12 de set de 2011

O Comunismo o PT e o aborto

O Comunismo o PT e o aborto

Governo Russo: Aborto legal também não é seguro


Tradução livríssima: “Mamãe, mamãe, agora estamos mesmo a salvo dos abortistas nazistas?”

Primeiro país a legalizar o aborto, agora a Rússia tem uma lei, promulgada pelo presidente Dmitri Medvedev, que aumenta as restrições para os anúncios publicitários dos médicos, clínicas e hospitais que praticam a “interrupção da gravidez”. O novo diploma legal contém emendas à Lei da Publicidade e obriga os produtores dos anúncios a reservar pelo menos 10% do texto publicitário ao registro da advertência de que a interrupção da gravidez pode provocar consequências danosas à saúde da mulher.

A nova lei proíbe a afirmação de que o procedimento é seguro. Vamos repetir: a Rússia, o primeiro país abortistinha do mundo, acaba de dizer, por força de lei, que está proibido espalhar a mentira de que o aborto é um procedimento seguro.

Ora, ora… As coisas estão caminhando mais rápidas do que eu poderia supor. Então CHUPA seus abortistinhas nazistinhas fedorentos! Taí… Até a Rússia! Até a RÚSSIA sabe que os procedimentos de aborto NÃO SÃO seguros. *SEMPRE* há riscos de morte para a mulher em um aborto, seja ele clandestino ou legal. Meu Deus, até a Rússia dizendo, por lei, que não se pode falar em aborto seguro!!! O que mais falta acontecer pra esse povo entender?!

Leia mais aqui: Rússia combate o aborto

E aqui: Medvedev assina lei sobre anúncios de clínicas de abortos

Sobre o aborto na Rússia, segue um triste documentário. Anos sombrios estão acabando… Quem está mesmo com o espírito da época em seu favor? =)

Divulga isso!


Chile vetará legalização do “aborto terapêutico”

Pra começo de conversa Não existe aborto terapêutico, saiba mais aqui: A fraude do aborto “terapêutico”

Apesar disso estão fazendo de tudo para legalizar o “aborto terapêutico” no Chile… A boa notícia é que o presidente chileno, Sebastián Piñera, já disse que vetará – quantas vezes for necessário – toda e qualquer lei que queira legalizar o “aborto terapêutico” no país.

Foi o que li em Sebastián Piñera anuncia que vetará cualquier ley que quiera legalizar el aborto terapéutico. Em resumo: o prefeito de Ñuñoa, Pedro Sabat, pediu, durante reunião com o presidente, que Sebastián Piñera esclarecesse sua posição no que diz respeito ao avanço de projetos de lei que favorecem a “interrupção da gravidez”. É que na última terça-feira, 6 de setembro, a comissão de Saúde do Senado chileno aprovou a iniciativa de legislar sobre o aborto terapéutico.

Antes do encontro com o prefeito, o presidente havia se reunido com um grupo de evangélicos que pediram uma “reforma constitucional” para que o matrimônio entre um homem e uma mulher seja protegido pela Constituição.

Pois sim, o mundo não está acabando só por aqui. Risos. É em todo lugar. Mas, que bom, as pessoas estão se posicionando na defesa dos valores que não passam.

1 comentários:

  1. Eu já havia postado um texto parecido, com o mesmo vídeo.
    Mas é bom reforçar a denúncia...

    ResponderExcluir