16 de mar de 2011

Iniciam processo de excomunhão do sacerdote que pagou por aborto na Espanha


BARCELONA, 15 Mar. 11 / 02:29 pm (ACI)

A Arquidiocese de Barcelona deu a conhecer hoje um comunicado no qual se indica que iniciou um processo administrativo contra o sacerdote Manuel Pousa, para "verificar" se ele incorreu em excomunhão automática ao ter pago por um aborto como afirma em um recente livro dele.

O sacerdote publicou no dia 28 de fevereiro o livro "Padre Manel. Mais perto da terra que do céu", no qual afirma ter "abençoado" uniões homossexuais de presidiários, que está a favor do celibato "voluntário" e do sacerdócio feminino.

O Pe. Pousa assinala ademais que pagou por um aborto, apesar de que se declara pessoalmente "antiabortista"; isso só lhe custou uma "advertência" por parte do Arcebispo de Barcelona.

No último 8 de março a Arquidiocese de Barcelona publicou um breve comunicado no qual chamou o sacerdote "para falar pessoalmente com ele sobre diversos conteúdos deste livro e tomar as oportunas decisões".

Esse mesmo dia a agência do grupo ACI em espanhol, a ACI Prensa se comunicou com a Arquidiocese. Um porta-voz assinalou que "seguramente (o padre e o arcebispo) se reunirão, intercambiarão opiniões e logo não sei, talvez haja uma nota um pouco mais extensa sobre algum ponto".

No comunicado com data de hoje enviado à ACI Imprensa, destaca-se que o Arcebispo de Barcelona, Cardeal Lluís Martínez Sistach, acompanhado de seu Bispo Auxiliar, Dom Sebastià Taltavull; e o Chanceler-Secretário da Arquidiocese, Dom Sergi Gordo, reuniram-se ontem 14 de março com o Pe. Manuel Pousa i Engroñat, "como resultado de umas declarações deste sacerdote em relação a um aborto publicadas em um livro sobre sua pessoa".

O texto indica ademais que "posto que no Código de Direito Canônico o fato de cooperar em um aborto comporta em virtude do mesmo direito a pena de excomunhão latae sententiae (automática), o mesmo Código estabelece que se deve realizar umas diligências com objeto de verificar a realidade dos fatos e, portanto, procede-se a realizar este procedimento administrativo".

O Código de Direito Canônico assinala no cânon 1398 o seguinte: "quem procura o aborto, se este for produzido, incorre em excomunhão latae sententiae", quer dizer excomunhão de maneira automática.

O comunicado da Arquidiocese de Barcelona assinala finalmente que "estas diligências preceituadas pela normativa canônica, não impedem de reconhecer o trabalho social que há muitos anos está realizando este sacerdote ao serviço dos grupos mais necessitados de nossa sociedade".

Fonte: ACI

0 comentários:

Postar um comentário