22 de jul de 2011

Padres preferirão ir para a cadeia a violar o segredo de confissão.


O segredo de confissão significa que eles não podem revelar irregularidades.

Por CATHY HAYES, Escritora da Equipe Central Irlandesa – Tradução: Fratres in Unum.com – Um membro fundador da Associação de Padres Católicos disse que ele preferiria cumprir pena na prisão a violar o segredo de confissão.

Na esteira do relatório Cloyne, o governo irlandês afirmou que os padres que deixarem de informar às autoridades competentes abusos infantis que lhes forem revelados durante a confissão poderão encarar até cinco anos de prisão.

Escrevendo em sua coluna no Western People, o Padre Brendan Hoban disse que o segredo de confissão ultrapassa “qualquer forma de confidencialidade ou sigilo profissional”.

“Os padres não apenas consideram como um dever absoluto não revelar qualquer coisa que souberem dos penitentes no confessionário, mas sabem também que se revelarem qualquer coisa que souberem durante a confissão para qualquer pessoa, mesmo sob ameaça de sua própria morte ou de terceiros, eles são automaticamente excomungados.”

O Direito Canônico afirma: “Seja deposto o padre que ousar tornar público os pecados de seu penitente.”

Sob o segredo de confissão os padres não podem revelar nada do que ouvirem de seus penitentes. O padre Hoban disse que o máximo que os padres podem fazer é encorajar a pessoa a se entregar às autoridades.

“Não podemos direta ou indiretamente revelar o assunto a quaisquer pessoas, autoridades civis ou seja lá quem for”, disse.

Ele menciona o filme de Alfred Hitchcock “Eu confesso” em que um assassino confessa um assassinato a um padre. Mais tarde o próprio sacerdote é acusado de assassinato, mas não pode dizer a verdade, uma vez que isso violaria o segredo de confissão.

“Isso é uma medida da vulnerabilidade da Igreja Católica, pois parte do pacote de medidas que estão sendo contempladas pelas autoridades civis efetivamente equivalem a uma rejeição da proteção legal ao que sempre foi considerado como um sagrado sigilo de Confissão”, conclui.

Fonte: http://fratresinunum.com/

0 comentários:

Postar um comentário