6 de set de 2011

PSOL nega filiação à esposa do ex-petista Luiz Bassuma devido à sua postura pró-vida


RIO DE JANEIRO, 05 Set. 11 / 09:58 pm (ACI)

Segundo informou o Boletim do Movimento em Defesa da Vida (MDV), a executiva nacional do PSOL decidiu por 27 votos a 15 revogar a decisão do Diretório Estadual do partido na Bahia de filiar Rose Bassuma, em reunião realizada em São Paulo neste domingo (4).

Segundo a nota do MDV, a disputa política em torno do ingresso da mulher do ex-deputado Luiz Bassuma se deveu, segundo Ronaldo Santos, secretário-geral do PSOL na Bahia, à divisão existente dentro do partido no estado. A filiação foi acatada pela direção estadual, presidida por Marcos Mendes, e questionada pelo grupo de Hilton Coelho, que comanda a legenda em Salvador.

“Como o grupo de Hilton também tem maioria em nível nacional, entrou com um recurso e conseguiu reverter a filiação. Utilizaram, como argumento contra Rose, sua posição contrária ao aborto: "Isso é uma inquisição. Vai contra os direitos individuais das pessoas”, esclarece também Ronaldo Santos no texto divulgado pelo MDV.

“Eu sou fundador do PSOL nacionalmente e sou contra (o aborto), assim como a Heloísa Helena é", comparou Santos, que é membro da executiva nacional do partido.

"O que está em jogo é a correlação de forças pelo controle do partido aqui no estado", frisou.

O dirigente acrescentou que os membros do colegiado levaram em consideração ainda a suposta informação de que Rose teria votado em José Serra (PSDB) para presidente da República no ano passado. Segundo o texto enviado pelo MDV Bassuma teria grandes chances ganhar a eleição para vereadora em Salvador, em 2012.

0 comentários:

Postar um comentário