mirus, presidente de Trinity Communications, diz que a "mentira do casamento gay" é a "perfeita força esmagadora tirânica" para os promotores do "casamento" gay usarem diante de "abomináveis pedantes moralistas" que "buscam diminuir a liberdade sexual pessoal dos outros".
"A causa do casamento gay se encaixa na definição de mito melhor do que a maior parte das questões porque realmente parece que aqueles que se opõem a ele estão negando a vida, a liberdade e a busca da felicidade de outros", diz o Dr. Mirus. "Os gays têm elevada escolaridade, são ricos e - acima de tudo - são uma projeção logicamente favorecida de nossa cultura moral. Inibir a felicidade deles, por qualquer razão, parece simplesmente errado".
De acordo com o Dr. Mirus, a "chave" para a questão é estar ciente do fato de que "ser gay ou apoiar o estilo de vida gay é aprovar e promover o sexo estéril".
Por meio do divórcio fácil, da contracepção, da promiscuidade e, finalmente, do aborto, a cultura do Ocidente está cada vez mais se submetendo à mentalidade do "sexo estéril", diz ele.
"Uma cultura como esta, uma cultura que abraça esses valores, não tem nenhum argumento contra o sexo homossexual, não tem como se posicionar justificadamente contra o casamento homossexual", continua Mirus.
"Uma percentagem imensa de nossos casamentos são deliberada e totalmente estéreis; a maioria do resto é deliberadamente estéril grande parte do tempo. Números imensos de casamentos, por intenções deliberadas, não resultam nem em filhos para preservar a raça humana nem em futuros cidadãos para melhor e desenvolver a ordem social".
O resultado dessa mentalidade moderna, diz o Dr. Mirus, é que qualquer um que se opõe à noção de "casamento" homossexual é "silenciado" e "reprimido".
"Além disso", acrescenta ele, "parece portanto certo e justo que as denúncias deles contra o estilo de vida gay e a oposição deles ao casamento gay sejam criminalizadas. Aliás, deveriam ser criminalizadas no nome da liberdade. É por isso que o casamento gay é a mentira que criará condições para mandar milhares de pessoas para a cadeia".
"A insistência em ignorar o vício é a marca registrada de uma cultura decaída, mas a insistência em que uma mentira receba concordância e defesa pública como se fosse verdade é a marca registrada do totalitarismo ideológico. Falar a verdade torna alguém traidor ou o excluí da sociedade".
Mirus cita o exemplo recente do Rev. Hugo Valdemar, porta-voz da Arquidiocese da Cidade do México, que foi acusado neste mês de se envolver em propaganda política quando disse que os católicos não deveriam votar em candidatos que apoiam o "casamento" de mesmo sexo.
Exemplos semelhantes estão se tornando cada vez mais numerosos nos Estados Unidos, Canadá e Europa, com cristãos perdendo seus empregos, sendo multados e sendo arrastados através de prolongadas audiências judiciais de "direitos humanos" por declararem os ensinos cristãos tradicionais sobre a homossexualidade.
O Dr. Mirus sugere que uma "enorme mudança pessoal" é a única resposta para a "ameaça de prisão que paira sobre milhares de pessoas". "A única coisa que dá para se fazer para ajudar é que aqueles que se opõem ao casamento gay comecem a viver de acordo com a compreensão da sexualidade comunicada pela lei natural", disse ele.
"A resposta suprema para todas as ameaças de prisão que pairam sobre milhares de nós é defendermos a verdade por meio das nossas vidas - numa demonstração vibrante que mostre que nós cristãos temos um coração que está preparado até para sofrer perdas, enquanto o coração dos pagãos só está pronto para vencer".


Fonte: www.cleofas.com.br

0 comentários:

Postar um comentário