7 de dez de 2011

Eu sou um perigo ao Chalita!

Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo coceira nos ouvidos, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas próprias cobiças; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando às fábulas.
II Tim 4, 3-4


O site Fratres in Unum publicou hoje uma matéria do professor e deputado Gabriel Chalita ao site IG (vide neste link: http://fratresinunum.com/2011/12/06/gabriel-chalita-critica-pessoas-perigosas-de-grupo-restrito-mas-com-forca-suficiente-para-impor-sua-vontade-nota-entrevistador/) , onde o mesmo afirma que "um “grupo restrito” comandou “um bombardeio na internet”, que culminou, por exemplo, no cancelamento de seu programa na emissora de televisão Canção Nova, na semana passada."

Quem não entende o que o tal deputado quer dizer, pode pensar que ele está certo. Mas não está.

No início do mês do novembro, fizemos - sim, eu também - uma movimentação enorme no twitter contra a Canção Nova graças ao programa Justiça e Paz. O tal programa nasceu após uma vontade do Santo Padre que a Igreja estudasse e conhecesse melhor a Doutrina Social da Igreja. Contudo, entenda: não foi o Papa Bento XVI quem mandou a Canção Nova abrir este programa; ela é que aproveitou o ensejo. E da pior forma: convidou para apresentá-lo o Deputado e Presidente do PT de São Paulo, Edinho Silva. Pra quem não sabe, Edinho foi um dos que vetaram os folhetos da CNBB Sul 1 que Dom Bergonzini escreveu acerca do aborto. Naqueles panfletos não havia o nome da Dilma, do Lula, muito menos do PT. Havia, apenas, uma declaração de que os católicos deveriam escolher o candidato e o partido que lutasse pelos ideais católicos: direito à vida, preservação da familia e da liberdade religiosa. Por que o PT se ofendeu? Não sabemos. Só sabemos que a máscara que Dom Bergonzini mostrou nos panfletos vestiu perfeitamente no partido.

A luta foi árdua. Duas semanas "twittando" para a Canção Nova - que nunca nos respondeu -, bem como ao Deputado Edinho, que numa linguagem extremamente marxista, não defendia nada, apenas procurava pôr em xeque a idoneidade dos que protestavam.

Em nosso protesto exigíamos apenas a saída do Deputado Petista. Mas Deus é mais! Dom Beni decretou que todos os deputados que tivessem programa na emissora deveriam afastar-se. Também afirmou que criaria uma comissão para acompanhar de perto a programação da emissora.

Como resposta, Gabriel Chalita nos ataca: somos, para ele, o grupo restrito fundamentalista que aterroriza na internet! Joke!

O que Chalita não quer, na verdade, afirmar, é que estamos lutando por uma verdade: a verdade do Evangelho de Cristo. A Canção Nova é uma comunidade que nasceu do coração de Deus, portanto, não são o Eto, a Luzia ou o próprio Chalita quem mandam ou desmandam por lá. Aliás, a Canção Nova foi criada para o povo de Deus, aquele povo que paga mensalmente para a manutenção da Comunidade. E como comunidade católica, a Canção Nova deve submeter-se à Doutrina Católica. Ao que pese, não deve criar a sua doutrina (pois assim se tornaria protestante), e sim, seguir o que a Igreja, Mater et Magistra, diz. E o que a Santa Igreja ensina é que Socialismo e Catolicismo são inimigos! Portanto, não adianta tentarem forçar a amizade afirmando que a DSI é uma forma de praticar o socialismo de uma maneira decente, bonita, viva e alegre, porque não é! Só crê nisso quem é doido, louco-varrido ou muito cara-de-pau!

Entretanto, devo dizer que estou imensamente alegre com a afirmação do Deputado. Saber que faço parte do pequeno grupo da verdade é motivo de júbilo! Saber que quando entro na batalha por Deus, venço, pois é Ele quem vence, já que Ele é verdade, não me parece ruim, ao contrário: é muito melhor! Saber que  quando os católicos se juntam e lutam pela Igreja fazem  um terrível barulho na cabeça dos inimigos da Igreja é razão de louvor! Minha única tristeza nesta história toda é ver que o deputado Chalita preferiu vender-se a uma imagem à Verdade que um dia ele conheceu.

Peço a Deus que o atual deputado, apoiador da abortista Dilma, não se deixe perder pela vaidade nem se permita levar pela mentira. Antes, que se junte ao grupo restrito que luta pela Verdade: Jesus!

1 comentários:

  1. Agora vamos tirar o programa papo aberto que mantem raízes do deputado.eu não aguento mais o Bras tocando musica popular no programa como forma de protesto coitado do novo apresentador Marcio Mendes que e uma referencia para muitos pregadores que fica desorientado com as atitudes do musico bras , quem não lembra do dia que o dunga teve que apresentar banda de rock do mundo .Estamos de olho...

    ResponderExcluir